Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2010 - Série A
Brasileirão Série A 2010
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 8 de maio5 de dezembro
Gol(o)s 978
Jogos 380
Média 2,57 gol(o)s por partida
Campeão Rio de Janeiro Fluminense (3º título)
Vice-campeão Minas Gerais Cruzeiro
Rebaixado(s)
Melhor marcador Jonas (Grêmio) – 23 gols
Melhor ataque (fase inicial) Grêmio – 68 gols
Melhor defesa (fase inicial) Fluminense – 36 gols
Maior goleada
(diferença)
Avaí Santa Catarina 6 – 1 São Paulo Grêmio Prudente
Estádio da RessacadaFlorianópolis
9 de maio, 1ª rodada
Premiações
Melhor jogador
(CBF)
Darío Conca (Fluminense)[1]
Melhor treinador Muricy Ramalho (Fluminense)[1]
Melhor árbitro Sandro Ricci (DF)[1]
◄◄ Brasil Brasileirão 2009 Soccerball.svg Brasileirão 2011 Brasil ►►

A Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010 foi a 54ª edição da principal divisão do futebol brasileiro. A disputa ocorreu entre 8 de maio e 5 de dezembro com o mesmo regulamento dos anos anteriores, quando foi implementado o sistema de pontos corridos.

Entre a sétima e oitava rodada, a competição foi paralisada por conta da Copa do Mundo FIFA de 2010, na África do Sul.[2]

O título foi decidido apenas na última rodada. Três times (Fluminense, Cruzeiro e Corinthians) chegaram ao fim com chances de conquistar o título, e o Fluminense, então líder, conseguiu o título ao bater o Guarani (1–0) no Engenhão, enquanto o Cruzeiro ganhou do Palmeiras (2–1) em Minas Gerais, ficando com o vice-campeonato, e o Corinthians empatou com o Goiás (1–1) no Serra Dourada, terminando em terceiro.

Foi o terceiro título de Campeonato Brasileiro do Fluminense, tendo o primeiro título sido obtido em 1970, e o segundo em 1984.[3]

Fluminense, Cruzeiro, Corinthians e Grêmio garantiram a classificação para a Copa Libertadores da América de 2011. Já Atlético Paranaense, Botafogo, São Paulo, Palmeiras, Vasco da Gama, Ceará, Atlético Mineiro e Flamengo disputaram a Copa Sul-Americana de 2011, no segundo semestre.

Entre os clubes rebaixados para a Série B de 2011, o Grêmio Prudente foi matematicamente o primeiro a cair após perder para o Atlético Paranaense por 2–1 faltando três rodadas para o final do campeonato.[4]

O Goiás confirmou a sua queda na rodada seguinte, após ser goleado em casa pelo Santos (1–4).[5] Em seguida foi a vez do Guarani não conseguir evitar o rebaixamento ao perder em casa para o Grêmio (0–3).[6]

