Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2011 - Série A
Brasileirão Série A 2011
Brasileirao 2011 Logo.png
Logomarca oficial da competição para esta temporada,
utilizada em transmissões da Rede Globo.
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 21 de maio4 de dezembro
Gol(o)s 1017
Jogos 380
Média 2,68 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo Corinthians (5º título)
Vice-campeão Rio de Janeiro Vasco da Gama
Rebaixado(s)
Melhor marcador Borges (Santos) – 23 gols
Melhor ataque (fase inicial) Fluminense – 60 gols
Melhor defesa (fase inicial) Corinthians – 36 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Palmeiras São Paulo 5 – 0 Santa Catarina Avaí
Estádio do CanindéSão Paulo
19 de junho, 5ª rodada
 
Corinthians São Paulo 5 – 0 São Paulo São Paulo
Estádio do PacaembuSão Paulo
26 de junho, 6ª rodada
 
Cruzeiro Minas Gerais 5 – 0 Santa Catarina Avaí
Parque do SabiáUberlândia
13 de agosto, 16ª rodada
 
Coritiba Paraná 5 – 0 Rio de Janeiro Botafogo
Estádio Couto PereiraCuritiba
11 de setembro, 23ª rodada
 
Cruzeiro Minas Gerais 6 – 1 Minas Gerais Atlético Mineiro
Arena do JacaréSete Lagoas
4 de dezembro, 38ª rodada
Público 5 572 673
Média 14 664,9 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(CBF)
Neymar (Santos)
Melhor treinador Ricardo Gomes
Cristóvão Borges (Vasco da Gama)
Melhor árbitro Leandro Pedro Vuaden (RS)
◄◄ Brasil Brasileirão 2010 Soccerball.svg Brasileirão 2012 Brasil ►►

A Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 foi a 55ª edição da principal divisão do futebol brasileiro. A disputa ocorreu entre 21 de maio e 4 de dezembro com o mesmo regulamento dos anos anteriores, quando foi implementado o sistema de pontos corridos.

Como principal novidade, os oito clássicos estaduais foram realizados na última rodada, além de demais clássicos envolvendo as equipes de São Paulo e Rio de Janeiro que ocorreram na penúltima rodada.[1]

Dois clubes chegaram na última rodada com chances de vencer o campeonato: Corinthians e Vasco da Gama. O primeiro conquistou o quinto título ao empatar sem gols no Estádio do Pacaembu com o arquirrival Palmeiras.[2] Ao mesmo tempo, no Estádio Engenhão, Vasco e Flamengo terminaram com o empate por 1–1.[3]

Para a Copa Libertadores da América de 2012, foram classificados, além do campeão Corinthians, Vasco (como campeão da Copa do Brasil), Santos (como campeão da edição de 2011), Fluminense, Flamengo e Internacional, com os dois últimos iniciando a partir da primeira fase.[4] São Paulo, Figueirense, Coritiba, Botafogo, Palmeiras, Grêmio, Atlético Goianiense e Bahia classificaram-se para a Copa Sul-Americana de 2012.

