Campeonato Equatoriano de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Equatoriano de Futebol
'Copa Pilsener 2015'
Dados gerais
Organização FEF
Edições 59
Local de disputa Equador
Número de equipes 12
Sistema Pontos corridos
editar

O Campeonato Equatoriano de Futebol(Primera Categoria Serie A ou Copa Credife) é a principal competição entre Clubes de futebol no Equador. O torneio é organizado pela Federação Equatoriana de Futebol e está divido em três divisões (Série A, Série B e Segunda Categoria).

O atual campeão é o Emelec. O Barcelona é o clube com mais campeonatos, com 14 conquistas.

História[editar | editar código-fonte]

Primórdios[editar | editar código-fonte]

A história do futebol no Equador teve a sua origem quando o Juan Alfredo Wright, que morava na Inglaterra], retornou à sua cidade de Guayaquil, em meados de 1899 com seu irmão Robert Wright. O retorno de ambos Equador, serviu para incentivar os jovens equatorianos para a pratica do futebol, formando um Clube no dia 23 de abril de 1899 o Guayaquil Sport Club, sendo criado mais tarde o Equador Sport Club. Em 22 de julho de 1902 é fundado o Guayaquil Equador Sport Club, cujo uniforme consistia em uma camisa branca e calção azul.

Em 1925, as províncias de Guayas e Pichincha começam a organizar campeonatos amadores, em 30 de maio do mesmo ano, Manuel Seminário promoveu a fundação da Federação Nacional do Equador, mais conhecido por seu acrônimo Fedenador. A nova entidade consegue a filiação internacional em janeiro 1926 começou a aparecer como um membro da FIFA e no ano seguinte a Conmebol. Um ano depois, em 1926, o Comitê Olímpico equatoriano organizou os Jogos Olímpicos Nacionais, na cidade de Riobamba, que introduziu o futebol como uma disciplina em que as equipes provinciais iria se contentar com o primeiro tempo. Muito mais tarde, em 1940, começou a organizar seleções nacionais campeonatos amadores. Estes campeonatos foram realizados durante um período que varia 1940 a 1949.

No final de 1950 por divergências da Federação com as principais equipes de Guayaquil, incluindo Barcelona, Emelec, América, 9 de outubro, Everest, entre outros decidem se separar da federação e estabeleceu o profissionalismo, com a criação da Associação Futebol Guayas.

A profissionalização do futebol equatoriano ocorreu nos anos 50, quando os Clubes participantes das ligas de Guayaquil (1951) e Quito (1954) deixaram o amadorismo. O primeiro campeonato nacional demoraria mais alguns anos para ser realizado. Em 1957, representantes das duas associações locais chegaram a um acordo para a criação de uma competição que seria disputada entre as melhores equipes de ambas as regiões. Nascia o Campeonato Equatoriano de Futebol, então chamado de Inter-Andino.

A primeira edição, disputada pelos campeões e vices de Quito e Guayaquil, foi vencida pelo Emelec. Nos anos seguintes, os principais Clubes das outras regiões do país começaram a tomar parte da disputa.

Em 1957, chega a um acordo para as duas melhores equipes dos campeonatos de Quito e Guayaquil para disputar um torneio para decidir o campeão nacional, denominado de Taça Nacional. Este torneio foi contestado por Emelec, Barcelona, Deportivo Quito e Aucas, sendo o primeiro campeão. Não tendo jogado em dois anos, o campeonato nacional foi organizada novamente em 1960 com 8 Equipes (4 de cada associação), em 30 de junho de 1967 surge a Associação de Futebol do Equador, a organização que separa Futebol Federação Nacional do Equador.

Em 1967, nascia a Associação Equatoriana de Futebol, que viria a se tornar a atual Federação onze anos depois.

Na década de 70 foram entrando nos clubes no campeonato de outras cidades, incluindo Cuenca, Riobamba, Portoviejo e Machala. Em 1971, a Série B é criado como o segundo nível do futebol equatoriano, criando o sistema de promoção/despromoção sobre a Serie A. Nestes anos o número de clubes estabiliza em 10 equipes de cada divisão. Em 26 de maio de 1978 os estatutos da Associação de Futebol são alterados e o nome da instituição equatoriana de Futebol é alterado. O crescimento na quantidade de participantes fez com que fosse necessária a criação de uma segunda divisão de profissionais em 1971 (a Série B). Nos anos seguintes, o campeonato sofreria um inchaço e chegaria a ser disputado por 18 Clubes no ano de 1987. Esse número seria reduzido paulatinamente até atingir a marca de 10 na temporada 2000.

