Campanha nas Ilhas Salomão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campanha nas Ilhas Salomão
Guerra do Pacífico
Solomon Islands Campaign.jpg
Mapa das Ilhas Salomão mostrando o avanço Aliado em 1943, além das bases estratégicas aéreas e navais.
Data Janeiro de 194221 de agosto de 1945
Local Ilhas Salomão Britânicas/Território de Nova Guiné, Pacífico Sul
Resultado Vitória decisiva dos Aliados
Combatentes

US flag 48 stars.svg Estados Unidos
 Austrália
 Nova Zelândia

 Reino Unido
Japão Império do Japão
Comandantes
Estados Unidos Chester Nimitz
Estados Unidos Douglas MacArthur
Reino Unido William Sydney Marchant[1]
Estados Unidos Robert Ghormley
Estados Unidos William Halsey, Jr.
Estados Unidos Alexander Vandegrift
Estados Unidos Alexander Patch
Estados Unidos Frank Jack Fletcher
Estados Unidos Richmond K. Turner
Austrália Eric Feldt[2]
Estados Unidos Roy Geiger
Estados Unidos Theodore S. Wilkinson
Estados Unidos Oscar Griswold
Austrália Stanley Savige
Naval Ensign of Japan.svg Isoroku Yamamoto 
Naval Ensign of Japan.svg Shigeyoshi Inoue
Naval Ensign of Japan.svg Nishizo Tsukahara
Naval Ensign of Japan.svg Jinichi Kusaka
Naval Ensign of Japan.svg Gunichi Mikawa
Naval Ensign of Japan.svg Raizo Tanaka
War flag of the Imperial Japanese Army.svg Hitoshi Imamura
War flag of the Imperial Japanese Army.svg Harukichi Hyakutake
War flag of the Imperial Japanese Army.svg Minoru Sasaki
Baixas
10 600 mortos
+ 40 navios afundados,
800 aeronaves destruidas[3]
80 000 mortos
+50 navios afundados,
1 500 aeronaves destruidas[3]

A Campanha nas Ilhas Salomão foi a maior campanha militar da Guerra do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. A campanha começou quando os Japoneses desembarcou tropas e ocupou várias áeras nas Ilhas Salomão Britânicas e em Bougainville no Território de Nova Guiné, durante os seis primeiros meses de 1942. Os japoneses ocuparam estas localidades e começaram a construir vários portos e campos aéreos com o objetivo de proteger o flanco de sua força invasora na Nova Guiné, fazendo uma base de segurança em Rabaul na Nova Bretanha para promover as bases para cortar a linha de suprimentos entre as potências Aliadas dos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

Os Aliados, a fim de defender suas rotas de comunicação e de suprimentos no Pacífico Sul, decidiu contra-atacar na Nova Guiné e isolar a base japonesa em Rabaul, e lançar uma contra-ofensiva aos japoneses em Guadalcanal (ver Batalha de Guadalcanal) e outras ilhas menores a partir de 8 de agosto de 1942. Esses ataques deram início a uma série de sangrentos combates entre os beligerantes, começando em Guadalcanal e continuando em vários engajamentos ao norte das Ilhas Salomão, e ao redor das Ilhas de Nova Geórgia e Bougainville.

A campanha foi lutada em terra, no mar e no ar, com os Aliados derrotando os Japoneses, infligindo a eles terriveis baixas. Os Aliados retomaram as Ilhas Salomão (apesar de ainda ter havido alguns combates na localidade até o fim da guerra) e eles também isolaram ou neutralizaram várias posições japonesas nas proximidades. A campanha nas Ilhas Salomão então convergiu na campanha para retomar as ilhas da Nova Guiné.

Referências

  1. Comandante das Forças Britâncias nas Ilhas Salomão
  2. Comandante da Guarda costeira.
  3. a b Esses mortos inclui os que cairam nos aviões, e os mortos por doença e acidente. Navios afundados influi os mercantes e os de guerra.