Na última rodada um confronto direto definiria a última equipe rebaixada. Como o Vitória não conseguiu vencer o Atlético Goianiense em casa (0–0), acabou caíndo para a Série B por ter menos vitórias que o adversário.[7]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série A foi disputada por 20 clubes em dois turnos. Em cada turno, todos os times jogaram entre si uma única vez. Os jogos do segundo turno foram realizados na mesma ordem do primeiro, apenas com o mando de campo invertido. Não houve campeões por turnos, sendo declarado campeão brasileiro o time que obteve o maior número de pontos após as 38 rodadas.[8]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2009 Estádio Capacidade[9] Títulos
Atlético Goianiense Goiânia Goiás GO 4º (Série B) Serra Dourada 50 049 0 (não possui)
Atlético Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 7º (Série A) Arena do Jacaré [c] 18 000 1 (1971)
Atlético Paranaense Curitiba Paraná PR 14º (Série A) Arena da Baixada 25 180 1 (2001)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 6º (Série A) Ressacada 15 000 0 (não possui)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 15º (Série A) Engenhão 44 000 2 (1968(1), 1995)
Ceará Fortaleza Ceará CE 3º (Série B) Castelão 58 400 0 (não possui)
Corinthians São Paulo São Paulo SP 10º (Série A) Pacaembu 37 952 4 (1990, 1998, 1999, 2005)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 4º (Série A) Arena do Jacaré[c]
Parque do Sabiá[c]
18 000
50 000
2 (1966, 2003)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 1º (Série A) Engenhão[d] 44 000 5 (1980, 1982, 1983, 1992, 2009)
Fluminense Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 16º (Série A) Engenhão[d] 44 000 2 (1970, 1984)
Goiás Goiânia Goiás GO 9º (Série A) Serra Dourada 50 049 0 (não possui)
Grêmio Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 8º (Série A) Olímpico 45 000 2 (1981, 1996)
Grêmio Prudente[a] Presidente Prudente São Paulo SP 11º (Série A) Prudentão 44 414 0 (não possui)
Guarani Campinas São Paulo SP 2º (Série B) Brinco de Ouro 32 453 1 (1978)
Internacional Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 2º (Série A) Beira-Rio 56 000 3 (1975, 1976, 1979)
Palmeiras São Paulo São Paulo SP 5º (Série A) Pacaembu [b]
Arena Barueri [b]
37 952
32 000
8 (1960, 1967(1), 1967(2), 1969, 1972, 1973, 1993, 1994)
Santos Santos São Paulo SP 12º (Série A) Vila Belmiro 21 256 8 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968(2), 2002, 2004)
São Paulo São Paulo São Paulo SP 3º (Série A) Morumbi 67 428 6 (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 1º (Série B) São Januário 15 150 4 (1974, 1989, 1997, 2000)
Vitória Salvador Bahia BA 13º (Série A) Barradão 35 632 0 (não possui)
(1) Taça Brasil
(2) Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Rio de Janeiro Fluminense 71 38 20 11 7 62 36 +26 62 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 2011
2 Minas Gerais Cruzeiro 69 38 20 9 9 53 38 +15 61 Aumento1
3 São Paulo Corinthians 68 38 19 11 8 65 41 +24 60 Baixa1 Primeira fase da Copa Libertadores de 2011
4 Rio Grande do Sul Grêmio 63 38 17 12 9 68 43 +25 55 Estável
5 Paraná Atlético Paranaense 60 38 17 9 12 43 45 -2 53 Aumento1 Copa Sul-Americana de 2011
6 Rio de Janeiro Botafogo 59 38 14 17 7 54 42 +12 52 Baixa1
7 Rio Grande do Sul Internacional 58 38 16 10 12 48 41 +7 51 Aumento1 Segunda fase da Copa Libertadores de 20111
8 São Paulo Santos 56 38 15 11 12 63 50 +13 49 Baixa1
9 São Paulo São Paulo 55 38 15 10 13 54 54 0 48 Estável Copa Sul-Americana de 2011
10 São Paulo Palmeiras 50 38 12 14 12 42 43 -1 44 Estável
11 Rio de Janeiro Vasco da Gama 49 38 11 16 11 43 45 -2 43 Aumento1
12 Ceará Ceará 47 38 10 17 11 35 44 -9 41 Baixa1
13 Minas Gerais Atlético Mineiro 45 38 13 6 19 52 64 -12 39 Estável
14 Rio de Janeiro Flamengo 44 38 9 17 12 41 44 -3 39 Aumento1
15 Santa Catarina Avaí 43 38 11 10 17 49 58 -9 38 Baixa1
16 Goiás Atlético Goianiense 42 38 11 9 18 51 57 -6 37 Estável
17 Bahia Vitória 42 38 9 15 14 42 48 -6 37 Estável Rebaixados à Série B de 2011
18 São Paulo Guarani 37 38 8 13 17 33 53 -20 32 Estável
19 Goiás Goiás 33 38 8 9 21 41 68 -27 29 Estável
20 São Paulo Grêmio Prudente[nota 1] 28 38 7 10 21 39 64 -25 25 Estável


1Internacional e Santos tinham vaga garantida na Copa Libertadores de 2011 por serem campeões da Copa Libertadores 2010 e da Copa do Brasil de 2010, respectivamente.