O número de Equipes na primeira divisão varia na década de 80 atingindo 16 em 1985 e 18 em 1987. O torneio é renovado em 1989 com 12 equipes na Serie A. Este número foi reduzido para 10 em 2000. Essa mesmo ano foi um marco no futebol equatoriano quando Olmedo foi a primeira equipe fora de Quito ou Guayaquil a ser campeã nacional, em 2004 foi a vez do Deportivo Cuenca

Foi somente nesta década que uma equipe de fora do eixo Quito-Guayaquil conquistou uma competição nacional. Olmedo (2000) e Deportivo Cuenca (2004) são, até hoje, os únicos vencedores de fora dos grandes centros do país.

As fórmulas de disputa sofreram constantes mudanças, ano após ano. Em 2005, houve uma tentativa de se adotar o sistema argentino de temporada dupla (Torneios Apertura e Clausura), declarando dois campeões nacionais em um mesmo ano, entretanto, o campeonato volta ao sistema antigo em 2006, quando o número de participantes volta a subir, dessa vez para 12 Clubes. Desde 2008, o número de Equipes foi novamente ampliado para 12 da Serie A.

Devido a contratos de patrocínio, o campeonato foi chamado de Copa Pilsener (cerveja) entre 2003 e 2008. Em 2009, o nome passou a ser Copa Credife, nome da nova patrocinadora. O sistema de futebol equatoriano está dividido nas seguintes divisões: Serie A (12 Equipes), Serie B (12 Equipes), Segunda Categoria (22 grupos provinciais) e Reservas Championship (12 Equipes).

Número de Equipes e formato de jogo[editar | editar código-fonte]

Em 1957, havia 4 Equipes, o número subiu para 8 em 1960. Ele foi entre 16 e 10, até 1966, quando o número estabilizou em 10. Entre 1957 e 1967 o campeonato foi disputado entre todos os participantes, onde o maior número de pontos obtidos, acabou sendo o campeão.

Entre 1968 e 1969, o número de participantes variou de 12 a 16 anos, até 1971, quando o número estabilizou em 8 entre 1972 e 1974. Em 1971 a atual administração decidiu organizar o campeonato Serie B, sendo o primeiro promovido o Maraca que ficou até 1974, quando caiu novamente para a Série B. O número estabilizou em 12 entre 1973 e 1975, o campeonato foi disputado entre todos os participantes sendo o maior detentor de pontos obtidos, acabou sendo o campeão.

Entre 1975 e 1981, o número de participantes chegou a 10, se estabilizando em 12 no ano de 1982, entre 1983 e 1984, o número de participantes chegou a 14, até 1985, quando o número estabilizou em 16 entre 1985 e 1986. O número estabilizou em 18 entre 1987 e 1988, o campeonato foi disputado entre todos os participantes, onde Equipes maior número de pontos obtidos, acabou sendo o campeão.

A partir de 1989-1999 a série foi desenvolvida com a participação de 12 Equipes, sendo que desde 2000, o número de participantes foi reduzido para 10 Equipes permaneceu até 2007. Desde 2005, o campeonato foi dividido em dois (abertura e encerramento),em 2008, a Assembleia Geral aprovou o torneio profissional com 12 Equipes.

Clubes Participantes[editar | editar código-fonte]

Um total de 55 clubes já disputaram desde a primeira temporada, em 1957 da primeira divisão, apesar de Barcelona é o único clube que nunca foi rebaixado, porém não jogou todas as edições, pois no ano de 1964, as equipes de Guayaquil (incluindo Barcelona) se recusaram a participar no campeonato nacional.

