Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2011 - Série B
Brasileirão 2011 - Série B
Brasil.
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 20 de maio26 de novembro
Gol(o)s 1012
Jogos 380
Média 2,66 gol(o)s por partida
Campeão Portuguesa
Vice-campeão Náutico
Promovido(s) Portuguesa
Náutico
Ponte Preta
Sport
Rebaixado(s) Icasa
Vila Nova
Salgueiro
Duque de Caxias
Melhor marcador Kieza (Náutico) – 21 gols
Melhor ataque (fase inicial) Portuguesa – 82 gols
Melhor defesa (fase inicial) Portuguesa – 38 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Ponte Preta 5–0 ASA
Estádio Moisés LucarelliCampinas
21 de maio, 1ª rodada
 
Portuguesa 5–0 Bragantino
Estádio do CanindéSão Paulo
17 de junho, 6ª rodada
 
ABC 0–5 Bragantino
Estádio FrasqueirãoNatal
30 de agosto, 20ª rodada
Público 2 151 598
Média 5 662,1 pessoas por partida
◄◄ Brasil 2010 Soccerball.svg 2012 Brasil ►►

A Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 foi uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à segunda divisão. Foi disputada por 20 clubes, entre 20 de maio e 26 de novembro. Os quatro primeiros colocados obtiveram acesso à Série A de 2012 e os quatro últimos foram rebaixados à Série C de 2012.

Rebaixado em 2008, a Portuguesa foi o primeiro clube a ser promovido para a elite do futebol brasileiro em 2012 após derrotar o Americana de virada por 3–2, jogando fora de casa.[1] [2] [3] Com o acesso garantido, o clube garantiu o título da Série B com três rodadas de antecipação, ao empatar com o Sport no Estádio do Canindé por 2–2.[4] O Náutico confirmou o acesso mesmo depois da derrota para o Boa Esporte, em Varginha, pela penúltima rodada.[5] Na mesma rodada, a Ponte Preta também se garantiu na Série A ao derrotar o ABC, de virada, no Moisés Lucarelli.[6] Na última rodada, o Sport garantiu a última vaga à primeira divisão de 2012 ao derrotar o rebaixado Vila Nova por 1–0 no Estádio Serra Dourada.[7]

Já na parte de baixo da tabela, o Duque de Caxias foi o primeiro a ser rebaixado para a terceira divisão do ano seguinte após ser goleado pelo Icasa por 4–2 em Juazeiro do Norte.[8] [9] Em seguida foi o Salgueiro quem não conseguiu evitar a queda após perder três pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por uso de jogador irregular.[10] Na 35ª rodada, o Duque de Caxias conseguiu empatar com o Vila Nova por 1–1, na casa do adversário, forçando o clube de Goiânia a acompanhá-lo em 2012 na Série C.[11] A última vaga para a terceira divisão de 2012 foi preenchida pelo Icasa, ao ser derrotado em casa pela campeã Portuguesa por 2–0.[12]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Pelo sexto ano consecutivo, a Série B foi disputada por 20 clubes no sistema de ida e volta por pontos corridos. Em cada turno, os times jogaram entre si uma única vez. Os jogos do primeiro turno foram realizados na mesma ordem no segundo turno, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final, os quatro primeiros times ascenderam para a Série A de 2012, da mesma forma que os quatro últimos caíram para a Série C do ano seguinte.[13]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[13]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Transmissão[editar | editar código-fonte]

A Rede Globo detem todos os direitos de mídia da Série B desde a edição de 2005. Na TV aberta, a emissora carioca transmite apenas para alguns estados. O contrato permite que sejam exibidos no máximo três partidas por semana.[carece de fontes?]

