Campeonato Goiano de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Goiano - 1ª divisão
Campeonato Goiano
Bandeira de Goiás.svg
Dados gerais
Organização FGF
Edições 71 (contando com 2014)
Local de disputa  Goiás
Sistema Temporada, turno e returno
Divisões
1ª divisão2ª divisão3ª divisão
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Goiano de Futebol, mais conhecido como Goianão é a competição organizada pela Federação Goiana de Futebol (FGF) para disputa do título estadual entre os clubes do estado brasileiro de Goiás, contando com times da capital e do interior. Teve como primeiro campeão o Atlético Clube Goianiense.

O atual campeão é o Atlético, vencedor da edição de 2014, após empatar com o Goiás na primeira partida e vencer a segunda por 1 a 0.

O maior campeão da competição é o Goiás, com 24 títulos. Após o Goiás, os maiores campeões são o Vila Nova (15 títulos), o Goiânia (14) e o Atlético (13).

Participantes em 2014[editar | editar código-fonte]

História do Campeonato Goiano[editar | editar código-fonte]

Sobre a prática e inserção do futebol no Estado de Goiás os autores Klein & Audinino (1997) apud Silva Neto (2001) relatam que: "O futebol foi introduzido em Goiás pelo engenheiro Valter Sócrates do Nascimento, que durante um período de estudos na cidade de São Paulo, tinha tomado contato com o novo esporte" (p.17)

Válter era filho de pai capixaba e mãe goiana, nasceu no dia 23 de agosto de 1892. Ele residiu em São Paulo, à Rua Cardoso de Almeida, 953. Engenheiro aposentado era fervoroso torcedor do São Paulo.

Sem desmerecer o muito que fez pelo esporte bretão em Goiás, Archie Macintyre manda a justiça esclarecer que o futebol nasceu em Vila Boa em 1907, sob a iniciativa dos estudantes vindos de São Paulo, Walter Sócrates do Nascimento e Renato Marcondes de Lacerda, os quais, articulados com alguns dos estudantes citados, mais Odilon de Amorim, Alberico Camargo, João Monteiro e outros colegas do Liceu de Goiás, resolveram promoverpeladas, quase diariamente, no Largo do Chafariz, onde situava aquele estabelecimento de ensino. Era o início do futebol em Goiás e, no Histórico Vilarejo de Santa Luzia, hoje Luziânia (no Distrito Federal - Brasília). Estas partidas foram os primeiros relatos do futebol em Goiás.

O primeiro clube profissional do Estado de Goiás foi o União Americana Esporte Clube, fundado em 28 de abril de 1936, já na atual capital goiana. Durante este período de afirmação do futebol em Goiás surgiram vários clubes que também foram extintos em pouco tempo. Sobreviveram apenas o Atlético, o Goiânia, o Vila Nova e o Goiás na capital.

A primeira edição[editar | editar código-fonte]

Na primeira edição do Campeonato Goiano, não se poderia supor o quanto este cresceria e a importância que tomaria no cenário nacional, como centro formador e exportador de atletas, e também de grandes equipes. Naquele ano, 1944, apenas cinco times disputaram: Vila Nova, Atlético, Goiânia, Goiás e Campinas, fundado em 1943 (hoje extinto) e que tinha seu time composto pelos jogadores reservas do Atlético.

O primeiro campeão foi o Atlético Clube Goianiense e o primeiro artilheiro Ari, também do Atlético, com oito gols. O time disputou a final com o Goiânia, cena que se repetiria em todos as edições até 1960, com exceção de 1951, onde a final ficou por conta de Goiás e Goiânia.

A conquista do campeonato Goiano pelo Atlético foi apoiada em uma equipe homogênea, de bons atletas e um profundo amor pelo futebol. Iniciava-se ali uma história de glória e poder, mas também de árdua luta. Na época, o Atlético tinha poucos jogadores, com reservas e titulares se confundindo. Seu time base: Paulista (Wolney), Tonico (Ditinho) e Chancão (Fão), Waldemar Bariano, Tocafundo (Mira), Pixo (Pirulito); Cid, Ari, Cigano, Nazaré, Dido e Nery.

Eras[editar | editar código-fonte]

O Campeonato Goiano pode ser dividido em 3 "eras": de 1944 a 1960, de 1961 a 1984 e de 1985 à atualidade.

