Cammy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Cammy
Cammy
Nome no Japão Kyamyi (キャミィ)
Série de jogos Street Fighter
Primeiro jogo Super Street Fighter II (1993)
Informações pessoais
Terra natal Reino Unido
Afiliação Delta Red
Estilo(s) de luta Técnicas de assassinato da Shadaloo (Shadaloo)
Treinamento das Forças Especiais (Delta Red)
Portal Games
Cosplayers de Cammy e Dhalsim no FanimeCon 2010.

Cammy (キャミィ, Kyamyi?) é uma personagem da série Street Fighter. Apareceu pela primeira vez em Super Street Fighter II: The New Challengers (1993), como a segunda personagem feminina da série.

História[editar | editar código-fonte]

Cammy é uma das assassinas de M. Bison. Ela foi criada para ser o corpo perfeito para M. Bison. Cammy era de uma unidade altamente treinada de assassinos da Shadaloo, composta por mais doze meninas, que foram raptadas e tiveram seu DNA alterado, conhecidas como "Dolls". Seu codinome era "Killer Bee".

Ao lutar contra Dhalsim a mando da Shadaloo, ele a deixou consciente, usando seu poder de yoga e meditação (isso aconteceu no jogo Street Fighter Zero 3). Com isso, Cammy percebeu que a Shadaloo lhe fazia lavagem cerebral para controlá-la. Em algum momento, após esse acontecimento, Vega, que foi mandado para espioná-la, a achou, e eles tiveram uma luta. Nesta luta, Cammy fala para Vega se afastar, pois não queria machucá-lo e Vega perde a luta propositalmente, revelando que ele foi mandado para matá-la, pois ela estava ficando consciente de seus atos, a lavagem cerebral estava perdendo efeito aos poucos. Ela fica sem entender, pois, nunca traiu a Shadaloo.

Mais tarde, enfrenta Juni e Juli, duas Dolls, que foram mandadas para matá-la. Na sua luta, ela consegue convencê-las, assim como as outras Dolls, de que todas estavam sendo manipuladas. Ao enfrentar M. Bison, ele revela seu verdadeiro propósito, que era ser seu próximo corpo, mas como ela já possuía sua própria mente, seria descartada. Todas as Dolls neste instante se viram para M. Bison, quase resultando na morte de todas. Ele diz que, caso morresse, todas as Dolls iriam morrer junto com ele e por isso elas jamais poderão sonhar em viverem como humanas.

Cammy sente M. Bison se rastejando em sua mente mas, ela se nega a dar-lhe ouvidos. Rapidamente, Cammy parte, junto com as outras Dolls, para o Psycho Drive para se salvarem. Chun-li, que estava na base para explodi-la, vê Cammy passando rapidamente, de relance. Ao chegar no Psycho Drive, Cammy começa a operá-lo, se sacrificando, para permitir que as outras Dolls continuem vivas, pois, elas não são míseras boneca e merecem viver.

Após isso, Cammy as transporta para fora da base, perdendo a consciência. Vega a põe no Psycho Drive e logo após, a retira da base, enquanto Chun-li, Guile e Charlie destroem a base.

Depois destes acontecimentos, Cammy acorda com amnésia, na porta da Delta Red, uma divisão do MI-6 especializada em anti-terrorismo, na Inglaterra. Ela fica na tropa e treina com eles durante 3 anos até o início do torneio Street Fighter 2.

Ela começa a se lembrar que, de alguma forma, M. Bison está ligado a seu passado. Ao encontrá-lo, M. Bison lhe revela que Cammy é seu clone e que ela tinha ordens de se infiltrar na base militar da Inglaterra, mas como perdeu a memória, foi deixada sem propósito. Cammy fica chocada com a revelação e seus parceiros da Delta Red a confortam, dizendo que o que vale é o futuro e não o passado. Cammy percebe que eles estão certos e parte junto com eles.

Cammy em Cannon Spike ("Gunspike" no Japão)[editar | editar código-fonte]

Em Cannon Spike (que se passa em um universo alternativo), Cammy luta pela Anti-Robot Special Forces (ARSF) - Forças Especiais Anti-Robô, provavelmente emprestada pela Delta Red para cumprir a missão.

O jogo se passa em 20XX, e a paz mundial está em perigo, devido a ataques de robôs terroristas de uma organização. Para combater os soldados robôs terroristas, a World Union for Peace (União Mundial pela Paz) organiza uma força especial, equipada com botas motoras, como último recurso.

Assim nasce a força ARSF, para batalhar contra a nova ameaça a paz mundial. E Cammy é chamada para a missão, devido as suas técnicas de combate e agilidade.

Aparência[editar | editar código-fonte]

Kylie Minogue interpretou a personagem no filme Street Fighter de 1994.

Cammy é uma bela jovem. Seus longos cabelos loiros vão até embaixo da cintura, e ela os mantêm presos com um par de tranças. Seu uniforme, quando era da Shadaloo, consistia em um maiô azul com mangas compridas, uma gravata amarela na gola, uma boina azul, botas de cano longo até os joelhos, de cor marrom e um par de manoplas e luvas vermelhas.

Na sua fase Delta Red, seu maiô é verde, sem mangas, com um broche na altura de seu seio direito, o mesmo par de luvas, boina vermelha com um emblema e botas pretas, de cano médio, com meias vermelhas.

Cammy usa camuflagem em suas pernas, porém quando era agente da Shadaloo, elas eram azuis, e lembravam um raio, enquanto que na fase Delta Red, são verdes e seu desenho lembra bastante a das camuflagens comuns do exército.

Personagens relacionados[editar | editar código-fonte]

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

No filme Street Fighter de 1994, a personagem foi interpretada pela cantora australiana Kylie Minogue e dublada no Brasil por Denise Simonetto. Ela faz parte da equipe de Guile, sendo sua assistente.

No filme Street Fighter II: The Animated Movie, Cammy aparece brevemente no início, como uma agente sob lavagem cerebral que é enviada a Inglaterra para assassinar um ministro a mando da Shadaloo.

No anime Street Fighter II Victory, Cammy é uma mercenária a serviço de Bison, designada a assassinar o Inspector Dubal (o pai de Chun-Li). Ela é retratada como uma assassina fria, mas religiosa (usa um cordão de crucifixo como arma) e uma das mais belas personagens de anime.

Na série animada dos EUA, Street Fighter: Code of Honor, Cammy tem a mesma história do filme de 1994, sendo uma ex-agente do MI5 da Inglaterra, que se incorporou ao grupo de Guile, por quem tem mútua atração. Durante a série ela sofre lavagem cerebral de Bison a passa a trabalhar para ele.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]