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Para ler a tabela, a linha horizontal representa os jogos da equipe como mandante. A coluna vertical indica os jogos da equipe como visitante. Os jogos considerados "clássicos" estão em negrito. Os resultados do primeiro turno estão em verde e os resultados do segundo turno estão em azul.

  ATG ATM ATP AVA BOT CEA COR CRU FLA FLU GOI GRE GUA INT PAL PRU SAN SPA VAS VIT
Atlético-GO 2–3 1–2 2–2 0–2 1–1 3–1 2–1 0–1 2–1 1–3 0–0 1–1 2–2 3–0 3–0 1–2 1–1 2–0 4–1
Atlético-MG 3–2 3–1 2–0 0–2 0–1 2–1 0–1 4–1 1–3 3–1 1–2 3–1 1–2 1–2 1–0 2–2 2–3 2–1 2–3
Atlético-PR 2–1 2–1 1–0 3–2 2–1 1–1 0–2 1–0 2–2 2–1 1–1 2–2 1–0 1–0 2–1 2–0 1–1 0–0 1–0
Avaí 3–0 0–0 0–1 0–0 5–0 3–2 1–2 2–2 0–3 4–1 0–3 1–0 0–1 4–2 6–1 3–2 0–0 2–0 0–0
Botafogo 3–2 3–0 1–1 1–0 1–0 2–2 2–2 1–1 1–1 3–0 2–2 1–1 1–2 0–0 3–1 3–3 2–0 1–1 1–0
Ceará 0–0 0–0 1–1 2–0 2–2 0–0 1–0 2–2 1–0 1–1 2–1 2–0 1–0 0–0 2–2 2–1 2–0 0–2 1–0
Corinthians 3–4 1–0 2–1 4–0 1–1 2–2 1–0 1–0 1–0 5–1 0–1 3–1 2–0 1–0 3–0 4–2 3–0 2–0 2–1
Cruzeiro 3–0 3–4 0–0 2–2 1–0 2–0 1–0 1–0 1–0 1–0 2–2 4–2 1–0 2–1 0–0 0–0 0–2 3–1 0–1
Flamengo 2–0 0–0 0–1 1–1 1–0 1–0 1–1 1–2 3–3 1–2 1–1 2–1 3–0 1–3 3–1 0–0 1–1 0–0 2–2
Fluminense 1–0 5–1 3–1 1–0 0–0 3–1 1–2 1–0 2–1 1–1 2–0 1–0 3–0 1–1 1–1 0–3 2–2 1–0 2–1
Goiás 1–3 1–3 0–2 1–0 4–1 0–0 1–1 0–1 1–1 0–3 0–2 3–1 2–3 1–1 1–2 1–4 2–1 0–0 1–0
Grêmio 2–0 2–1 3–1 3–0 3–0 5–1 1–2 2–1 2–2 1–2 2–0 1–0 2–2 1–2 4–0 1–2 4–2 1–1 1–1
Guarani 0–1 0–0 1–0 4–1 1–1 1–1 0–0 2–2 2–1 2–1 1–0 0–3 0–3 0–0 1–0 0–0 0–0 1–0 1–1
Internacional 1–1 1–0 4–1 2–3 1–0 2–1 3–2 1–2 1–0 0–0 0–0 0–0 3–0 1–1 2–0 1–1 0–2 1–0 1–1
Palmeiras 0–3 0–2 2–0 4–1 2–2 1–1 1–1 2–3 0–1 1–2 3–2 4–2 1–0 2–0 0–0 2–1 0–2 0–0 1–0
Prudente 1–0 4–0 0–1 1–1 0–1 1–1 2–2 0–2 1–2 1–1 4–1 2–0 4–2 0–3 0–1 1–2 2–3 1–2 0–0
Santos 4–2 2–0 2–0 2–1 0–1 1–1 2–3 4–1 0–0 0–1 2–0 0–0 3–1 1–0 1–1 2–3 1–0 4–0 1–1
São Paulo 2–1 4–0 2–1 1–2 1–2 2–1 0–2 2–2 2–0 1–4 0–3 3–1 2–1 1–3 1–0 1–1 4–3 0–0 2–0
Vasco da Gama 2–0 1–1 3–1 1–1 2–2 2–0 2–0 1–1 1–1 2–2 3–2 3–3 0–1 3–2 0–0 2–1 3–1 1–1 1–0
Vitória 0–0 4–3 1–0 3–0 1–3 0–0 1–1 0–1 1–1 1–2 2–2 0–3 1–1 0–0 1–1 2–0 4–2 3–2 4–2