1ª era: Goiânia - entre 1944 à 1960 (17 anos) disputou todas as finais, conquistou 12 títulos, e teve 9 artilheiros.

2ª era: Vila Nova - entre 1961 à 1984 (24 anos) chegou a decisão por 15 vezes, ganhou 11 campeonatos, e teve 5 artilheiros.

3ª era: Goiás - entre 1985 a 2013 (29 anos) foi finalista por 25 oportunidades, conquistou 17 campeonatos, e teve 9 artilheiros.

O Maior Campeão[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser considerado o grande time do futebol goiano hoje, o Goiás ficou na fila durante décadas. Só 22 anos depois da primeira edição do Goianão, em 1966, a equipe da Serrinha conquistou seu primeiro título. Mas a partir de então foi aos poucos se firmando como principal equipe. Apenas em 1997, ao conseguir seu 15° título, ultrapassou o Goiânia e assumiu a ponta na lista do maior campeão. Atualmente com 24 campeonatos, a equipe alviverde conquistou uma vantagem de nove estaduais sobre o segundo colocado, Vila Nova (15).

Equipes do Interior[editar | editar código-fonte]

Além das equipes da capital, quatro do interior conseguiram levantar o caneco de campeão goiano: o Anápolis, em 1965; o CRAC, de Catalão, em 1967 e 2004; o Goiatuba, em 1992; e o Itumbiara, em 2008. Problemas financeiros impedem que o interior conquiste um espaço maior dentro do Goianão, mas algumas dessas equipes têm torcidas apaixonadas, que esperam ainda ver seu time na elite do futebol estadual.

Equipes na História do Goianão[editar | editar código-fonte]

Cinquenta e nove clubes já disputaram o Campeonato Goiano de Futebol. São 17 clubes de Goiânia e 6 clubes de Anápolis. As cidades de Itumbiara e Inhumas já tiveram 3 representantes cada um. 30 cidades já tiveram times no estadual.

Grandes Artilheiros[editar | editar código-fonte]

De Goiás saíram alguns grandes jogadores, muitos deles com passagem pela Seleção Brasileira, como Túlio Maravilha, Baltazar, Uidemar, dentre outros.

Nesses anos de história, os artilheiros foram responsáveis por belos momentos e grandes conquistas. O maior artilheiro continua sendo Baltazar, que em 1978 marcou 31 gols pelo Atlético. O atleticano é seguido de perto por Bé, do Vila Nova (29 gols em 1993), e Dill, do Goiás (29 em 2000). Em quarto está Foca, do Goiânia, com 28 gols em 1951, e em quinto Zé Amaro, do Anápolis, com 27 em 81, e Aloísio, do Goiás, também com 27 em 1997.

O Primeiro Grande Estádio de Goiânia[editar | editar código-fonte]

O primeiro grande estádio da cidade de Goiânia foi o Olímpico. Nele aconteceram os grandes embates dos campeonatos estaduais e nacionais até a construção do Serra Dourada, nos anos 70.

O Olímpico mantém a cara de uma cidade pequena, acolhedora, calorosa, onde todos se conheciam.

Na metade dos anos 60 chegou a vender cadeiras cativas, uma ideia que não deu certo, apesar de uma grande campanha publicitária que teve até o Rei Pelé como garoto-propaganda.