Mesmo com a garantia de exclusividade, a Rede Globo decidiu revender os direitos de transmissão para essa mídia. Após sete anos sendo transmitida pela RedeTV!, a Rede Bandeirantes passou a transmitir a competição para todo o território nacional, com direito a partidas exclusivas.[14]

Pelas operadoras de TV por assinatura, foi transmitida pelo SporTV, sendo apenas duas partidas por rodada em sinal aberto (não foram exibidos nos estados e/ou cidades de cada partida) e as demais partidas exibidas no sistema pay-per-view pelo Premiere FC.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 - Série B (Brasil)
Red pog.svg
Red pog.svg
Red pog.svg
Campinas
Localização dos times.
Equipe Cidade Estado Em 2010 Estádio Capacidade[15] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 1º (Série C) Frasqueirão 18 000 0 (não possui)
Americana[a] Americana São Paulo SP 15º Décio Vitta 12 765 0 (não possui)
ASA Arapiraca Alagoas AL Coaracy Fonseca 7 500 0 (não possui)
Boa Esporte[b] Varginha Minas Gerais MG 2º (Série C) Melão 27 000 0 (não possui)
Bragantino Bragança Paulista São Paulo SP Nabi Abi Chedid 13 212 1 (1989)
Criciúma Criciúma Santa Catarina SC 3º (Série C) Heriberto Hülse 22 000 1 (2002)
Duque de Caxias Duque de Caxias Rio de Janeiro RJ 11º Moacyrzão 15 000 0 (não possui)
Goiás Goiânia Goiás GO 19º (Série A) Serra Dourada 50 049 1 (1999)
Grêmio Barueri[c] Barueri São Paulo SP 20º (Série A) Arena Barueri 32 000 0 (não possui)
Guarani Campinas São Paulo SP 18º (Série A) Brinco de Ouro 32 453 1 (1981)
Icasa Juazeiro do Norte Ceará CE 12º Romeirão 16 000 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE 13º Aflitos 19 800 0 (não possui)
Paraná Curitiba Paraná PR Vila Capanema 20 083 2 (1992, 2000)
Ponte Preta Campinas São Paulo SP 14º Moisés Lucarelli 19 728 0 (não possui)
Portuguesa São Paulo São Paulo SP Canindé 21 004 0 (não possui)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 4º (Série C) Ademir Cunha[d] 7 000 0 (não possui)
São Caetano São Caetano do Sul São Paulo SP 10º Anacleto Campanella 16 744 0 (não possui)
Sport Recife Pernambuco PE Ilha do Retiro 30 520 1 (1990)
Vila Nova Goiânia Goiás GO 16º Serra Dourada 50 049 0 (não possui)
Vitória Salvador Bahia BA 17º (Série A) Barradão 35 632 0 (não possui)
  • b. ^ Em 19 de janeiro de 2011, o Ituiutaba mudou sua sede de Ituiutaba para Varginha e alterou seu nome para "Boa Esporte Clube". O nome "Ituiutaba" persistiu até 10 de junho de 2011, quando a Federação Mineira de Futebol homologou a mudança do nome do clube para "Boa" em todos os registros da CBF.[17] [18]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Portuguesa 81 38 23 12 3 82 38 +44 71 Estável Promovidos à Série A de 2012
2 Pernambuco Náutico 64 38 17 13 8 51 41 +10 56 Estável
3 São Paulo Ponte Preta 63 38 17 12 9 63 45 +18 55 Estável
4 Pernambuco Sport 61 38 17 10 11 62 44 +18 53 Estável
5 Bahia Vitória 60 38 17 9 12 61 48 +13 52 Aumento1
6 São Paulo Bragantino 58 38 16 10 12 65 53 +12 51 Baixa1
7 Minas Gerais Boa Esporte 57 38 16 9 13 44 40 +4 50 Estável
8 São Paulo Americana 56 38 15 11 12 40 45 –5 49 Estável
9 São Paulo Grêmio Barueri 53 38 15 8 15 48 53 –5 46 Aumento2
10 Rio Grande do Norte ABC 53 38 13 14 11 52 53 –1 46 Aumento2
11 Goiás Goiás 52 38 16 4 18 51 57 –6 45 Baixa2
12 São Paulo Guarani 52 38 15 7 16 51 48 +3 45 Aumento1
13 Paraná Paraná 52 38 14 10 14 48 44 +4 45 Aumento1
14 Santa Catarina Criciúma 51 38 13 12 13 43 43 0 44 Baixa4
15 São Paulo São Caetano 51 38 12 15 11 57 51 +6 44 Aumento1
16 Alagoas ASA 48 38 13 9 16 44 54 –10 42 Baixa1
17 Ceará Icasa 47 38 11 14 13 52 55 –3 41 Estável Rebaixados à Série C de 2012
18 Goiás Vila Nova 32 38 7 11 20 34 53 –19 28 Estável
19 Pernambuco Salgueiro[f] 26 38 8 5 25 32 63 –31 25 Estável
20 Rio de Janeiro Duque de Caxias 17 38 2 11 25 32 84 –52 15 Estável