Equipe Cidade Fundacão Estádio Capacidade
S.D. Aucas Quito 6 de fevereiro de 1945 Gonzalo Pozo Ripalda 21.689
Barcelona S.C. Guayaquil 1 de maio de 1925 Banco Pichincha 75.283
Deportivo Cuenca Cuenca 4 de março de 1971 Alejandro Serrano Aguilar 22.000
Deportivo Quito Quito 27 de fevereiro de 1955 Olímpico Atahualpa 35.742
El Nacional Quito 1 de junho de 1964 Olímpico Atahualpa 35.742
Emelec Milagro
Guayaquil
28 de abril de 1929 Los Chirijos
Modelo Alberto Spencer
12.000
48.780
Independiente del Valle Sangolquí 1 de março de 1958 General Rumiñahui 8.000
LDU (Loja) Loja 26 de novembro de 1979 Reina del Cisne 14.935
LDU (Quito) Quito 11 de janeiro de 1930 Casa Blanca 41.586
Mushuc Runa S.C. Ambato 2 de janeiro de 2003 Bellavista 19.000
River Ecuador Guayaquil 7 de setembro de 2007 Christian Benítez Betancourt 8.000
Universidad Católica del Ecuador Quito 15 de maio de 1963 Olímpico Atahualpa 35.742

Estatísticas das equipes participantes de 2015[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade 1ª vez na Série A Último retorno da Série B Total de Temporadas Temporadas consecutivas Títulos Colocação no Campeonato de 2014
S.D. Aucas Quito 1957 2015 35 1 0 1º Serie B
Barcelona Guayaquil 1957 - 56 51 14
Deportivo Cuenca Cuenca 1971 2002 38 13 1
Deportivo Quito Quito 1957 1980 52 35 5 10º
El Nacional Quito 1964 1980 52 35 13
Emelec Guayaquil 1957 1981 56 34 12
Independiente del Valle Sangolquí 2010 2010 6 6 0
LDU (Loja) Loja 2005 2011 6 5 0
LDU (Quito) Quito 1960 2002 54 14 10
Mushuc Runa Ambato 2014 2014 2 2 0
River Ecuador Guayaquil 2015 2015 1 1 0 2º Serie B
Universidad Católica Quito 1965 2013 30 3 0

Campeões[editar | editar código-fonte]

Barcelona tem 14 títulos, tornando-o clube de maior sucesso na liga, sendo seguidos pelo Nacional com 13 títulos, Emelec 11, LDU 10, Deportivo Quito 5, Deportivo Cuenca, Olmedo, e Everest com um título cada. O Nacional é o único clube tricampeão conseguindo o feito duas vezes : 1976-1978 e 1982-1984.