O estádio foi demolido para reconstrução que terminará em julho de 2014.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Edição Ano Campeão Vice-campeão Terceiro lugar Quarto lugar
1944 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia)
1945 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia)
1946 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia)
1947 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Anápolis (Anápolis) Goiás (Goiânia)
1948 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis)
1949 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Vila Nova* (Goiânia)
1950 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia)
1951 Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia)
1952 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Pires do Rio (Pires do Rio)
10ª 1953 Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) União (Goiânia)
11ª 1954 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Botafogo (Goiânia) Goiás (Goiânia)
12ª 1955 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Sírio Libanês (Goiânia)
13ª 1956 Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goianás (Nova Veneza)
14ª 1957 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Campineira** (Goiânia)
15ª 1958 Goiânia (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia) Campineira (Goiânia)
16ª 1959 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Campineira (Goiânia) Vila Nova (Goiânia)
17ª 1960 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia)
18ª 1961 Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Campineira (Goiânia)
19ª 1962 Vila Nova (Goiânia) Santa Rita (Goiânia) Inhumas (Inhumas) Atlético (Goiânia)
20ª 1963 Vila Nova (Goiânia) Inhumas (Inhumas)
21ª 1964 Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Inhumas (Inhumas) Ferroviário (Goiânia)
22ª 1965 Anápolis (Anápolis) Vila Nova (Goiânia)
23ª 1966 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia)
24ª 1967 CRAC (Catalão) Atlético (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Anápolis (Anápolis)
25ª 1968 Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) CRAC (Catalão)
26ª 1969 Vila Nova (Goiânia) CRAC (Catalão) Goiás (Goiânia) Ipiranga (Anápolis)
27ª 1970 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia)
28ª 1971 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia)
29ª 1972 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Campineira*** (Goiânia)
30ª 1973 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Goiatuba (Goiatuba) Atlético (Goiânia)
31ª 1974 Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia)
32ª 1975 Goiás (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara) Vila Nova (Goiânia)
33ª 1976 Goiás (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Atlético (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara)
34ª 1977 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Rio Verde (Rio Verde)
35ª 1978 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Anapolina (Anápolis)
36ª 1979 Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara) Goiás (Goiânia)
37ª 1980 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Anápolis (Anápolis) Atlético (Goiânia)
38ª 1981 Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Vila Nova (Goiânia) Anápolis (Anápolis)
39ª 1982 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara)
40ª 1983 Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Itumbiara (Itumbiara) Goiânia (Goiânia)
41ª 1984 Vila Nova (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Rio Verde (Rio Verde) Atlético (Goiânia)
42ª 1985 Atlético (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis)
43ª 1986 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara)
44ª 1987 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Santa Helena (Santa Helena de Goiás) Itumbiara (Itumbiara)
45ª 1988 Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Goiatuba (Goiatuba) Anápolis (Anápolis)
46ª 1989 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goiatuba (Goiatuba)
47ª 1990 Goiás (Goiânia) Goiânia (Goiânia) Mineiros (Mineiros) Goiatuba (Goiatuba)
48ª 1991 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Pires do Rio (Pires do Rio) Jataiense (Jataí)
49ª 1992 Goiatuba (Goiatuba) Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Atlético (Goiânia)
50ª 1993 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Mineiros (Mineiros) Goiânia (Goiânia)
51ª 1994 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Goiatuba (Goiatuba) Atlético (Goiânia)
52ª 1995 Vila Nova (Goiânia) Anápolis (Anápolis) CRAC (Catalão) Rio Verde (Rio Verde)
53ª 1996 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Anápolis (Anápolis) Vila Nova (Goiânia)
54ª 1997 Goiás (Goiânia) CRAC (Catalão) Jataiense (Jataí) Vila Nova (Goiânia)
55ª 1998 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Anápolis (Anápolis) Atlético (Goiânia)
56ª 1999 Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Atlético (Goiânia)
57ª 2000 Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Anápolis (Anápolis) Caldas (Caldas Novas)
58ª 2001 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Real Clube (Itumbiara)
59ª 2002 Goiás (Goiânia) Novo Horizonte (Ipameri) Anapolina (Anápolis) Real Clube (Itumbiara)
60ª 2003 Goiás (Goiânia) Novo Horizonte (Ipameri) Vila Nova (Goiânia) Real Clube (Itumbiara)
61ª 2004 CRAC (Catalão) Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Jataiense (Jataí)
62ª 2005 Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia) Mineiros (Mineiros) Grêmio Inhumense (Inhumas)
63ª 2006 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Vila Nova (Goiânia)
64ª 2007 Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara)
65ª 2008 Itumbiara (Itumbiara) Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Anápolis (Anápolis)
66ª 2009 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Itumbiara (Itumbiara) CRAC (Catalão)
67ª 2010 Atlético (Goiânia) Santa Helena (Santa Helena de Goiás) Vila Nova (Goiânia) Goiás (Goiânia)
68ª 2011 Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Vila Nova (Goiânia) Anapolina (Anápolis)
69ª 2012 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) CRAC (Catalão) Vila Nova (Goiânia)
70ª 2013 Goiás (Goiânia) Atlético (Goiânia) Goianesia (Goianésia) Aparecidense (Aparecida de Goiânia)
71ª 2014 Atlético (Goiânia) Goiás (Goiânia) Anapolina (Anápolis) Goianesia (Goianésia)

* Como Araguaia Futebol Clube.
** Como Associação Mariana de Esportes.
*** Como Campinas Esporte Clube.