f. ^ O Salgueiro foi punido com a perda de 3 pontos por escalação de jogador irregular.[21]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  ABC AME ASA BAR BOA BRG CRI DCA GOI GUA ICA NAU PAR PON POR SAL SCA SPT VIL VIT
ABC 3–1 1–1 2–2 2–0 0–5 1–1 3–0 2–0 2–1 1–1 1–0 1–1 1–1 1–1 1–1 2–2 3–0 1–2 0–0
Americana 2–1 1–1 1–0 2–1 1–1 0–0 1–1 1–3 1–2 1–0 0–0 1–0 0–2 2–3 1–0 1–0 2–1 2–1 0–0
ASA 4–3 2–1 1–1 2–1 2–1 3–1 2–0 1–1 3–2 2–1 1–2 4–2 1–2 2–0 0–1 0–0 1–1 1–0 1–2
Barueri 1–3 0–1 1–0 2–2 3–2 0–0 2–1 2–0 1–3 1–2 0–0 1–0 2–1 1–1 2–1 0–3 2–3 1–0 1–0
Boa 0–0 0–0 2–1 2–0 1–2 2–0 2–0 1–0 0–1 1–0 2–1 1–2 1–1 1–2 0–0 4–1 3–0 0–0 1–2
Bragantino 1–1 2–0 0–1 2–1 1–2 2–2 3–0 4–0 0–0 1–1 2–1 2–1 1–1 1–1 5–3 1–2 3–2 1–0 2–2
Criciúma 3–1 1–0 1–0 1–2 0–0 1–0 2–0 2–0 2–2 5–2 0–0 1–2 1–1 1–1 3–0 1–1 1–0 3–1 2–1
Duque de Caxias 1–0 0–2 2–1 2–3 2–2 2–6 1–2 2–3 0–2 1–1 0–0 0–0 0–2 0–0 1–2 1–3 1–1 1–1 2–3
Goiás 1–2 3–1 4–1 1–0 2–0 2–1 1–0 4–1 3–0 0–0 1–2 0–3 2–1 1–4 0–1 1–0 2–1 1–1 4–1
Guarani 1–2 1–2 0–1 3–0 2–0 3–1 4–2 4–0 2–0 0–1 3–1 1–1 0–3 0–2 1–2 1–0 1–1 0–1 0–0
Icasa 1–3 2–2 1–1 0–1 0–1 2–0 0–1 4–2 4–2 1–1 1–2 3–1 1–1 0–2 1–0 0–0 2–2 1–0 3–1
Náutico 2–0 3–2 1–0 2–1 3–1 2–2 2–1 1–1 1–0 2–0 2–2 1–1 2–2 0–0 1–0 2–1 2–0 4–2 2–0
Paraná 1–0 0–1 3–1 1–3 2–0 1–0 0–0 3–1 1–1 3–0 2–0 2–0 0–1 1–1 1–0 2–2 1–2 2–1 1–1
Ponte Preta 4–1 0–0 5–0 2–0 1–2 1–3 3–0 2–1 2–1 2–0 4–1 3–3 4–3 0–3 1–0 1–0 1–1 1–1 0–0
Portuguesa 2–3 0–0 2–0 4–2 1–1 5–0 2–0 4–0 3–0 3–2 3–3 4–0 2–1 2–1 1–0 5–2 2–2 0–1 3–2
Salgueiro 0–1 0–1 1–1 1–4 0–1 0–1 2–1 2–0 2–0 1–4 3–5 0–2 2–1 2–3 1–2 1–1 0–1 1–1 0–2
São Caetano 4–0 1–1 2–0 1–1 0–2 0–2 1–0 4–2 2–1 1–2 2–2 0–0 1–1 1–1 3–3 3–1 3–3 3–0 2–2
Sport 2–0 4–0 3–0 1–0 4–1 1–1 0–0 1–1 0–1 3–1 1–0 2–0 3–0 3–1 2–3 3–0 1–3 2–0 4–0
Vila Nova 2–2 1–3 1–1 2–2 1–2 1–2 2–0 1–1 2–3 0–0 1–2 0–0 0–1 3–1 1–3 1–0 2–0 0–1 0–3
Vitória 1–1 5–2 1–0 1–2 0–1 4–1 3–1 5–1 3–2 0–1 1–1 3–2 1–0 2–0 0–2 5–1 1–2 2–0 1–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
PON POR SPT ABC PON POR PON POR

