Campeonato Brasiliense de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasiliense de Futebol
Candangão
Dados gerais
Organização FBF
Edições 57 desde 1959 (56 anos)
Local de disputa  Distrito Federal,  Brasil
Número de equipes 12
Sistema Misto (turno classificatório)
Divisões
1ª Divisão2ª Divisão
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Brasiliense de Futebol (também apelidado de "Candangão") é o torneio de futebol disputado no Distrito Federal brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Início Amador, Profissionalização e a Rivalidade entre Defelê e Rabello[editar | editar código-fonte]

O campeonato brasiliense, que é disputado por clubes do Distrito Federal e Entorno, teve sua primeira edição realizada em 1959, antes da inauguração de Brasília, com nove equipes. Nessa época a competição ainda era amadora. Das equipes que disputaram a primeira edição do campeonato brasiliense, apenas o Clube de Regatas Guará continua atuando. O Grêmio Brasiliense foi o primeiro campeão do torneio.

No início, as equipes eram formadas principalmente por setores do funcionalismo público e construtoras da capital. Nos primeiros anos após a equipe composta Departamento de Força e Luz, chamada Defelê por uma abreviação do nome do departamento[1] , começou a ganhar destaque, ganhando os três campeonatos seguintes, em 1960, 1961 e 1962.

Nessa época começou a primeira rivalidade do futebol brasiliense[2] , o Defelê começou a disputar a posição de potência do futebol local com o Rabello, equipe formada pelos empregados da construtora rabello que ajudava na construção de Brasília[3] . Durante a década de 1960, muitas vezes os campeonatos eram disputados entre as duas equipes.

Outras equipes que se destaram nessa época foram as equipes do Grêmio Brasiliense, do Guanabara e do Pederneiras. Entre 1964 e 1966, houve a disputa de dois campeonatos brasilienses, um profissional e outro amador.

Em 1967 o campeonato brasiliense se profissionalizou totalmente. Boa parte das equipes não se profissionalizaram e foram extintas, inclusive o Guanabara e o Pederneiras.

O Defelê foi extinto em 1970 após ficar na última colocação, o Grêmio Brasiliense também teve seu último campeonato em 1970. O Rabello aguentou mais um ano, mas foi extinto em 1971.

Estabilização e Participação do CEUB no Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

O começo da década de 1970 não tiveram times que tivessem um destaque como tinha o Defelê e o Rabello. Nos cinco primeiros anos da década houve cinco campeões diferentes (Colombo, Serviço Gráfico, CEUB, Pioneira e Campineira).

Em 1973, o CEUB, time formado por alunos e funcionários do Centro de Ensino Unificado de Brasília conhecido como CEUB foi campeão do campeonato, com isso foi convidado pela CBD para disputar o campeonato brasileiro daquele ano. Com isso a equipe se tornou a primeira equipe de Brasília a disputar a divisão principal do campeonato nacional

1976-1984 - Hegemonia do Brasília[editar | editar código-fonte]

O Brasília Esporte Clube foi criado em 1975, e logos conquistou um tricampeonato entre o anos de 1976 e 1978. Voltaria a ganhar um tricampeonato entre 1982 e 1984, além de um título em 1980. Durante esse período o Brasília só não ganhou o título em 1979 e 1981. Com isso a equipe se torna a maior ganhadora do torneio, só perdendo o posto depois para o Gama

Nesse período houve também o surgimento de outras equipes tradicionais no Distrito Federal, como o Gama (campeão em 1979) e o Taguatinga (campeão em 1981). Outro ponto interessante é o crescimento do Guará, estando em quase todas as temporadas entre segundo e terceiro lugar.

1985-1986 - Bicampeonato do Sobradinho[editar | editar código-fonte]

O Sobradinho foi campeão duas vezes seguidas, entres os anos de 1985 e 1986. Em ambas as oportunidades, o Taguatinga ficou em segundo e o Brasília ficou em terceiro.