Número de títulos por clubes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Títulos (último) 2º Lugar (último)
Goiás Goiás Goiânia Goiânia 24 (2013) 19 (2014)
Vila Nova Vila Nova Goiânia Goiânia 15 (2005) 9 (2004)
Goiânia Goiânia Goiânia Goiânia 14 (1974) 11 (1990)
Atlético Atlético Goiânia Goiânia 13 (2014) 21 (2013)
Crac Crac Catalão Catalão 2 (2004) 2 (1997)
Anápolis Anápolis Anápolis 1 (1965) 1 (1995)
Goiatuba Goiatuba Goiatuba Goiatuba 1 (1992) 0
Itumbiara Itumbiara Itumbiara Itumbiara 1 (2008) 0

Número de títulos por cidades[editar | editar código-fonte]

Cidade Títulos Vices
Goiânia Goiânia 66 60
Catalão Catalão 2 2
Anápolis Anápolis 1 4
Goiatuba Goiatuba 1 0
Itumbiara Itumbiara 1 0

Títulos por clube pós-profissionalismo[editar | editar código-fonte]

Títulos por clube após o profissionalismo do Futebol Goiano em 1963.

Clube Títulos
Goiás 24
Vila Nova 13
Atlético 8
Goiânia 2
Crac 2
Anápolis 1
Goiatuba 1
Itumbiara 1

Campeões Consecutivos[editar | editar código-fonte]

Pentacampeonatos
  • Goiânia - 1 vez (1950-54)
  • Goiás - 1 vez (1996-00)
Tetracampeonatos
  • Vila Nova - 1 vez (1977-80)
Tricampeonatos
  • Goiânia - 1 vez (1958-60)
  • Vila Nova - 1 vez (1961-63)
  • Goiás - 1 vez (1989-91)
Bicampeonatos
  • Goiás - 5 vezes (1971-72), (1975-76), (1986-87), (2002-03) e (2012-13)
  • Goiânia - 1 vez (1945-46)
  • Atlético - 1 vez (2010-11)