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
AVA COR FLU COR FLU COR FLU CRU FLU COR FLU

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
GPR GOI ATG GOI GPR

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[14] Jogador Time
23 Brasil Jonas Grêmio
17 Brasil Neymar Santos
14 Brasil Bruno César Corinthians
12 Brasil Elias Atlético Goianiense
Brasil Obina Atlético Mineiro
11 Brasil André Lima Grêmio
Uruguai Loco Abreu Botafogo
10 Brasil Alecsandro Internacional
Brasil Diego Tardelli Atlético Mineiro
Brasil Kléber Palmeiras
Brasil Paulo Baier Atlético Paranaense
Brasil Washington Fluminense
Brasil Wesley Grêmio Prudente
Brasil Zé Eduardo Santos

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses foram os dez maiores públicos do Campeonato:[15]

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 76.205 Rio de Janeiro Vasco da Gama 2–2 Rio de Janeiro Fluminense Maracanã 22 de agosto 15ª
2 57.454 Rio de Janeiro Fluminense 3–0 Rio Grande do Sul Internacional Maracanã 15 de agosto 14ª
3 57.035 Rio de Janeiro Flamengo 0–0 Rio de Janeiro Vasco da Gama Maracanã 1 de agosto 12ª
4 44.591 Ceará Ceará 2–0 São Paulo São Paulo Castelão 24 de outubro 31ª
5 44.500 Ceará Ceará 0–0 São Paulo Corinthians Castelão 14 de julho
6 44.171 Ceará Ceará 2–2 Rio de Janeiro Flamengo Castelão 3 de novembro 33ª
7 42.667 São Paulo São Paulo 0–2 São Paulo Corinthians Morumbi 7 de novembro 34ª
8 41.661 Rio Grande do Sul Grêmio 2–2 Rio Grande do Sul Internacional Olímpico 24 de outubro 31ª
9 41.457 Rio Grande do Sul Grêmio 3–0 Rio de Janeiro Botafogo Olímpico 5 de dezembro 38ª
10 41.007 Rio de Janeiro Flamengo 0–0 São Paulo Santos Maracanã 5 de setembro 19ª
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante

Média de público[editar | editar código-fonte]

A média de público considera apenas os jogos da equipe como mandante (19 no total):[15]

  1. São Paulo Corinthians - 27.446
  2. Ceará Ceará - 23.467
  3. Rio de Janeiro Fluminense - 22.993
  4. Rio Grande do Sul Grêmio - 20.369
  5. Rio de Janeiro Flamengo - 18.945
  6. Rio de Janeiro Botafogo - 18.728
  7. Rio Grande do Sul Internacional - 16.630
  8. Paraná Atlético Paranaense - 16.377
  9. Minas Gerais Cruzeiro - 16.072
  10. Bahia Vitória - 15.849