O rebaixamento começou a ser decidido na antepenúltima rodada. O Avaí foi o primeiro a cair à segunda divisão de 2012 ao ser derrotado pelo Vasco da Gama por 2–0, fora de casa[5] . Na mesma rodada, o América Mineiro também não evitou a queda ao perder para o São Paulo no Morumbi, pelo placar de 3–1.[6] Atlético Paranaense e Ceará completaram a relação de rebaixados na última rodada, o primeiro mesmo vencendo o rival Coritiba por 1–0 na Arena da Baixada,[7] e o clube de Fortaleza ao perder para o Bahia por 2–1 em Salvador.[8]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série A foi disputada por 20 clubes em dois turnos. Em cada turno, todos os times jogaram entre si uma única vez. Os jogos do segundo turno foram realizados na mesma ordem do primeiro, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão brasileiro o time que obteve o maior número de pontos após as 38 rodadas.[9]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[9]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2010 Estádio (mando) Capacidade[10] Títulos
América Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 4º (Série B) Arena do Jacaré[a] 18 000 0 (não possui)
Atlético Goianiense Goiânia Goiás GO 16º Serra Dourada 50 049 0 (não possui)
Atlético Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 13º Arena do Jacaré[a]
Ipatingão[a]
18 000
20 500
1 (1971)
Atlético Paranaense Curitiba Paraná PR Arena da Baixada 25 180 1 (2001)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 15º Ressacada 17 800 0 (não possui)
Bahia Salvador Bahia BA 3º (Série B) Pituaçu[b] 32 157 2 (1959, 1988)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Engenhão 44 000 2 (1968(1), 1995)
Ceará Fortaleza Ceará CE 12º Presidente Vargas[c] 20 600 0 (não possui)
Corinthians São Paulo São Paulo SP Pacaembu 37 952 4 (1990, 1998, 1999, 2005)
Coritiba Curitiba Paraná PR 1º (Série B) Couto Pereira 37 182 1 (1985)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Arena do Jacaré[a]
Parque do Sabiá[a]
18 000
50 000
2 (1966, 2003)
Figueirense Florianópolis Santa Catarina SC 2º (Série B) Orlando Scarpelli 19 069 0 (não possui)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 14º Engenhão[d] 44 000 5 (1980, 1982, 1983, 1992, 2009)
Fluminense Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Engenhão[d] 44 000 3 (1970, 1984, 2010)
Grêmio Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Olímpico 45 000 2 (1981, 1996)
Internacional Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Beira-Rio 56 000 3 (1975, 1976, 1979)
Palmeiras São Paulo São Paulo SP 10º Pacaembu[e]
Canindé[e]
Arena Barueri[e]
37 952
21 004
8 (1960, 1967(1), 1967(2), 1969, 1972, 1973, 1993, 1994)
Santos Santos São Paulo SP Vila Belmiro
Pacaembu
21 256
37 952
8 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968(2), 2002, 2004)
São Paulo São Paulo São Paulo SP Morumbi 67 428 6 (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 11º São Januário 24 585 [11] 4 (1974, 1989, 1997, 2000)
(1) Taça Brasil
(2) Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Corinthians 71 38 21 8 9 53 36 +17 62 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 20121
2 Rio de Janeiro Vasco da Gama 69 38 19 12 7 57 40 +17 60 Estável
3 Rio de Janeiro Fluminense 63 38 20 3 15 60 51 +9 55 Estável
4 Rio de Janeiro Flamengo 61 38 15 16 7 59 47 +12 53 Estável Primeira fase da Copa Libertadores de 2012
5 Rio Grande do Sul Internacional 60 38 16 12 10 57 43 +14 52 Aumento1
6 São Paulo São Paulo 59 38 16 11 11 57 46 +11 52 Aumento2 Copa Sul-Americana de 2012
7 Santa Catarina Figueirense 58 38 15 13 10 46 45 +1 51 Estável
8 Paraná Coritiba 57 38 16 9 13 57 41 +16 50 Baixa3
9 Rio de Janeiro Botafogo 56 38 16 8 14 52 49 +3 49 Estável
10 São Paulo Santos 53 38 15 8 15 55 55 0 46 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 20121
11 São Paulo Palmeiras 50 38 11 17 10 43 39 +4 44 Estável Copa Sul-Americana de 2012
12 Rio Grande do Sul Grêmio 48 38 13 9 16 49 57 -8 42 Estável
13 Goiás Atlético Goianiense 48 38 12 12 14 50 45 +5 42 Aumento1
14 Bahia Bahia 46 38 11 13 14 43 49 -6 40 Aumento1
15 Minas Gerais Atlético Mineiro 45 38 13 6 19 50 60 -10 39 Baixa2
16 Minas Gerais Cruzeiro 43 38 11 10 17 48 51 -3 37 Estável
17 Paraná Atlético Paranaense 41 38 10 11 17 38 55 -17 36 Aumento1 Rebaixados à Série B de 2012
18 Ceará Ceará 39 38 10 9 19 47 64 -17 34 Baixa1
19 Minas Gerais América Mineiro 37 38 8 13 17 51 69 -18 32 Estável
20 Santa Catarina Avaí 31 38 7 10 21 45 75 -30 27 Estável

1Santos e Vasco da Gama tinham vaga garantida na Copa Libertadores de 2012 por serem campeões da Copa Libertadores 2011 e Copa do Brasil de 2011, respectivamente.