Season Champion (Title count) Runner-up Third place Leading goalscorer(s)[1]
1957 Emelec (1) Barcelona Deportivo Quito Equador Simón Cañarte (Barcelona; 4 goals)
1958
Campeonato não realizado
1959
Campeonato não realizado
1960 Barcelona (1) Emelec Patria Equador Enrique Cantos (Barcelona; 8 goals)
1961 Emelec (2) Patria Everest Equador Galo Pinto (Everest; 12 goals)
1962 Everest (1) Barcelona Emelec Brasil Iris López (Barcelona; 9 goals)
1963 Barcelona (2) Emelec Deportivo Quito Equador Carlos Alberto Raffo (Emelec; 4 goals)
1964 Deportivo Quito (1) El Nacional LDU Quito Equador Jorge Valencia (América (M); 8 goals)
1965 Emelec (3) 9 de Otubre Barcelona Brasil Helio Cruz (Barcelona; 8 goals)
1966 Barcelona (3) Emelec Politécnico Brasil Pio Coutinho (LDU Quito; 13 goals)
1967 El Nacional (1) Emelec Barcelona Equador Tom Rodríguez (El Nacional; 16 goals)
1968 Deportivo Quito (2) Barcelona Emelec Uruguai Víctor Battaini (Deportivo Quito; 19 goals)
1969 LDU Quito (1) América de Quito Aucas Uruguai Francisco Bertocchi (LDU Quito; 26 goals)
1970 Barcelona (4) Emelec América de Quito Equador Rómulo Dudar Mina (Macará; 19 goals)
1971 Barcelona (5) América de Quito Emelec Paraguai Alfonso Obregón (LDU Portoviejo; 18 goals)
1972 Emelec (4) El Nacional Barcelona Brasil Nelsinho (Barcelona; 24 goals)
1973 El Nacional (2) Universidad Católica del Ecuador Barcelona Uruguai Ángel Marín (América de Quito; 18 goals)
1974 LDU Quito (2) El Nacional Deportivo Cuenca Argentina Ángel Liciardi (Deportivo Cuenca; 19 goals)
1975 LDU Quito (3) Deportivo Cuenca Aucas Argentina Ángel Liciardi (Deportivo Cuenca; 36 goals)
1976 El Nacional (3) Deportivo Cuenca Emelec Argentina Ángel Liciardi (Deportivo Cuenca; 19 goals)
1977 El Nacional (4) LDU Quito Universidad Católica del Ecuador Equador Fabián Paz y Miño (El Nacional; 27 goals)
1978 El Nacional (5) Técnico Universitario Emelec Argentina Juan José Pérez (LDU Portoviejo; 24 goals)
1979 Emelec (5) Universidad Católica del Ecuador Manta Argentina Carlos Miori (Emelec; 26 goals)
1980 Barcelona (6) Técnico Universitario Universidad Católica del Ecuador Argentina Miguel Gutíerrez (América de Quito; 26 goals)
1981 Barcelona (7) LDU Quito El Nacional Brasil Paulo César (LDU Quito; 25 goals)
1982 El Nacional (6) Barcelona LDU Portoviejo Equador José Villafuerte (El Nacional; 25 goals)
1983 El Nacional (7) 9 de Otubre Barcelona Brasil Paulo César (Barcelona; 28 goals)
1984 El Nacional (8) 9 de Otubre LDU Quito Equador Sergio Saucedo (Deportivo Quito; 25 goals)
1985 Barcelona (8) Deportivo Quito Filanbanco Uruguai Juan Carlos de Lima (Universidad Católica del Ecuador; 24 goals)
Brasil Guga (Esmeraldas Petrolero; 24 goals)
1986 El Nacional (9) Barcelona Técnico Universitario Uruguai Juan Carlos de Lima (Deportivo Quito; 23 goals)
1987 Barcelona (9) Filanbanco Audaz Octubrino Equador Ermen Benitez (El Nacional; 24 goals)
Equador Hamilton Cuvi (Filanbanco; 24 goals)
Uruguai Waldemar Victorino (LDU Portoviejo; 24 goals)
1988 Emelec (6) Deportivo Quito - x - Brasil Janio Pinto (LDU Quito; 18 goals)
1989 Barcelona (10) Emelec Deportivo Quito Equador Ermen Benítez (El Nacional; 18 goals)
1990 LDU Quito (4) Barcelona Emelec Equador Ermen Benítez (El Nacional; 33 goals)
1991 Barcelona (11) Valdez El Nacional Uruguai Pedro Varela (Delfín; 24 goals)
1992 El Nacional (10) Barcelona Emelec Equador Carlos Muñoz (Barcelona; 19 goals)
1993 Emelec (7) Barcelona El Nacional Equador Diego Herrera (LDU Quito; 21 goals)
1994 Emelec (8) El Nacional Barcelona Equador Manuel Uquillas (ESPOLI; 25 goals)
1995 Barcelona (12) ESPOLI El Nacional Equador Manuel Uquillas (Barcelona; 24 goals)
1996 El Nacional (11) Emelec Barcelona Equador Ariel Graziani (Emelec; 28 goals)
1997 Barcelona (13) Deportivo Quito Emelec Equador Ariel Graziani (Emelec; 24 goals)
1998 LDU Quito (5) Emelec - x - Equador Iván Kaviedes (Emelec; 43 goals)
1999 LDU Quito (6) El Nacional Emelec Argentina Christian Botero (Macará; 25 goals)
2000 Olmedo (1) El Nacional Emelec Argentina Alejandro Kenig (Emelec; 25 goals)
2001 Emelec (9) El Nacional Olmedo Equador Carlos Juárez (Emelec; 17 goals)
2002 Emelec (10) Barcelona El Nacional Argentina Christian Carnero (Deportivo Quito; 26 goals)
2003 LDU Quito (7) Barcelona El Nacional Equador Ariel Graziani (Barcelona; 23 goals)
2004 Deportivo Cuenca (1) Olmedo LDU Quito Equador Ebelio Ordóñez (El Nacional; 24 goals)
2005 A LDU Quito (8) Barcelona - x - Colômbia Wilson Segura (LDU Loja; 21 goals)
C El Nacional (12) Deportivo Cuenca LDU Quito Colômbia Omar Guerra (Aucas; 21 goals)
2006 El Nacional (13) Emelec LDU Quito Argentina Luis Miguel Escalada (Emelec; 29 goals)
2007 LDU Quito (9) Deportivo Cuenca Olmedo Argentina Juan Carlos Ferreyra (Deportivo Cuenca; 17 goals)
2008 Deportivo Quito (3) LDU Quito Deportivo Cuenca Equador Pablo Palacios (Barcelona; 20 goals)
2009 Deportivo Quito (4) Deportivo Cuenca Emelec Argentina Claudio Bieler (LDU Quito; 22 goals)
2010 LDU Quito (10) Emelec Deportivo Quito Equador Jaime Ayoví (Emelec; 23 goals)
2011 Deportivo Quito (5) Emelec El Nacional Equador Narciso Mina (Independiente José Terán; 28 goals)
2012 Barcelona (14) Emelec LDU Quito Equador Narciso Mina (Barcelona; 30 goals)
2013 Emelec (11) Independiente del Valle Deportivo Quito Argentina Federico Nieto (Deportivo Quito; 29 goals)
2014 Emelec (12) Barcelona Independiente del Valle Equador Armando Wila (Universidad Católica; 20 goals)
2015 A definir A definir A definir A definir