1987-1993 - Hegemonia do Taguatinga[editar | editar código-fonte]

O Taguatinga já tinha sido campeão em 1981 e voltou a ganhar o título em 1989. Além disso ganhou um tricampeonato entre 1991 e 1993. Foi o auge de um dos mais tradicionais times do Distrito Federal que entraria em licença em 1998.

O Brasília conquistou o título em 1987, sendo esse seu último título até o momento. Outro time tradicional, o Tiradentes foi campeão em 1988.

1994-1996 - Título do Guará e Bicampeonato do Gama[editar | editar código-fonte]

O Guará é atualmente a equipe mais velha em atuação do Distrito Federal. Eles sempre bateram na trave ficando 8 vezes em segundo e 11 vezes em terceiro. Em 1996 o Guará finalmente conseguiu o seu título.

O Gama ganhou o Bicampeonato em 1994 e 1995 e vice-campeão em 1996

1997-2001 - Hegemonia do Gama[editar | editar código-fonte]

Durante os anos de 1997 e 2001, o Gama conquistou todos os títulos, se tornado assim o maior ganhador do campeonato brasiliense.Nessa época também houve o surgimento do Brasiliense Futebol Clube, começando assim o maior clássico do futebol candango atualmente, Brasiliense x Gama.

2002-2003 - Título do CFZ e Décimo Título do Gama[editar | editar código-fonte]

Em 2002 o Clube de Futebol do Zico (CFZ) quebrou uma hegemonia do Gama de cinco anos. No ano seguinte o Gama seria campeão pela última vez, seu décimo título estadual.

2004-2009 - Hexacampeonato do Brasiliense[editar | editar código-fonte]

Em 2004 o Brasiliense ganhou o seu primeiro título, e ganharia os próximos cinco se tornando o primeiro hexacampeão do torneio.

2010-2013 - Alternância entre Ceilândia e Brasiliense[editar | editar código-fonte]

Em 2010 o Ceilândia quebra a hegemonia do Brasiliense. Ele voltaria a ser campeão em 2012. O Brasiliense ganha o título em 2011 e 2013.

2014-2015 - Primeiro Título de Um Time do Entorno[editar | editar código-fonte]