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  AME ATG ATM ATP AVA BAH BOT CEA COR CTB CRU FIG FLA FLU GRE INT PAL SAN SPA VAS
América-MG 1–2 0–0 2–1 2–2 2–1 2–1 4–1 2–1 1–3 1–1 0–0 2–3 3–0 2–2 2–4 1–1 1–2 1–1 4–1
Atlético-GO 5–1 1–0 0–3 0–1 0–1 2–0 4–1 0–1 3–1 2–0 1–1 0–0 0–1 1–0 0–1 1–1 2–0 3–0 0–1
Atlético-MG 2–0 2–2 3–0 2–0 2–0 4–0 1–1 2–3 2–1 1–2 1–2 1–1 1–0 2–0 0–4 2–1 2–1 0–1 1–2
Atlético-PR 2–2 2–1 0–1 0–0 0–2 2–1 1–0 1–1 1–0 2–1 0–0 1–1 1–1 0–1 2–0 2–2 3–2 1–0 2–2
Avaí 2–2 2–2 1–3 3–0 2–2 3–2 1–2 3–2 0–0 0–0 1–1 3–2 0–1 1–2 1–3 1–1 1–2 1–2 0–2
Bahia 0–0 2–1 1–1 1–0 3–2 1–1 2–1 0–1 0–0 0–0 3–1 3–3 3–0 1–2 1–1 0–2 1–2 4–3 0–2
Botafogo 4–2 1–1 3–1 2–0 2–1 2–2 4–0 0–2 3–1 1–0 0–1 1–1 1–1 2–1 1–2 3–1 1–0 2–2 4–0
Ceará 4–0 1–1 3–0 2–1 0–3 3–0 2–2 0–1 3–2 2–2 1–1 0–1 1–2 3–0 1–1 2–0 2–3 0–2 1–3
Corinthians 2–1 3–0 2–1 2–1 2–1 1–0 0–2 2–2 2–1 0–1 0–2 2–1 2–0 3–2 1–0 0–0 1–3 5–0 2–1
Coritiba 3–1 0–1 3–0 1–1 1–0 0–0 5–0 3–1 1–0 2–1 3–0 2–0 3–1 2–0 1–1 1–1 1–0 3–4 5–1
Cruzeiro 0–0 3–2 6–1 1–1 5–0 2–1 0–1 1–0 0–1 2–1 2–4 0–1 1–2 2–0 1–0 1–1 1–1 3–3 0–3
Figueirense 2–1 2–0 2–1 2–0 2–3 2–1 2–0 1–1 0–1 0–0 1–0 2–2 0–4 0–0 1–1 0–1 2–1 1–2 1–1
Flamengo 2–1 1–4 4–1 1–2 4–0 1–3 0–0 1–1 1–1 1–0 5–1 0–0 3–2 2–0 1–0 1–1 1–1 1–0 0–0
Fluminense 1–2 3–2 0–2 3–1 3–1 0–1 1–2 4–0 1–0 3–1 2–1 3–0 0–1 5–4 2–0 1–0 3–2 0–2 1–2
Grêmio 1–1 2–2 2–2 4–0 2–2 2–0 0–1 1–3 1–2 2–0 2–0 1–3 4–2 2–1 2–1 2–2 1–0 1–0 1–1
Internacional 4–2 0–0 2–1 1–0 4–2 1–0 1–0 0–1 1–1 1–1 3–2 4–1 2–2 1–2 1–0 2–2 3–3 0–3 3–0
Palmeiras 1–1 2–0 3–2 1–0 5–0 1–1 1–0 1–0 2–1 0–2 1–1 1–2 0–0 1–2 0–0 0–3 3–0 1–0 1–1
Santos 1–0 1–1 2–1 4–1 3–1 1–1 2–0 1–0 0–0 2–3 1–0 2–3 4–5 2–1 0–1 1–1 1–0 1–1 2–0
São Paulo 3–1 2–2 2–1 2–2 2–0 3–0 0–2 4–0 0–0 0–0 2–1 1–0 1–2 1–2 3–1 0–0 1–1 4–1 0–2
Vasco da Gama 3–0 1–1 2–0 2–1 2–0 1–1 2–0 3–1 2–2 2–0 0–3 1–1 1–1 1–1 4–0 2–0 1–0 2–0 0–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
FLA ATM VAS SPA COR VAS COR VAS COR

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
AVA ATP AME AVA

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[17] Jogador Time
23 Brasil Borges Santos
22 Brasil Fred Fluminense
15 Brasil Deivid Flamengo
14 Brasil Leandro Damião Internacional
Brasil Ronaldinho Gaúcho Flamengo
Brasil William Avaí
13 Brasil Kempes América Mineiro
Uruguai Loco Abreu Botafogo
Brasil Neymar Santos
12 Brasil Anselmo Atlético Goianiense
Portugal Liédson Corinthians
Brasil Thiago Neves Flamengo
Argentina Walter Montillo Cruzeiro