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
São Paulo Palmeiras Brasil Antônio Carlos Demitido 18 de maio Vasco da Gama 0–0 Palmeiras 17º Brasil Luiz Felipe Scolari[a1] [16]
Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasil Gaúcho Substituído 18 de maio Vasco da Gama 0–0 Palmeiras 17º Brasil Celso Roth [17]
Rio Grande do Sul Internacional Uruguai Jorge Fossati Demitido 28 de maio Vasco da Gama 3–2 Internacional 18º Brasil Celso Roth[a2] [18] [19]
Paraná Atlético Paranaense Brasil Leandro Niehues Substituído 31 de maio Internacional 4–1 Atlético Paranaense 19º Brasil Paulo César Carpegiani [20]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Adílson Batista Renunciado 2 de junho Cruzeiro 0–0 Santos Brasil Cuca[a3] [21] [22]
Goiás Atlético Goianiense Brasil Geninho Renunciado 7 de junho Atlético Goianiense 2–1 Cruzeiro 20º Brasil Roberto Fernandes [23] [24]
Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasil Celso Roth Contratado pelo Internacional 12 de junho Santos 4–0 Vasco da Gama 19º Brasil PC Gusmão [19] [25]
Ceará Ceará Brasil PC Gusmão Contratado pelo Vasco da Gama 13 de junho Atlético Mineiro 0–1 Ceará Brasil Estevam Soares [26]
Santa Catarina Avaí Brasil Péricles Chamusca Contratado pelo Catar Al-Arabi 1 de julho Avaí 0–3 Fluminense 13º Brasil Antônio Lopes [27] [28]
São Paulo Corinthians Brasil Mano Menezes Assumiu a Seleção Brasileira 26 de julho Corinthians 3–1 Guarani 11ª Brasil Adílson Batista [29]
Goiás Atlético Goianiense Brasil Roberto Fernandes Demitido 30 de julho Vasco da Gama 3–0 Atlético Goianiense 11ª 20º Brasil René Simões [30] [31]
São Paulo São Paulo Brasil Ricardo Gomes Fim de contrato 6 de agosto São Paulo 2–1 Internacional[a4] Brasil Sérgio Baresi (interino) [32]
Rio Grande do Sul Grêmio Brasil Silas Demitido 8 de agosto Grêmio 1–2 Fluminense 13ª 18º Brasil Renato Gaúcho [33]
Bahia Vitória Brasil Ricardo Silva (interino) Substituído 9 de agosto Vasco da Gama 1–0 Vitória 13ª 16º Brasil Toninho Cecílio [34]
Ceará Ceará Brasil Estevam Soares Demitido 9 de agosto Ceará 0–0 Atlético Goianiense 13ª Brasil Mário Sérgio [35]
São Paulo Grêmio Prudente Brasil Toninho Cecílio Contratado pelo Vitória 9 de agosto Cruzeiro 0–0 Grêmio Prudente 13ª 14º Brasil Antônio Carlos [36]
Rio de Janeiro Flamengo Brasil Rogério Lourenço Demitido 27 de agosto Flamengo 0–0 Atlético Mineiro 16ª 10º Brasil Silas [37]
Goiás Goiás Brasil Emerson Leão Demitido 27 de agosto Goiás 0–3 Fluminense 16ª 20º Brasil Jorginho [38]
Bahia Vitória Brasil Toninho Cecílio Demitido 9 de setembro Vitória 1–1 Palmeiras 20ª 15º Brasil Ricardo Silva (interino) [39]
Ceará Ceará Brasil Mário Sérgio Demitido 9 de setembro Fluminense 3–1 Ceará 20ª 11º Brasil Dimas Filgueiras (interino) [40]
São Paulo Grêmio Prudente Brasil Antônio Carlos Demitido 10 de setembro Grêmio Prudente 0–0 Avaí 20ª 19º Brasil Marcelo Rospide [41]
Santa Catarina Avaí Brasil Antônio Lopes Demitido 20 de setembro Avaí 0–3 Grêmio 23ª 16º Brasil Edson dos Santos (interino) [42]
São Paulo Santos Brasil Dorival Júnior Demitido 21 de setembro Guarani 0–0 Santos 23ª Brasil Marcelo Martelotte (interino) [43]
Minas Gerais Atlético Mineiro Brasil Vanderlei Luxemburgo Demitido 23 de setembro Fluminense 5–1 Atlético Mineiro 24ª 18º Brasil Dorival Júnior [44]
São Paulo Grêmio Prudente Brasil Marcelo Rospide Renunciado 27 de setembro Atlético Goianiense 3–0 Grêmio Prudente 25ª 20º Brasil Fábio Giuntini [45] [46]
São Paulo São Paulo Brasil Sérgio Baresi Substituído 3 de outubro Avaí 0–0 São Paulo 27ª 11º Brasil Paulo César Carpegiani [47]
Paraná Atlético Paranaense Brasil Paulo César Carpegiani Contratado pelo São Paulo 3 de outubro Cruzeiro 0–0 Atlético Paranaense 27ª Brasil Sérgio Soares [48]
Rio de Janeiro Flamengo Brasil Silas Demitido 4 de outubro Botafogo 1–1 Flamengo 27ª 15º Brasil Vanderlei Luxemburgo [49] [50]
Bahia Vitória Brasil Ricardo Silva (interino) Substituído 7 de outubro São Paulo 2–0 Vitória 28ª 14º Brasil Antônio Lopes [51]
Santa Catarina Avaí Brasil Edson dos Santos Substituído 10 de outubro Avaí 2–2 Flamengo 29ª 16º Brasil Vágner Benazzi [52]
São Paulo Corinthians Brasil Adílson Batista Renunciado 10 de outubro Corinthians 3–4 Atlético Goianiense 29ª Brasil Tite [53]
Goiás Goiás Brasil Jorginho Demitido 9 de novembro Grêmio Prudente 4–1 Goiás 34ª 19º Brasil Arthur Neto [54]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010
Rio de Janeiro
Fluminense Football Club
Campeão
(3° título)

