Camelo-bactriano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaCamelo-bactriano
2011 Trampeltier 1528.JPG

Estado de conservação
Status iucn3.1 CR pt.svg
Em perigo crítico
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Subordem: Tylopoda
Família: Camelidae
Género: Camelus
Espécie: C. bactrianus
Nome binomial
Camelus bactrianus
Linnaeus, 1758
Distribuição geográfica
Área de distribuição
Área de distribuição

O camelo-bactriano, camelo-asiático ou simplesmente camelo (Camelus bactrianus) é um mamífero nativo da região das estepes do leste da Ásia, da região da Báctria, de onde o seu nome. Quase todos os animais desta espécie vivem domesticados pelas populações locais, mas ainda existem mais de mil espécimes na Mongólia e noroeste da República Popular da China.

É muito parecido com a outra espécie da família Camelidae, que pode ser encontrado atualmente no nordeste da África e na parte ocidental da Ásia, o camelo-árabe ou dromedário (Camelus dromedarius). O camelo-bactriano distingue-se do dromedário pelo seu tamanho maior e pela presença de duas corcovas. Pensa-se que este último poderá ser um descendente do camelo-bactriano.

Este animal aguenta condições climáticas verdadeiramente extremas, especialmente no Tibete e outras áreas montanhosas da Ásia Central, onde as temperaturas no verão podem chegar a 40 °C de dia e à noite são inferiores a 0 °C. Pode resistir grandes períodos de tempo sem comer nem beber e é muito forte, podendo caminhar 47 quilômetros por dia carregando pesos superiores a 450 kg. É encontrado em estado selvagem somente no Deserto de Gobi.

Dele também se aproveita a carne, leite e pele.

Sinonímia[editar | editar código-fonte]

Camelus ferus

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.