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos do Campeonato:[18]

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 63.871 São Paulo São Paulo 1–2 Rio de Janeiro Flamengo Morumbi 2 de outubro 27ª
2 60.514 São Paulo São Paulo 2–1 Minas Gerais Atlético Mineiro Morumbi 7 de setembro 22ª
3 44.950 São Paulo São Paulo 0–0 São Paulo Corinthians Morumbi 21 de setembro 25ª
4 42.000 Rio de Janeiro Flamengo 1–1 São Paulo Corinthians Engenhão 5 de junho
42.000 Rio de Janeiro Botafogo 4–0 Ceará Ceará Engenhão 7 de setembro 22ª
6 40.232 Rio de Janeiro Fluminense 1–2 Minas Gerais América Mineiro Engenhão 12 de novembro 34ª
7 40.004 Rio de Janeiro Vasco da Gama 1–1 Rio de Janeiro Flamengo Engenhão 4 de dezembro 38ª
8 39.842 Rio de Janeiro Flamengo 5–1 Minas Gerais Cruzeiro Engenhão 6 de novembro 33ª
9 39.647 Rio Grande do Sul Grêmio 4–2 Rio de Janeiro Flamengo Olímpico 30 de outubro 32ª
10 37.828 Goiás Atlético Goianiense 0–0 Rio de Janeiro Flamengo Serra Dourada 20 de novembro 36ª
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez menores públicos do Campeonato:[carece de fontes?]

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 632 América Mineiro Minas Gerais 1–3 Paraná Coritiba Arena do Jacaré 31 de julho 13ª
2 734 América Mineiro Minas Gerais 2–2 Santa Catarina Avaí Arena do Jacaré 10 de setembro 23ª
3 750 América Mineiro Minas Gerais 0–0 Minas Gerais Atlético Mineiro Arena do Jacaré 8 de outubro 28ª
4 752 América Mineiro Minas Gerais 0–0 Santa Catarina Figueirense Arena do Jacaré 23 de julho 11ª
5 829 América Mineiro Minas Gerais 2–2 Rio Grande do Sul Grêmio Arena do Jacaré 22 de outubro 31ª
6 939 América Mineiro Minas Gerais 4–1 Ceará Ceará Arena do Jacaré 12 de outubro 29ª
7 1 253 América Mineiro Minas Gerais 2–1 Bahia Bahia Arena do Jacaré 22 de maio
8 1 256 América Mineiro Minas Gerais 1–2 Goiás Atlético Goianiense Arena do Jacaré 27 de agosto 19ª
9 1 503 América Mineiro Minas Gerais 1–1 São Paulo Palmeiras Arena do Jacaré 7 de julho
10 2 140 Atlético Goianiense Goiás 4–1 Ceará Ceará Serra Dourada 12 de junho
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Média de público[editar | editar código-fonte]

Essas são as médias de público do Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante:

  1. São Paulo Corinthians – 29.328
  2. Bahia Bahia – 22.741
  3. São Paulo São Paulo – 21.958
  4. Rio de Janeiro Flamengo – 20.117
  5. Rio Grande do Sul Internacional – 18.187
  6. Paraná Coritiba – 17.894
  7. Rio de Janeiro Vasco da Gama – 16.889
  8. Rio Grande do Sul Grêmio – 16.125
  9. Rio de Janeiro Botafogo – 15.979
  10. Rio de Janeiro Fluminense – 14.754
  1. Paraná Atlético Paranaense – 14.115
  2. Minas Gerais Atlético Mineiro – 14.100
  3. Ceará Ceará – 13.449
  4. São Paulo Palmeiras – 12.692
  5. Santa Catarina Figueirense – 11.625
  6. Minas Gerais Cruzeiro – 10.376
  7. Goiás Atlético Goianiense – 9.497
  8. São Paulo Santos – 8.892
  9. Santa Catarina Avaí – 6.784
  10. Minas Gerais América Mineiro – 4.756