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
ASA SCA DCA

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Time
21 Brasil Kieza Náutico
20 Brasil Lincom Bragantino
19 Brasil Ricardo Jesus Ponte Preta
15 Brasil Neto Baiano Vitória
13 Brasil Edno Portuguesa
Brasil Marquinhos Vitória
Brasil Zé Carlos Criciúma
Brasil Bruno Mineiro Sport
12 Brasil Ananias Portuguesa
Brasil Jheimy Boa Esporte
Brasil Marcelinho Paraíba Sport

Fonte: UOL Esporte

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos do Campeonato:[22]

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 34.742 Bahia Vitória 1–2 São Paulo São Caetano Barradão 19 de novembro 37ª
2 26.231 Pernambuco Sport 4–0 Bahia Vitória Ilha do Retiro 24 de setembro 25ª
3 26.216 Bahia Vitória 5–1 Pernambuco Salgueiro Barradão 4 de novembro 34ª
4 24.333 Bahia Vitória 3–1 Santa Catarina Criciúma Barradão 12 de novembro 36ª
5 22.043 Pernambuco Sport 2–3 São Paulo Portuguesa Ilha do Retiro 13 de agosto 16ª
6 21.754 Goiás Goiás 0–3 Paraná Paraná Serra Dourada 14 de junho
7 21.637 Pernambuco Sport 3–0 Alagoas ASA Ilha do Retiro 13 de setembro 23ª
8 21.485 Pernambuco Sport 1–1 São Paulo Bragantino Ilha do Retiro 14 de outubro 30ª
9 20.734 Pernambuco Náutico 2–2 São Paulo Ponte Preta Aflitos 26 de novembro 38ª
10 20.040 Pernambuco Sport 3–0 Paraná Paraná Ilha do Retiro 19 de novembro 37ª
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante

Média de público[editar | editar código-fonte]

Essas são as médias de público do Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante:

  1. Pernambuco Sport – 18.499
  2. Pernambuco Náutico – 12.349
  3. Bahia Vitória – 11.850
  4. São Paulo Grêmio Barueri – 8.380
  5. Goiás Goiás – 8.059
  6. Santa Catarina Criciúma – 5.981
  7. São Paulo Ponte Preta – 5.579
  8. Rio Grande do Norte ABC – 5.383
  9. Goiás Vila Nova – 5.146
  10. São Paulo Portuguesa – 4.417
  1. Alagoas ASA – 4.283
  2. Pernambuco Salgueiro – 3.965
  3. Paraná Paraná – 3.716
  4. São Paulo Bragantino – 3.423
  5. Minas Gerais Boa Esporte – 3.089
  6. São Paulo Guarani – 2.684
  7. Ceará Icasa – 2.523
  8. São Paulo Americana – 1.442
  9. São Paulo São Caetano – 698
  10. Rio de Janeiro Duque de Caxias – 252