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ano Artilheiro Clube Gols
1944 Ari Atlético (Goiânia) 8
1945 Mateba Goiânia (Goiânia) 9
1946 Tarzan Vila Nova (Goiânia) 12
1947 Dido Atlético (Goiânia) 17
1948 Tarzan Atlético (Goiânia) 21
1949 Tarzan Atlético (Goiânia) 18
1950 Élson Goiânia (Goiânia) 18
1951 Foca Goiânia (Goiânia) 28
1952 Foca Goiânia (Goiânia) 20
1953 Foca Goiânia (Goiânia) 26
1954 Élson Goiânia (Goiânia) 5
Fábio André União (Goiânia)
1955 Fábio Atlético (Goiânia) 21
1956 Tão Segurado Goiás (Goiânia) 22
1957 Dimas Diniz Goianás (Nova Veneza) 18
1958 Orestes Goiânia (Goiânia) 15
1959 Laílson Goiânia (Goiânia) 8
1960 Laílson Goiânia (Goiânia) 10
1961 Gibrair Vila Nova (Goiânia) 10
1962 Líbano Inhumas (Inhumas) 18
1963 Waltercides Campineira (Goiânia) 19
1964 Líbano Inhumas (Inhumas) 14
1965 Nélson Parrila Anápolis (Anápolis) 16
1966 Nélson Parrila Anápolis (Anápolis) 17
1967 Toninho Índio CRAC (Catalão) 17
1968 Waldeir Goiânia (Goiânia) 11
1969 Toninho Índio CRAC (Catalão) 14
1970 Dádi Atlético (Goiânia) 13
1971 Lindemberg Campinas (Goiânia) 9
Carlos Ramos Goiânia (Goiânia)
1972 Dádi Atlético (Goiânia) 12
1973 Lincoln Goiás (Goiânia) 13
1974 Zé Maria Goiás (Goiânia) 8
1975 Lincoln Goiás (Goiânia) 15
1976 Lincoln Goiás (Goiânia) 15
1977 Marco Antônio Goiás (Goiânia) 17
1978 Baltazar Atlético (Goiânia) 31
1979 Divino Anápolis (Anápolis) 13
1980 Zé Henrique Vila Nova (Goiânia) 18
1981 Zé Amaro Anápolis (Anápolis) 27
1982 Tatau Atlético (Goiânia) 21
1983 Valmir Cambalhota Goiânia (Goiânia) 10
Cacau Goiás (Goiânia)
1984 Zé Henrique Vila Nova (Goiânia) 9
1985 Bill Atlético (Goiânia) 24
1986 Valdir Dias Itumbiara (Itumbiara) 13
1987 Ivo Anapolina (Anápolis) 11
1988 Sabará Goiás (Goiânia) 18
1989 Valdeir Atlético (Goiânia) 18
1990 Agnaldo Goiás (Goiânia) 13
1991 Túlio Goiás (Goiânia) 18
1992 Ronaldo Goiás (Goiânia) 23
1993 Vila Nova (Goiânia) 29
1994 Baltazar Goiás (Goiânia) 25
Vila Nova (Goiânia)
1995 Luciano Vila Nova (Goiânia) 25
1996 Christian Vila Nova (Goiânia) 21
1997 Aloísio Goiás (Goiânia) 27
1998 Róbson CRAC (Catalão) 20
Ânderson Barbosa Vila Nova (Goiânia)
1999 Ânderson Barbosa Vila Nova (Goiânia) 20
2000 Dill Goiás (Goiânia) 29
2001 Túlio Vila Nova (Goiânia) 16
2002 Rubsen Atlético (Goiânia) 15
2003 Joel Vila Nova (Goiânia) 11
2004 Mendes Baiano Vila Nova (Goiânia) 17
2005 Paulo Baier Goiás (Goiânia) 12
2006 Fábio Luís Aparecidense (Aparecida de Goiânia) 17
2007 Fábio Oliveira Atlético (Goiânia) 18
2008 Túlio Vila Nova (Goiânia) 14
2009 Felipe Goiás (Goiânia) 16
2010 Diogo Galvão Trindade (Trindade) 15
2011 Marcão Atlético (Goiânia) 13
2012 Patrick Vila Nova (Goiânia) 14
2013 Ricardo Jesus Atlético (Goiânia) 12
2014 Araújo Goiás (Goiânia) 9
Júnior Viçosa Atlético (Goiânia)
Nonato Goianésia (Goianésia)

Estádios[editar | editar código-fonte]

[1]

Cidade Estádio Time Capacidade
Goianésia Valdeir de Oliveira Goianésia 5.000
Anápolis Jonas Duarte Anapolina / Anápolis / Grêmio Anápolis 13.500
Catalão Genervino da Fonseca CRAC 12.500
Goiânia Serra Dourada Atlético / Goiânia / Goiás / Vila Nova 65.500
Goiânia Antônio Accioly Atlético 16.500
Goiânia Serrinha Goiás 8.500
Goiânia OBA Vila Nova 6.500
Goiânia Olímpico Goiânia 14.500
Goiatuba Divino Garcia Rosa Goiatuba 15.000
Aparecida de Goiânia Anníbal Batista Toleto Aparecidense 8.000
Itumbiara JK Itumbiara 37.500
Jataí Arapucão Jataiense 17.000
Mineiros Odilon Flores Mineiros 7.000
Morrinhos João Vilela América Futebol Clube (Goiás) / Morrinhos 5.400
Mutunópolis Antônio de Oliveira Neto Mutunópolis 1.812
Rio Verde Mozart Veloso do Carmo Rio Verde / Rioverdense / Atlético Rioverdense 12.500
Santa Helena de Goiás Estádio Pedro Romualdo Cabral Santa Helena 8.500
Senador Canedo Plínio José de Souza Canedense 4.500
Trindade Abrão Manoel da Costa Trindade 4.000

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Título ainda não informado (favor adicionar)., Cadastro nacional de estádios de futebol

Ligações externas[editar | editar código-fonte]