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Santa Catarina Avaí Brasil Silas Contratado pelo Catar Al-Arabi 8 de junho Santos 3–1 Avaí 20º Brasil Alexandre Gallo [19]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Cuca Demitido 19 de junho América Mineiro 1–1 Cruzeiro 18º Brasil Joel Santana [20]
Paraná Atlético Paranaense Brasil Adílson Batista Resignado 25 de junho Atlético Paranaense 0–2 Bahia 19º Brasil Renato Gaúcho [21] [22]
Rio Grande do Sul Grêmio Brasil Renato Gaúcho Resignado 30 de junho Grêmio 2–2 Avaí 12º Brasil Julinho Camargo [23] [24]
São Paulo São Paulo Brasil Paulo César Carpegiani Resignado 7 de julho Flamengo 1–0 São Paulo Brasil Adílson Batista[a1] [25] [26]
Minas Gerais América Mineiro Brasil Mauro Fernandes Resignado 11 de julho Atlético Mineiro 2–0 América Mineiro 18º Brasil Antônio Lopes [27] [28]
Rio Grande do Sul Internacional Brasil Paulo Roberto Falcão Demitido 18 de julho Internacional 0–3 São Paulo 10ª Brasil Dorival Júnior[a2] [29] [30]
Goiás Atlético Goianiense Brasil Paulo César Gusmão Resignado 21 de julho Atlético Goianiense 0–1 Avaí 10ª 17º Brasil Hélio dos Anjos[a3] [31] [32]
Minas Gerais América Mineiro Brasil Antônio Lopes Resignado 1 de agosto América Mineiro 1–3 Coritiba 13ª 20º Brasil Givanildo Oliveira [33]
Rio Grande do Sul Grêmio Brasil Julinho Camargo Demitido 4 de agosto Grêmio 2–2 Atlético Mineiro 14ª 15º Brasil Celso Roth [34] [35]
Minas Gerais Atlético Mineiro Brasil Dorival Júnior Demitido 7 de agosto Atlético Mineiro 1–2 Figueirense 15ª 13º Brasil Cuca [36]
Santa Catarina Avaí Brasil Alexandre Gallo Demitido 18 de agosto Avaí 0–2 Vasco da Gama 17ª 19º Brasil Toninho Cecílio [37] [38]
Paraná Atlético Paranaense Brasil Renato Gaúcho Resignado 1 de setembro Atlético Paranaense 0–1 Atlético Mineiro 20ª 19º Brasil Antônio Lopes [39] [40]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Joel Santana Demitido 2 de setembro Cruzeiro 2–4 Figueirense 20ª 11º Brasil Emerson Ávila [41]
Bahia Bahia Brasil René Simões Demitido 2 de setembro Bahia 0–0 América Mineiro 20ª 16º Brasil Joel Santana [42] [43]
Ceará Ceará Brasil Vágner Mancini Demitido 11 de setembro Ceará 1–1 Atlético Goianiense 23ª 15º Brasil Estevam Soares [44] [45]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Emerson Ávila Demitido 26 de setembro Cruzeiro 0–3 Vasco da Gama 26ª 16º Brasil Vágner Mancini [46]
São Paulo São Paulo Brasil Adílson Batista Demitido 16 de outubro Atlético Goianiense 3–0 São Paulo 30ª Brasil Emerson Leão[a1] [47]
Ceará Ceará Brasil Estevam Soares Demitido 23 de outubro Atlético Paranaense 1–0 Ceará 31ª 17º Brasil Dimas Filgueiras [48]
Santa Catarina Avaí Brasil Toninho Cecílio Demitido 14 de novembro São Paulo 2–0 Avaí 34ª 20º Brasil Edson Neguinho (interino) [49]
Rio de Janeiro Botafogo Brasil Caio Júnior Demitido 17 de novembro América Mineiro 2–1 Botafogo 35ª Brasil Flávio Tenius (interino) [50]
  • A1 ^ Mílton Cruz dirigiu o time interinamente na 9ª, 10ª rodada e 31ª rodada.
  • A2 ^ Osmar Loss dirigiu o time interinamente entre a 11ª e a 16ª rodada.
  • A3 ^ Jairo Araújo dirigiu o time interinamente entre a 11ª e a 16ª rodada.