Ver também[editar | editar código-fonte]


Notas[editar | editar código-fonte]

  • 1. ^ O Grêmio Prudente foi punido com a perda de três pontos devido à escalação irregular do atleta Paulão, que havia sido suspenso dois dias antes na partida contra o Flamengo pela 3ª rodada.[58]

Referências

  1. a b c Fluminense recebe a taça em festa marcada por provocação corintiana GloboEsporte.com (6 de dezembro de 2010). Visitado em 7 de dezembro de 2010.
  2. Brasileirão começa no dia 8 de maio e terá pausa para Copa do Mundo (em português) UOL Esporte (8 de março de 2010). Visitado em 8 de março de 2010.
  3. CBF oficializa títulos nacionais de 1959 a 70 com homenagem a Pelé GloboEsporte.com (22 de dezembro de 2010). Visitado em 22 de dezembro de 2010.
  4. Atlético-PR faz 2 a 1 no último minuto e joga pá de cal sobre o Prudente GloboEsporte.com (14 de novembro de 2010). Visitado em 14 de novembro de 2010.
  5. Neymar brilha, Santos goleia no Serra Dourada e confirma queda do Goiás GloboEsporte.com (21 de novembro de 2010). Visitado em 21 de novembro de 2010.
  6. Grêmio goleia em Campinas, segue no G-4, e ajuda a rebaixar o Guarani GloboEsporte.com (28 de novembro de 2010). Visitado em 28 de novembro de 2010.
  7. Atlético-GO arranca empate em Salvador, fica na Série A e rebaixa o Vitória UOL Esporte (5 de dezembro de 2010). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  8. Confederação Brasileira de Futebol (2 de junho de 2010). Regulamento específico do Campeonato Brasileiro Série A/2010 CBF.com.br. Visitado em 17 de novembro de 2010.
  9. Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) (PDF) (em português) Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (17 de novembro de 2009). Visitado em 9 de maio de 2010.
  10. Grêmio Barueri oficializa mudança para Presidente Prudente (em português) UOL Esporte (26 de fevereiro de 2010). Visitado em 8 de março de 2010.
  11. UOL Esporte (22 de maio de 2010). Palmeiras ignora crise, afunda o Grêmio e faz a festa na despedida do Palestra (em português). Visitado em 23 de maio de 2010.
  12. UOL Esporte (6 de junho de 2010). No 4º tropeço seguido, Atlético-MG perde para o Ceará, que segue invicto (em português). Visitado em 7 de junho de 2010.
  13. Flamengo assina contrato para utilizar o Engenhão até 2012 GloboEsporte.com (15 de setembro). Visitado em 16 de setembro de 2010.
  14. artilharia do campeonato brasileiro GloboEsporte.com. Visitado em 30 de setembro de 2010.
  15. a b Estatísticas do Campeonato Brasileiro Série A 2010 (em português) Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (12 de maio de 2010). Visitado em 17 de novembro de 2010.
  16. GloboEsporte.com (18 de maio de 2010). Palmeiras confirma queda de Zago; Robert ainda tem futuro incerto (em português). Visitado em 18 de maio de 2010.
  17. UOL Esporte (18 de maio de 2010). Celso Roth assume como treinador e Gaúcho será auxiliar técnico do Vasco (em português). Visitado em 18 de maio de 2010.