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2011
Série B
São Paulo
Associação Portuguesa de Desportos
Campeã
(1º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Neves, Milton (22 de outubro de 2011). Portuguesa vence o Americana e sobe matematicamente para a Série A (em português) Redação Terceiro Tempo. Visitado em 22 de outubro de 2011.
  2. Portuguesa vence o Americana e está de volta à Série A (em português) globo.com Redação Correio 24 Horas (22 de outubro de 2011). Visitado em 22 de outubro de 2011.
  3. De virada, Portuguesa vence e assegura acesso à elite (em português) R7 Esportes Redação R7 (22 de outubro de 2011). Visitado em 22 de outubro de 2011.
  4. Portuguesa empata em casa, mas garante título da Série B; técnico admite o "Barcelusa" UOL Esporte (8 de novembro de 2011). Visitado em 8 de novembro de 2011.
  5. Náutico perde para o Boa, mas comemora acesso à Série A Globo Esporte (19 de novembro de 2011). Visitado em 19 de novembro de 2011.
  6. Ponte bate o ABC e garante retorno à elite após cinco anos na Série B Globo Esporte (19 de novembro de 2011). Visitado em 19 de novembro de 2011.
  7. Com gol de Bruno Mineiro, Sport garante acesso à Série A Globo Esporte (26 de novembro de 2011). Visitado em 26 de novembro de 2011.
  8. Duque de Caxias é derrotado pelo Icasa e está rebaixado (em português) MSN Esportes (18 de outubro de 2011). Visitado em 22 de outubro de 2011.
  9. Icasa vence por 4 a 2 e rebaixa Duque (em português) Redação Band (18 de outubro de 2011). Visitado em 22 de outubro de 2011.
  10. Salgueiro perde três pontos e está matematicamente rebaixado GloboEsporte.com (31 de outubro de 2011). Visitado em 8 de novembro de 2011.
  11. Diante de 72 torcedores, Vila Nova empata com o Duque de Caxias e está rebaixado para Série C UOL Esporte (8 de novembro de 2011). Visitado em 8 de novembro de 2011.
  12. Icasa perde em Juazeiro do Norte e é rebaixado para a Série C Globo Esporte (26 de novembro de 2011). Visitado em 26 de novembro de 2011.
  13. a b Campeonato Brasileiro da Série B/2011 – Regulamento específico da competição CBF. Visitado em 23 de maio de 2011.
  14. Globo garante direitos da Série B e repassa à Band Yahoo! Esportes (9 de maio de 2011). Visitado em 16 de maio de 2011.
  15. Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) (PDF) (em português) Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (15 de setembro de 2009). Visitado em 17 de novembro de 2010.
  16. Time de Guaratinguetá anuncia mudança para Americana (em português) iG Esporte (15 de outubro de 2010). Visitado em 21 de novembro de 2010.
  17. Promovido à Série B, Ituiutaba muda de nome e cidade (em português) LanceNet (19 de janeiro de 2011). Visitado em 18 de fevereiro de 2011.
  18. Tabela do Campeonato Brasileiro de Clubes Série B 2011 – Tabela básica (em português) CBF (16 de março de 2011). Visitado em 18 de março de 2011.
  19. Grêmio Prudente volta para Barueri (em português) GloboEsporte.com (11 de maio de 2011). Visitado em 18 de maio de 2011.
  20. Sem o Cornélio de Barros, Salgueiro se "muda" para Paulista (em português) Gazeta Esportiva (10 de maio de 2011). Visitado em 18 de maio de 2011.
  21. Salgueiro perde três pontos e está matematicamente rebaixado GloboEsporte.com (31 de outubro de 2011). Visitado em 1 de novembro de 201.
  22. Campeonato Brasileiro Série B CBF. Visitado em 24 de maio de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Série B 2010
7 de maio27 de novembro
Série B 2011
20 de maio26 de novembro
Sucedido por
Série B 2012
18 de maio24 de novembro