Ricardo Gomes, técnico do Vasco da Gama, sofreu um problema de saúde (acidente vascular cerebral) na 19ª rodada, durante a partida contra o Flamengo e a partir de então o time foi dirigido pelo interino Cristóvão Borges. Gomes continuou em contrato com o clube.[51]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011
Bandeira do estado de São Paulo.svg
Sport Club Corinthians Paulista
Campeão
(5° título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Veja tabela básica da Série A 2011 (em português). CBF (14 de março de 2010). Página visitada em 16 de março de 2010.
  2. GloboEsporte (4 de dezembro de 2011). Um bando em êxtase: Timão empata clássico e conquista o título brasileiro (em português). Página visitada em 4 de dezembro de 2011.
  3. GloboEsporte (4 de dezembro de 2011). Fla arranca empate com o Vasco e garante Libertadores em 2012 (em português). Página visitada em 4 de dezembro de 2011.
  4. GloboEsporte (4 de dezembro de 2011). Libertadores: Flu encara Boca, e Fla joga na altitude. Inter pode pegar Peixe (em português). Página visitada em 5 de dezembro de 2011.
  5. GloboEsporte (19 de novembro de 2011). Não deu: Avaí perde para o Vasco e acaba rebaixado (em português). Página visitada em 20 de novembro de 2011.
  6. GloboEsporte (19 de novembro de 2011). Tricolor vence e manda o América-MG para a Série B (em português). Página visitada em 20 de novembro de 2011.
  7. GloboEsporte (4 de dezembro de 2011). Atlético-PR vence, tira o Coritiba do G-5, mas cai para a Série B (em português). Página visitada em 5 de dezembro de 2011.
  8. GloboEsporte (4 de dezembro de 2011). Bahia rebaixa o Ceará e garante vaga na Sul-Americana (em português). Página visitada em 5 de dezembro de 2011.
  9. a b Confederação Brasileira de Futebol (22 de março de 2011). Regulamento específico do Campeonato Brasileiro Série A/2011. CBF.com.br. Página visitada em 2 de junho de 2011.
  10. Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) (PDF) (em português). Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (15 de setembro de 2009). Página visitada em 31 de maio de 2010.
  11. Vasco reduz capacidade de São Januário para a semifinal contra o Avaí. oglobo.globo.com (13 de maio de 2011). Página visitada em 27 de maio de 2011.
  12. Após atrasos, reformas do estádio Independência seguem a todo vapor. GloboEsporte.com (7 de abril de 2011). Página visitada em 18 de maio de 2011.
  13. Acompanhe ao vivo a implosão da Fonte Nova. Correio24Horas.com.br (29 da agosto de 2010). Página visitada em 11 de junho de 2011.
  14. Na despedida do Castelão, Ceará faz gol no fim e avança na Copa do Brasil. GloboEsporte.com (30 de março de 2011). Página visitada em 18 de maio de 2011.
  15. Flamengo assina contrato para utilizar o Engenhão até 2012. GloboEsporte.com (15 de setembro de 2010). Página visitada em 16 de março de 2011.
  16. UOL Esporte (22 de maio de 2010). Palmeiras ignora crise, afunda o Grêmio e faz a festa na despedida do Palestra (em português). Página visitada em 16 de março de 2011.
  17. Artilheiros do Campeonato Brasileiro 2011. GloboEsporte.com. Página visitada em 29 de maio de 2011.
  18. Campeonato Brasileiro Série A. CBF. Página visitada em 23 de maio de 2011.
  19. Silas acerta com clube do Catar e deixa o Avaí, que contrata Alexandre Gallo (em português). Terceiro Tempo (8 de junho de 2011). Página visitada em 10 de junho de 2011.
  20. Diretoria confirma demissão de Cuca e contratação de Joel Santana (em português). Globoesporte.com. Página visitada em 19 de junho de 2011.
  21. Adilson Batista não resiste a mais uma derrota e pede demissão no Atlético-PR (em português). Futebol Interior. Página visitada em 25 de junho de 2011.
  22. Renato Gaúcho é confirmado como o novo técnico do Atlético-PR. GloboEsporte.com (4 de julho de 2011). Página visitada em 4 de julho de 2011.
  23. Renato Gaúcho se emociona e confirma despedida do Grêmio (em português). Globoesporte.com. Página visitada em 30 de junho de 2011.
  24. É oficial: Julinho Camargo é o novo técnico do Grêmio. GloboEsporte.com (2 de julho de 2011). Página visitada em 4 de julho de 2011.