  18. UOL Esporte (28 de maio de 2010). Inter oficializa saída de Jorge Fossati e define técnico para o domingo (em português). Visitado em 28 de maio de 2010.
  19. a b GloboEsporte.com (12 de junho de 2010). Internacional anuncia Celso Roth como novo técnico (em português). Visitado em 12 de junho de 2010.
  20. Globoesporte.com (31 de maio de 2010). Paulo César Carpegiani é o novo técnico do Atlético-PR (em português). Visitado em 2 de junho de 2010.
  21. UOL Esporte (2 de junho). Adílson sai do Cruzeiro que será comandado por interino no domingo (em português). Visitado em 4 de junho de 2010.
  22. GloboEsporte.com (8 de junho). Cruzeiro confirma Cuca no comando até o fim de 2011 (em português). Visitado em 8 de junho de 2010.
  23. Lance!net (7 de junho de 2010). Geninho pede demissão do Atlético-GO (em português). Visitado em 7 de junho de 2010.
  24. GloboEsporte.com (14 de junho). Roberto Fernandes é o novo treinador do Atlético-GO (em português). Visitado em 15 de junho de 2010.
  25. UOL Esporte (13 de junho de 2010). Técnico Paulo César Gusmão deixa o Ceará e acerta com o Vasco (em português). Visitado em 13 de junho de 2010.
  26. UOL Esporte (13 de junho). Estevam Soares substitui PC Gusmão no comando do Ceará (em português). Visitado em 14 de junho de 2010.
  27. Futebol SC (1 de julho de 2010). Péricles Chamusca vai para o futebol árabe (em português). Visitado em 7 de julho de 2010.
  28. Futebol SC (5 de julho de 2010). Antônio Lopes fala em salvar o Avaí do rebaixamento (em português). Visitado em 7 de julho de 2010.
  29. GloboEsporte.com (24 de julho de 2010). Adilson Batista é o novo treinador do Corinthians e se apresenta terça-feira (em português). Visitado em 26 de julho de 2010.
  30. Roberto Fernandes não é mais o técnico do Atlético-GO GloboEsporte.globo.com (30 de julho de 2010). Visitado em 31 de julho de 2010.
  31. René Simões assume o Atlético-GO GloboEsporte.globo.com (31 de julho de 2010). Visitado em 31 de julho de 2010.
  32. Sem encontrar um técnico, Tricolor resolve colocar Baresi no comando GloboEsporte.com (9 de agosto de 2010). Visitado em 9 de agosto de 2010.
  33. Duda Kroeff confirma a contratação ‘histórica’ de Renato Gaúcho GloboEsporte.com (10 de agosto de 2010). Visitado em 10 de agosto de 2010.
  34. Toninho Cecílio deixa comando do Grêmio Prudente e acerta com o Vitória UOL Esporte (9 de agosto de 2010). Visitado em 9 de agosto de 2010.
  35. Ceará contrata Mário Sérgio para substituir Estevam Soares UOL Esporte (9 de agosto de 2010). Visitado em 9 de agosto de 2010.
  36. Grêmio Prudente anuncia Antônio Carlos Zago como novo técnico da equipe UOL Esporte (17 de agosto de 2010). Visitado em 17 de agosto de 2010.
  37. Após recusa de Carlos Alberto Parreira, Fla acerta a contratação de Silas UOL Esporte (29 de agosto de 2010). Visitado em 29 de agosto de 2010.
  38. Ex-auxiliar de Dunga, Jorginho acerta com o Goiás GloboEsporte.com (29 de agosto de 2010). Visitado em 30 de agosto de 2010.