Em 2014 o Luziânia ganha o título e se torna a primeira equipe do entorno a ganhar o título. Em 2015, após um jejum de doze anos, o Gama consegue o título após bater o Brasília duas vezes na final. Com isso o Brasília fica com uma sequencia de três vices campeonatos seguidos, perdendo o título para o Brasiliense, Luziânia e o próprio Gama.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Edição Ano Campeão Vice-campeão Terceiro lugar Quarto lugar
1959 Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante) Planalto (Gama) Guará (Guará)
1960 Defelê (Brasília) Guará (Guará) Planalto (Gama)
1961 Defelê (Brasília) Rabello (Brasília) Guará (Guará) Planalto (Gama)
1962 Defelê (Brasília) Colombo (Núcleo Bandeirante) Rabello (Brasília) Guará (Guará)
1963 Cruzeiro do Sul (Brasília) Rabello (Brasília) Nacional (Brasília)
1964 Guanabara A (Brasília)
Rabello P (Brasília)
Dínamo (Brasília)
Defelê (Brasília)
Nacional (Brasília)
Colombo (Núcleo Bandeirante)
1965 Pederneiras A (Brasília)
Rabello P (Brasília)
Guanabara (Brasília)
Colombo (Núcleo Bandeirante)
Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante)
Guará (Guará)
1966 Guanabara A (Brasília)
Rabello P (Brasília)
Vila Matias (Brasília)
Luziânia (Luziânia)
Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante)
Colombo (Núcleo Bandeirante)
Defelê (Brasília)
1967 Rabello (Brasília) Cruzeiro do Sul (Brasília) Defelê (Brasília) Colombo (Núcleo Bandeirante)
10ª 1968 Defelê (Brasília) Rabello (Brasília) Guará (Guará)
11ª 1969 Coenge (Brasília) Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante) Mariana (Gama)
12ª 1970 Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante) Civilsan (Brasília) Serviço Gráfico (Brasília) Planalto (Gama)
13ª 1971 Colombo (Núcleo Bandeirante) Serviço Gráfico (Brasília) CEUB (Brasília)
14ª 1972 Serviço Gráfico (Brasília) CEUB (Brasília) Colombo (Núcleo Bandeirante) Piloto (Brasília)
15ª 1973 CEUB (Brasília) Relações Exteriores (Brasília) Atlético (Brazlândia) Unidos de Sobradinho (Sobradinho)
16ª 1974 Pioneira (Taguatinga) Jaguar (Núcleo Bandeirante) CEUB (Brasília) Humaitá (Guará)
17ª 1975 Campineira (Brasília) CSU (Brasília) Relações Exteriores (Brasília)
18ª 1976 Brasília (Brasília) Guará (Guará) Grêmio Brasiliense (Núcleo Bandeirante)
19ª 1977 Brasília (Brasília) Bandeirante (Núcleo Bandeirante) Taguatinga (Taguatinga) Canarinho (Brasília)
20ª 1978 Brasília (Brasília) Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará)
21ª 1979 Gama (Gama) Brasília (Brasília) Guará (Guará)
22ª 1980 Brasília (Brasília) Gama (Gama) Guará (Guará) Sobradinho (Sobradinho)
23ª 1981 Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará) Brasília (Brasília)
24ª 1982 Brasília (Brasília) Guará (Guará) Tiradentes (Brasília)
25ª 1983 Brasília (Brasília) Guará (Guará) Taguatinga (Taguatinga)