Titulos por Clube[editar | editar código-fonte]

Clube Campeão Vice-Campeão Anos do títulos Anos do Vice
Barcelona 14 12 1960, 1963, 1966, 1970, 1971, 1980, 1981, 1985, 1987, 1989, 1991, 1995, 1997, 2012 1957, 1962, 1968, 1982, 1986, 1990, 1992, 1993, 2002, 2003, 2005 Apertura, 2014
El Nacional 13 7 1967, 1973, 1976, 1977, 1978, 1982, 1983, 1984, 1986, 1992, 1996, 2005 Clausura, 2006 1964, 1972, 1974, 1994, 1999, 2000, 2001,
Emelec 12 12 1957, 1961, 1965, 1972, 1979, 1988, 1993, 1994, 2001, 2002, 2013, 2014 1960, 1963, 1966, 1967, 1970, 1989, 1996, 1998, 2006, 2010, 2011, 2012
LDU Quito 10 3 1969, 1974, 1975, 1990, 1998, 1999, 2003, 2005 Apertura, 2007, 2010 1977, 1981, 2008
Deportivo Quito 5 3 1964, 1968, 2008, 2009, 2011 1985, 1988, 1997
Deportivo Cuenca 1 5 2004 1975, 1976, 2005 Clausura, 2007, 2009
Olmedo 1 1 2000 2004
Everest 1 0 1962

Titulos por Cidade[editar | editar código-fonte]

Cidade Nº de titulos Clubes
Quito 28 El Nacional (13), LDU Quito (10), Deportivo Quito (5)
Guayaquil 27 Barcelona (14), Emelec (12), Everest (1)
Cuenca 1 Deportivo Cuenca (1)
Riobamba 1 Olmedo (1)

Maiores Artilheiros de todos os tempos[editar | editar código-fonte]

Equatoriana Ermen Benitez é de todos os tempos top-artilheiro da liga, tendo marcado 191 gols mais de 25 temporada. I también ESTÁ detém o recorde por conseguir os objetivos mais para uma equipe. O goleador ativo superior é Ebelio Ordóñez.22

Rank Player Clube(s) Years Goals Total goals
1 Equador Ermen Benítez El Nacional 1980–90 154 191
Barcelona 1991–92 19
LDU Quito 1993 1
Green Cross 1994 12
LDU Portoviejo 1995 5
2 Equador Jorge Ron El Nacional 1972–79 94 181
Universidad Católica del Ecuador 1980–84 73
Macará 1986 6
Aucas 1987 8
3 Equador Ebelio Ordóñez Técnico Universitario 1996 13 159
El Nacional 1997–2004; 2006–07 137
Emelec 2005 0
Deportivo Quito 2008; 2009 9
4 Argentina Ángel Liciardi Emelec 1970–71 8 154
Deportivo Cuenca 1972; 1974–77 132
Barcelona 1978 14
5 Equador Fabián Paz y Miño El Nacional 1972–88 153 153

Goleadores[editar | editar código-fonte]