  39. Cerezo não chega a acordo com Vitória e Ricardo Silva permanece no comando UOL Esporte (13 de setembro de 2010). Visitado em 16 de setembro de 2010.
  40. Mário Sérgio é demitido do Ceará Globoesporte.com (9 de setembro de 2010). Visitado em 9 de setembro de 2010.
  41. Grêmio Prudente demite técnico Antônio Carlos Lancenet.com.br (10 de setembro de 2010). Visitado em 10 de setembro de 2010.
  42. Antônio Lopes é demitido do Avaí GloboEsporte.com (20 de setembro de 2010). Visitado em 21 de setembro de 2010.
  43. Ponto para Neymar: Santos demite Dorival Júnior por insubordinação GloboEsporte.com (22 de setembro de 2010). Visitado em 22 de setembro de 2010.
  44. Atlético-MG anuncia Dorival Júnior como substituto de Luxemburgo UOL Esporte (25 de setembro de 2010). Visitado em 25 de setembro de 2010.
  45. Marcelo Rospide pede demissão e não é mais o técnico do Prudente GloboEsporte.com (27 de setembro de 2010). Visitado em 27 de setembro de 2010.
  46. Invicto no G. Prudente, técnico Fábio Giuntini é efetivado pela diretoria UOL Esporte (6 de outubro de 2010). Visitado em 7 de outubro de 2010.
  47. Carpegiani deixa o Atlético-PR e acerta contrato com o São Paulo GloboEsporte.com (3 de outubro de 2010). Visitado em 4 de outubro de 2010.
  48. Sérgio Soares é confirmado como novo treinador do Atlético-PR UOL Esporte (4 de outubro de 2010). Visitado em 4 de outubro de 2010.
  49. Conforme esperado, Silas é demitido do Fla e Luxemburgo é o mais cotado UOL Esporte (4 de outubro de 2010). Visitado em 4 de outubro de 2010.
  50. Luxa diz sim ao Fla e volta para tentar fazer sucesso no clube do coração GloboEsporte.com (5 de outubro de 2010). Visitado em 5 de outubro de 2010.
  51. Antônio Lopes é o novo técnico do Vitória; Ricardo Silva é "rebaixado" UOL Esporte (7 de outubro de 2010). Visitado em 7 de outubro de 2010.
  52. Avaí apresenta técnico Vagner Benazzi FutebolSC.com (10 de outubro de 2010). Visitado em 10 de outubro de 2010.
  53. Andrés confirma contratação de Tite para espantar crise do Corinthians UOL Esporte (17 de outubro de 2010). Visitado em 18 de outubro de 2010.
  54. Jorginho, ex-auxiliar de Dunga, é demitido do ameaçado Goiás UOL Esporte (9 de novembro de 2010). Visitado em 9 de novembro de 2010.
  55. Confirmado até a Copa, Parraga cobra reforços para o Palmeiras (em português) UOL Esporte (26 de maio de 2010). Visitado em 28 de maio de 2010.
  56. Enderson Moreira será o técnico interino do Internacional (em português) Terra (28 de maio de 2010). Visitado em 2 de junho de 2010.
  57. Adílson sai do Cruzeiro que será comandado por interino no domingo (em português) UOL Esporte (3 de junho de 2010). Visitado em 12 de junho de 2010.
  58. Grêmio Prudente não recupera pontos e cai para zona de rebaixamento (em português) Justiça Desportiva (19 de agosto de 2010). Visitado em 19 de agosto de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Série A 2009
9 de maio6 de dezembro
Série A 2010
8 de maio5 de dezembro
Sucedido por
Série A 2011
21 de maio4 de dezembro