  25. Paulo César Carpegiani não é mais técnico do São Paulo. GloboEsporte.com (7 de julho de 2011). Página visitada em 7 de julho de 2011.
  26. Adilson Batista é o novo técnico do São Paulo. GloboEsporte.com (16 de julho de 2011). Página visitada em 16 de julho de 2011.
  27. Mauro Fernandes não é mais técnico do América-MG, que está no Z-4. GloboEsporte.com (11 de julho de 2011). Página visitada em 11 de julho de 2011.
  28. Antônio Lopes é o novo técnico do América-MG e estreia diante do Ceará, em Fortaleza. UOL Esporte (12 de julho de 2011). Página visitada em 12 de julho de 2011.
  29. Presidente do Inter demite Falcão e dirigentes do futebol. GloboEsporte.com (18 de julho de 2011). Página visitada em 18 de julho de 2011.
  30. Dorival Júnior fecha com o Inter. GloboEsporte.com (12 de agosto de 2011). Página visitada em 12 de agosto de 2011.
  31. Estado de saúde do pai tira PC Gusmão do Atlético-GO. GloboEsporte.com (21 de julho de 2011). Página visitada em 22 de julho de 2011.
  32. futebol Interior. Após sonhar com Kleina, Atlético-GO acerta com ex-técnico de rival. Página visitada em 12.08.2011.
  33. Givanildo de Oliveira acerta retorno e é o novo técnico do América-MG. GloboEsporte.com (1 de agosto de 2011). Página visitada em 2 de agosto de 2011.
  34. Grêmio oficializa saída de Julinho e contratação de Paulo Paixão (em português). Globoesporte.com. Página visitada em 4 de agosto de 2011.
  35. Confirmado: Roth volta ao Grêmio, próximo de completar 200 jogos. GloboEsporte.com. Página visitada em 4 de agosto de 2011.
  36. Ex-técnico do maior rival, Cuca é o novo comandante do Atlético-MG. GloboEsporte.com. Página visitada em 8 de agosto de 2011.
  37. Gallo é demitido do Avaí depois da terceira derrota consecutiva. UOL Esporte. Página visitada em 18 de agosto de 2011.
  38. Agora é oficial: Toninho Cecílio é o novo técnico do Avaí. Futebol SC. Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  39. Com saudade da família e da vida no Rio, Renato Gaúcho sai do Atlético-PR. GloboEsporte.com (1 de setembro de 2011). Página visitada em 1 de setembro de 2011.
  40. Dez horas após saída de Renato, Lopes é confirmado no Furacão. GloboEsporte.com. Página visitada em 2 de setembro de 2011.
  41. Mudança no Cruzeiro: Joel Santana não é mais o treinador celeste. GloboEsporte.com (2 de setembro de 2011). Página visitada em 2 de setembro de 2011.
  42. Bahia oficializa demissão de René Simões. GloboEsporte.com (2 de setembro de 2011). Página visitada em 2 de setembro de 2011.
  43. Apresentado no Bahia, Joel Santana diz: 'estava no meu destino voltar'. UOL Esporte (6 de setembro de 2011). Página visitada em 8 de setembro de 2011.
  44. Empate com o Atlético-GO derruba técnico Vagner Mancini do Ceará. GloboEsporte.com (11 de setembro de 2011). Página visitada em 13 de setembro de 2011.
  45. Estevam Soares é o novo técnico do Ceará para a disputa do Brasileirão. GloboEsporte.com (13 de setembro de 2011). Página visitada em 17 de setembro de 2011.
  46. Após derrota, Cruzeiro anuncia novo treinador pelo Twitter: Vágner Mancini. GloboEsporte.com (26 de setembro de 2011). Página visitada em 26 de setembro de 2011.
  47. Leão é o novo técnico do São Paulo. GloboEsporte.com (24 de outubro de 2011). Página visitada em 24 de outubro de 2011.
  48. Dimas Filgueiras assume o Ceará pela 40ª vez em 29 anos. GloboEsporte.com (24 de outubro de 2011). Página visitada em 24 de outubro de 2011.
  49. Toninho Cecílio é demitido do Avaí. GloboEsporte.com (14 de novembro de 2011). Página visitada em 1 de dezembro de 2011.
  50. Caio Júnior é demitido do Botafogo. GloboEsporte.com (17 de novembro de 2011). Página visitada em 17 de novembro de 2011.
  51. Rodrigo Caetano: 'A pré-temporada é do Ricardo Gomes'. GloboEsporte.com (8 de outubro de 2011). Página visitada em 24 de outubro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Série A 2010
9 de maio6 de dezembro
Série A 2011
21 de maio4 de dezembro
Sucedido por
Série A 2012
maio – dezembro