Equipe Goleadores
Barcelona 11
Emelec 9
El Nacional 7
LDU (Quito) 6
Deportivo Quito 6
Deportivo Cuenca 4
Liga de Portoviejo 3
América de Quito 2
Macará 2
Universidad Católica del Ecuador 2
América de Manta 1
Aucas 1
Delfín S.C. 1
Esmeraldas Petrolero 1
Espoli 1
Everest 1
Filanbanco 1
LDU (Loja) 1
Politécnico 1
Independiente 1

Técnicos campeões[editar | editar código-fonte]

Técnico Numero de campeonatos
Equador Ernesto Guerra 4
Equador Héctor Morales 4
Brasil Otto Vieira 3
Brasil Roberto Abruzzesse 3
ArgentinaBolívia Gustavo Quinteros 2
Argentina Mariano Larraz 2
Argentina Salvador Capitano 2
Colômbia Leonel Montoya 2
Argentina Rubén Darío Insúa 2
Brasil Paulo Massa 2
Paraguai Ever Hugo Almeida 2
Equador Carlos Sevilla Dalgo 2
Argentina Edgardo Bauza 2
Argentina Julio Daniel Asad 2
Argentina Eduardo Spandre 1
Uruguai Julio Kellman 1
Brasil Francisco de Souza 1
Equador Efraín Ruales 1
Argentina Fernando Paternoster 1
Equador Pablo Ansaldo 1
Itália Vessilio Bártoli 1
Brasil José Gomes Nogueira 1
Equador Jorge Lazo 1
Uruguai Eduardo García 1
Chile Luis Santibáñez 1
Uruguai Roque Gastón Máspoli 1
Uruguai Juan Ramón Silva 1
Argentina Miguel Ángel Brindisi 1
Equador Polo Carrera 1
Argentina Jorge Habbegger 1
Equador Carlos Torres Garcés 1
Chile Manuel Pellegrini 1
Argentina Rodolfo Motta 1
Uruguai Jorge Fossati 1
Peru Juan Carlos Oblitas 1
Argentina Carlos Ischia 1
Argentina Gustavo Costas 1

Campeonatos por Nacionalidade dos treinadores campeões[editar | editar código-fonte]

Nacionalidade Numero de campeonatos
Argentina Argentinos 19
Equador Equatorianos 15
Brasil Brasileiros 10
Uruguai Uruguaios 5
Chile Chilenos 2
Paraguai Paraguaios 2
Colômbia Colombianos 2
Peru Peruanos 1
Itália Italianos 1

Clasificacão histórica[editar | editar código-fonte]

Até Campeonato Equatoriano de Futebol de 2014, o topo da tabela das dez equipes que tenham obtido mais pontos no campeonato nacional de futebol desde 1957, Campeonato Equatoriano de Futebol 1957 estão incluídos.

Pos Clube Pts. PJ PJ3 PJ2 PG PG3 PG2[n. 1] PE PP GF GC GD Desc. Temp.[n. 2]
Barcelona 3.385 2.056 880 1.176 943 386 557 556 557 3.012 2.101 +892 - 56
El Nacional 3.219 2.011 890 1.121 888 380 508 555 568 3.203 2.276 +927 -3[2] 52
Emelec 3.153 1.956 858 1.098 892 411 481 477 587 2.967 2.268 +699 - 56
Liga de Quito 2.902 1.871 846 1.025 795 393 402 517 559 2.820 2.156 +664 - 54
Deportivo Quito 2.587 1.805 862 943 692 344 348 511 602 2.518 2.295 +223 - 52
Deportivo Cuenca 1.992 1.460 722 738 530 266 264 402 528 1.745 1.786 -41 - 38
Aucas 1.405 1.105 508 597 369 174 195 298 438 1.400 1.585 -185 -2[3] 35
Universidad Católica 1.286 986 164 822 338 52 286 272 376 1.256 1.287 -31 - 30
Técnico Universitario 1.108 904 296 608 295 75 220 223 386 1.103 1.341 -238 - 24
10º Macará 1.068 918 472 446 269 133 136 261 388 1.115 1.378 -263 - 30

Pts=Puntos; PJ=Partidos jugados; PG=Partidos ganados; PE=Partidos empatados; PP=Partidos perdidos; GF=Goles a favor; GC=Goles en contra; GD=Gol diferencia; Desc= Puntos Descontados.