26ª 1984 Brasília (Brasília) Sobradinho (Sobradinho) Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará)
27ª 1985 Sobradinho (Sobradinho) Taguatinga (Taguatinga) Brasília (Brasília)
28ª 1986 Sobradinho (Sobradinho) Taguatinga (Taguatinga) Brasília (Brasília)
29ª 1987 Brasília (Brasília) Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará)
30ª 1988 Tiradentes (Brasília) Guará (Guará) Taguatinga (Taguatinga)
31ª 1989 Taguatinga (Taguatinga) Sobradinho (Sobradinho) Ceilândia (Ceilândia)
32ª 1990 Gama (Gama) Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará)
33ª 1991 Taguatinga (Taguatinga) Guará (Guará)
34ª 1992 Taguatinga (Taguatinga) Tiradentes (Brasília) Brasília (Brasília)
35ª 1993 Taguatinga (Taguatinga) Gama (Gama) Guará (Guará)
36ª 1994 Gama (Gama) Sobradinho (Sobradinho) Brasília (Brasília) Samambaia (Samambaia)
37ª 1995 Gama (Gama) Brasília (Brasília) Guará (Guará) Planaltina (Planaltina)
38ª 1996 Guará (Guará) Gama (Gama) Sobradinho (Sobradinho) Luziânia (Luziânia)
39ª 1997 Gama (Gama) Brasília (Brasília) Sobradinho (Sobradinho) Planaltina (Planaltina)
40ª 1998 Gama (Gama) Guará (Guará) Taguatinga (Taguatinga) Ceilandense (Ceilândia)
41ª 1999 Gama (Gama) Dom Pedro II (Núcleo Bandeirante) Luziânia (Luziânia) Guará (Guará)
42ª 2000 Gama (Gama) Bandeirante (Núcleo Bandeirante) Brasília (Brasília) Dom Pedro II (Núcleo Bandeirante)
43ª 2001 Gama (Gama) Brasiliense (Taguatinga) Brazlândia (Brazlândia) Bandeirante (Núcleo Bandeirante)
44ª 2002 CFZ (Brasília) Gama (Gama) Brasiliense (Taguatinga) Bandeirante (Núcleo Bandeirante)
45ª 2003 Gama (Gama) Brasiliense (Taguatinga) CFZ (Brasília) Luziânia (Luziânia)
46ª 2004 Brasiliense (Taguatinga) Gama (Gama) Ceilândia (Ceilândia) Unaí (Unaí)
47ª 2005 Brasiliense (Taguatinga) Ceilândia (Ceilândia) Paranoá (Paranoá) Gama (Gama)
48ª 2006 Brasiliense (Taguatinga) Gama (Gama) Luziânia (Luziânia) Ceilândia (Ceilândia)
49ª 2007 Brasiliense (Taguatinga) Esportivo Guará (Guará) Ceilândia (Ceilândia) Gama (Gama)
50ª 2008 Brasiliense (Taguatinga) Dom Pedro II (Brasília) Ceilândia (Ceilândia) Gama (Gama)
51ª 2009 Brasiliense (Taguatinga) Brasília (Brasília) Gama (Gama) Dom Pedro II (Núcleo Bandeirante)
52ª 2010 Ceilândia (Ceilândia) Brasiliense (Taguatinga) Botafogo-DF (Guará) Ceilandense (Ceilândia)
53ª 2011 Brasiliense (Taguatinga) Gama (Gama) Formosa (Formosa-GO) Botafogo-DF (Guará)
54ª 2012 Ceilândia (Ceilândia) Luziânia (Luziânia) Sobradinho (Sobradinho) Brasiliense (Taguatinga)
55ª 2013 Brasiliense (Taguatinga) Brasília (Brasília) Ceilândia (Ceilândia) Gama (Gama)
56ª 2014 Luziânia (Luziânia) Brasília (Brasília) Brasiliense (Taguatinga) Sobradinho (Sobradinho)
57ª 2015 Gama (Gama) Brasília (Brasília) Brasiliense (Taguatinga) Luziânia (Luziânia)