Recordes[editar | editar código-fonte]

  • Everest e Emelec foram os únicos campeões que completaram suas temporadas invictos em 1962 e 1965 respectivamente.
  • As Equipes mais vezes terminou entre os três principais campeonatos nacionais são de primeira Emelec 32, Barcelona, com 27 segundo, terceiro Nacional 26.
  • O artilheiro do futebol equatoriano é Ermen Benitez com 191 gols (154 com El Nacional, 19 Barcelona, 12 Cruz Verde 5 com Liga de Portoviejo e 1 com LDU), entre 1980 e 1995.
  • O maior artilheiro vestindo uma só camisa no Equador é Fabian Paz y Miño com 155 gols jogando pelo El Nacional, entre 1972 e 1988.
  • O maior artilheiro em um ano é Jaime Ivan Kaviedes com 43 gols em 39 jogos pelo Emelec em 1998.
  • O jogador com o maior número de gols feitos em um jogo é o uruguaio Francisco Bertocchi com 8 em 1969, na vitória da LDU por 11 x 0 antes América de Ambato Ambato.
  • O goleiro com maior invencibilidade é Jacinto Espinoza com 833 minutos, atuando por Dolphin SC e Emelec nos anos de 1993 e 1994.
  • A maior invencibilidade de jogos é do Nacional, com 27 jogos no ano de 1990, a partir de 24 de março, no empate 2 x 2 contra o Barcelona até 18 de setembro, quando ele perdeu por 1 x 0 para o Desportivo Quito.
  • A maior vitória em final aconteceu em 1998, vitória do Emelec por 7 x 0 sobre a Liga Deportiva Universitaria.
  • O empate com maior número de gols aconteceu no dia 28 de outubro de 1984, no Estádio Olímpico Atahualpa Quito, Universidade Católica Nueve de Octubre 5 x 5.
  • A equipe com maior número de gols feitos em um ano é do El Nacional em 1983, com 100 gols em 50 jogos.
  • A Equipe que mais sofreu gols em um ano foi Nueve de Octubre em 1995, com 125 gols em 48 jogos.
  • O jogador que foi mais vezes campeões: Fabian Carlos Paz y Miño e Ron, 8 vezes com El Nacional (1973, 1976, 1977, 1978, 1982, 1983, 1984, 1986).
  • A única equipe tricampeã do Equador é El Nacional em 1976 á 1978 e 1982 á 1984.
  • Os treinadores mais vitoriosos são Ernesto Guerra (1968 Deportivo Quito; 1976, 1982 e 1992, com El Nacional) e Hector Morales (1973, 1977 e 1978 Nacional; 1981 Barcelona) com 4 títulos,
  • Em 2008, o Emelec foi a primeira equipe a ter oito jogadores que não nasceram no Equador (4 nacionalizada e 4 estrangeira) em um jogo: Marcelo Elizaga (Argentina), Carlos Espinola (Paraguai), Gustavo Ruiz Diaz (Argentina), Luis Guillermo Rivera (Colômbia), Gustavo Vassallo (Peru), Mario Leguizamón (Uruguai), Carlos Alberto Juarez (Argentina) e Gaston Puerari (Uruguai).
  • Os Clubes com mais participações consecutivas na Copa Libertadores são : LDU e Emelec, com seis participações consecutivas de 2004 a 2009 e 2010 a 2015. respectivamente. Em cinco ocasiões consecutivas fez: Barcelona 1990-1994; Emelec no período 1999-2003; The National 2000-2004.
  • A Equipe com o maior número de pontos em um campeonato é o Barcelona, com 101 pontos em 50 jogos disputados no Campeonato Equatoriano de Futebol de 1995, o ano em que foi campeão.
  • O Emelec tem o recorde de melhor início de temporada no Campeonato Equatoriano de 2013, com 8 vitórias consecutivas.
  • A equipe equatoriana com mais participações na Copa Libertadores é Emelec com 24 performances.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Ecuador - List of Topscorers website RSSSF (January 29, 2010). Visitado em November 27, 2010.
  2. Por usar un jugador inhabilitado en la fecha 16 de la Segunda Etapa en el año 2000.
  3. En la temporada 1989.


Erro de citação: existem marcas <ref> para um grupo chamado "n.", mas nenhuma marca <references group="n."/> correspondente foi encontrada (ou uma marca de fechamento </ref> está faltando)