A = Amador; P = Profissional

Títulos[editar | editar código-fonte]

Por Equipe[editar | editar código-fonte]

Clube RA/Cidade Títulos Vices Terceiros Quartos
Gama Bandeira de Gama (DF).jpgGama 11 (1979, 1990, 1994, 1995, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2003, 2015) 7 (1980, 1993, 1996, 2002, 2004, 2006, 2011) 1 (2009) 4 (2004, 2006, 2007, 2013)
Brasília Flag of None.svgBrasília 8 (1976, 1977, 1978, 1980, 1982, 1983, 1984, 1987) 7 (1979, 1995, 1997, 2009, 2013, 2014, 2015) 8 (1976, 1982, 1983, 1984, 1985, 1992, 1994, 2000) 0
Brasiliense Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 8 (2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013) 3 (2001, 2003, 2010) 3 (2002, 2014, 2015) 1 (2012)
Taguatinga Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 5 (1981, 1989, 1991, 1992, 1993) 5 (1978, 1985, 1986, 1987, 1990) 5 (1975, 1982, 1983, 1988, 1998) 0
Rabello Flag of None.svgBrasília 4 (1964, 1965, 1966, 1967) 3 (1961, 1963, 1968) 1 (1962) 0
Defelê Flag of None.svgBrasília 4 (1960, 1961, 1962, 1968) 1 (1964) 1 (1967) 1 (1966)
Sobradinho Bandeira de Sobradinho (DF).svgSobradinho 2 (1985, 1986) 3 (1984, 1989, 1994) 2 (1996, 1997) 2 (1980 e 2014)
Ceilândia Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 2 (2010, 2012) 1 (2005) 5 (1989, 2004, 2007, 2008, 2013) 1 (2006)
Grêmio Brasiliense Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 2 (1959, 1970) 1 (1969) 3 (1965, 1966, 1975) 0
Guanabara Flag of None.svgBrasília 2 (1964, 1966) 1 (1965) 0 0
Guará Bandeira de Guará (DF).pngGuará 1 (1996) 8 (1960, 1976, 1981, 1982, 1983, 1988, 1991, 1998) 11 (1959, 1961, 1965, 1967, 1977, 1978, 1979, 1987, 1990, 1993, 1995) 3 (1962, 1984, 1999)
Colombo Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 1 (1971) 2 (1962, 1965) 3 (1964, 1966, 1972) 1 (1967)
Luziânia Luziânia Luziânia - GO 1 (2014) 2 (1966, 2012) 2 (1999, 2005) 3 (1996, 2003, 2015)
CEUB Flag of None.svgBrasília 1 (1973) 1 (1972) 2 (1971, 1974) 0
Cruzeiro do Sul Bandeira de Cruzeiro (DF).jpgCruzeiro 1 (1963) 1 (1967) 0 0
Serviço Gráfico Flag of None.svgBrasília 1 (1972) 1 (1971) 1 (1970) 0
Tiradentes Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 1 (1988) 1 (1992) 1 (1981) 0
CFZ Flag of None.svgBrasília 1 (2002) 0 1 (2003) 0
Campineira Flag of None.svgBrasília 1 (1975) 0 0 0
Coenge Flag of None.svgBrasília 1 (1969) 0 0 0
Pederneiras Flag of None.svgBrasília 1 (1965) 0 0 0
Pioneira Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 1 (1974) 0 0 0
Bandeirante Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 0 2 (1977, 2000) 0 2 (2001, 2002)
Dom Pedro II Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 0 2 (1999, 2008) 0 2 (2000, 2009)
Planalto Bandeira de Gama (DF).jpgGama 0 1 (1959) 1 (1960) 2 (1961, 1970)
Botafogo-DF Novo Gama - GO 0 1 (2007) 1 (2010) 1 (2011)
Relações Exteriores Flag of None.svgBrasília 0 1 (1973) 1 (1975) 0
Civilsan Flag of None.svgBrasília 0 1 (1970) 0 0
CSU Flag of None.svgBrasília 0 1 (1975) 0 0
Dínamo Flag of None.svgBrasília 0 1 (1964) 0 0
Jaguar Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 0 1 (1974) 0 0
Vila Matias Flag of None.svgBrasília 0 1 (1966) 0 0
Nacional Flag of None.svgBrasília 0 0 2 (1963, 1964) 0
Mariana Flag of None.svgBrasília 0 0 1 (1969) 0
Atlético Brazlândia Brazlândia Brazlândia 0 0 1 (1973) 0
Brazlândia Brazlândia Brazlândia 0 0 1 (2001) 0
Paranoá Bandeira de Paranoá.jpg Paranoá 0 0 1 (2005) 0
Formosa Formosa Formosa - GO 0 0 1 (2011) 0
Planaltina Bandeira de Planaltina (DF).PNG Planaltina 0 0 0 2 (1995 e 1997)
Ceilandense Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 0 0 0 2 (1998 e 2010)
Piloto Flag of None.svgBrasília 0 0 0 1 (1972)
Unidos de Sobradinho Bandeira de Sobradinho (DF).svgSobradinho 0 0 0 1 (1973)
Humaitá Bandeira de Guará (DF).pngGuará 0 0 0 1 (1974)
Canarinho Flag of None.svgBrasília 0 0 0 1 (1977)
Samambaia Bandeira de Samambaia.png Samambaia 0 0 0 1 (1994)
Paracatu Bandeira de Paracatu.jpg Paracatu 0 0 0 1 (2004)

Por Região Administrativa/Cidade[editar | editar código-fonte]

Cidade Títulos
Flag of None.svgBrasília 26
Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 14
Bandeira de Gama (DF).jpgGama 11
Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 3
Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 3
Bandeira de Sobradinho (DF).svgSobradinho 2
Bandeira de Guará (DF).pngGuará 1
LuziâniaLuziânia 1
Bandeira de Cruzeiro (DF).jpgCruzeiro 1

Campeões consecutivos[editar | editar código-fonte]

Hexacampeonatos[editar | editar código-fonte]

Pentacampeonatos[editar | editar código-fonte]

  • Gama: 1 vez (1997-98-99-00-01)

Tetracampeonatos[editar | editar código-fonte]

Tricampeonatos[editar | editar código-fonte]

Bicampeonatos[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ano Artilheiro Clube Gols
1970 Arnaldo Civilsan (Brasília) 8
1971
1972
1973 Humberto Relações Exteriores (Brasília) 12
1974 Nemias Pioneira (Taguatinga) 6
1975 Lucas CEUB (Brasília) 11
1976 Rogério Brasília (Brasília) 9
1977 Julinho Brasília (Brasília) 15
1978 Edmar Brasília (Brasília) 9
1979 Péricles Gama (Gama) 10
1980 Fantato Gama (Gama) 23
1981 Péricles Taguatinga (Taguatinga) 9
1982 Éder Antunes Guará (Guará) 9
1983 Santos Brasília (Brasília) 22
1984 Vander Brasília (Brasília) 12
1985 Toni Sobradinho (Sobradinho) 17
1986 Joãozinho Taguatinga (Taguatinga) 17
1987 Tiradentes (Brasília) 18
1988 Moura Tiradentes (Brasília) 16
1989 Moura Tiradentes (Brasília) 14
1990 Evandro Gama (Gama) 8
1991 Paulinho Guará (Guará) 11
Vander
1992 Joãozinho Taguatinga (Taguatinga) 25
1993 Gil Gama (Gama) 19
1994 Anderson Gama (Gama) 18
1995 Gil Planaltina (Planaltina) 13
1996 Dimba Sobradinho (Sobradinho) 22
1997 Mazinho Brasília (Brasília) 12
Serginho
1998 Marquinhos Silva Ceilândia (Ceilândia) 14
1999 Joãozinho Brazlândia (Brazlândia) 17
2000 Jakson Bandeirante (Núcleo Bandeirante) 9
Allyson Brasília (Brasília)
2001 Weldon Brasiliense (Taguatinga) 13
2002 Tiano CFZ (Brasília) 21
2003 Cassius CFZ (Brasília) 13
2004 Bispo CFZ (Brasília) 12
2005 Fabinho Ceilândia (Ceilândia) 14
2006 Jonhes Ceilândia (Ceilândia) 9
2007 Thiago Dom Pedro II (Brasília) 10
2008 Michel Dom Pedro II (Brasília) 9
2009 Fábio Júnior Brasiliense (Taguatinga) 8
2010 Vanderlei Brasiliense (Taguatinga) 11
2011 Rômulo Marques Brasiliense (Taguatinga) 8
Fábio Silva Gama (Gama)
2012 Paulo Renê Gama (Gama) 15
2013 Laércio Sobradinho (Sobradinho) 11
2014 Éder Bosque Formosa (Formosa) 9
2015 Thiago Miracema Gama (Gama) 6
Héverton Brasília (Brasília)
Luiz Carlos Brasiliense (Taguatinga)
Éder Luziânia (Luziânia)

Participações[editar | editar código-fonte]

Em negrito, os clubes participantes da edição de 2015

Clube Cidade Participações
Guará Bandeira de Guará (DF).png Guará 37
Gama Bandeira de Gama (DF).jpgGama 35
Brasília Flag of None.svgBrasília 32
Sobradinho Bandeira de Sobradinho (DF).svgSobradinho 25
Ceilândia Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 24
Taguatinga Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 22
Luziânia Luziânia Luziânia 19
Tiradentes Bandeira de Ceilândia.pngCeilândia 18
Brasiliense Bandeira de Taguatinga (DF).svgTaguatinga 15
Dom Pedro Bandeira de Núcleo Bandeirante.jpgNúcleo Bandeirante 15

Ranking de Torcidas[editar | editar código-fonte]

Para julgar qual a maior torcida do Distrito Federal, a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) realizou uma pesquisa no mês de dezembro de 2014 um senso sobre para qual time local tem a maior torcida.[4] . De acordo com o levantamento, apenas 5,9% da população do Distrito Federal torce para uma equipe local[5]

Pos. Clube Torcida
Gama 45%
Brasiliense 28,2%
- Outros Clubes 26,8%

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências