Campeonato Mineiro de Futebol Módulo II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Mineiro de Futebol Módulo II‎
Campeonato Mineiro Módulo II
Dados gerais
Organização FMF
Edições 20
Local de disputa  Minas Gerais
Número de equipes 12
Sistema Misto (turno classificatório)
Divisões
Módulo IMódulo IISegunda DivisãoTerceira Divisão
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Mineiro Módulo II é um torneio de futebol disputado no estado de Minas Gerais. Organizado pela Federação Mineira de Futebol ele é o segundo nível do futebol mineiro promovendo seus primeiros colocados ao Módulo I.

História[editar | editar código-fonte]

No segundo semestre de 1993, para reduzir o número de times da primeira divisão de 23 para 12, todos os clubes que não disputassem qualquer divisão do Campeonato Brasileiro, jogariam a Supercopa Minas Gerais, uma espécie de "torneio da morte", que apontaria 8 times que se manteriam na primeira divisão para o ano seguinte. Algumas equipes, como o Rio Branco, não aceitaram disputar a competição. Outras já haviam desmontado seus elencos e desistiram de participar. Estas equipes foram, então, rebaixadas ao Módulo II de 1994, que ainda tinha o nome de Supercopa Minas Gerais.

Desde 1994, a Primeira Divisão é dividida em dois grupos. O Módulo I é a verdadeira primeira divisão. O Módulo II funciona como uma segunda divisão.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Vice Outros acessos
1994 Rio Branco (Andradas) U.R.T. (Patos de Minas)
1995 Villa Nova (Nova Lima) Paraisense (São Sebastião do Paraíso) Guarani (Divinópolis)
1996 Social (Coronel Fabriciano) Montes Claros (Montes Claros)
1997 Ipiranga (Manhuaçu) Nacional (Uberaba)
1998 Rio Branco (Andradas) U.R.T. (Patos de Minas)
1999 Uberlândia (Uberlândia) Ipatinga (Ipatinga)
2000 Mamoré (Patos de Minas) Guarani (Divinópolis)
2001 Tupi (Juiz de Fora) Nacional (Uberaba)
2002 Guarani (Divinópolis) Social (Coronel Fabriciano)
2003 Uberaba (Uberaba) Valeriodoce (Itabira)
2004 Ituiutaba (Ituiutaba) Democrata (Sete Lagoas)
2005 Democrata (Governador Valadares) Uberlândia (Uberlândia)
2006 Rio Branco (Andradas) Tupi (Juiz de Fora)
2007 Social (Coronel Fabriciano) Uberaba (Uberaba)
2008 América (Belo Horizonte) Uberlândia (Uberlândia)
2009 Ipatinga (Ipatinga) Caldense (Poços de Caldas) América (Teófilo Otoni)
2010 Guarani (Divinópolis) Mamoré (Patos de Minas)[1] Funorte (Montes Claros)
2011 Boa Esporte (Varginha) Nacional (Nova Serrana)
2012 Araxá (Araxá) Tombense (Tombos)
2013 U.R.T. (Patos de Minas) Minas Futebol (Sete Lagoas)

Títulos por time[editar | editar código-fonte]

  • 3 - Rio Branco de Andradas.
  • 2 - Ituiutaba (depois Boa Esporte), Social, Guarani de Divinópolis
  • 1 - Tupi, Villa Nova, Ipiranga de Manhuaçu, Uberlândia, Mamoré, Tupi, Uberaba, Ipatinga, América-MG, Araxá, U.R.T.

Participações no Módulo II (1994-2013)[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Títulos Vices Acessos Participações Anos Última part. Part. consecutivas
URT Patos de Minas 1 2 3 10 1994; 1997-1998; 2007-2013 2013 7
Poços de Caldas Poços de Caldas 0 0 0 6 2008-2013 2013 6
Mamoré Patos de Minas 1 0 1 8 1998-2000; 2006; 2010-2013 2013 4
Uberlândia Uberlândia 1 2 3 10 1998-1999; 2003-2005; 2007-2008; 2011-2013 2013 3
Tricordiano Três Corações 0 0 0 4 2010-2013 2013 4
SE Patrocinense Patrocínio 0 0 0 3 2011-2013 2013 3
Social Coronel Fabriciano 2 1 3 9 1996; 2000-2002; 2005-2007; 2012-2013 2013 3
Betim (Ipatinga) Betim (Ipatinga) 1 1 2 4 1999; 2009; 2012-2013 2013 2
Democrata Sete Lagoas 0 1 1 4 1994; 2004; 2009; 2013 2013 1
Uberaba Uberaba 1 1 2 14 1994-2003; 2005-2007; 2013 2013 10
Democrata Governador Valadares 1 0 1 5 2002-2005; 2013 2013 4
Minas Futebol Sete Lagoas 0 1 1 1 2013 2013 1
Formiga Formiga 0 0 0 6 2007-2012 2012 6
Tombense Tombos 0 1 1 4 2003; 2010-2012 2012 3
Araxá Araxá 1 0 1 10 1994-1999; 2008-2010; 2012 2012 6
Funorte Montes Claros 0 0 1 3 2009-2010; 2012 2012 2
Itaúna Itaúna 0 0 0 4 2008-2011 2011 4
Boa (Ituiutaba) Varginha (Ituiutaba) 2 0 2 7 1999-2004; 2011 2011 6
Fluminense Araguari 0 0 0 1 2011 2011 1
Nacional Patos de Minas (Nova Serrana) 0 1 1 1 2011 2011 1
Valeriodoce Itabira 0 1 1 8 2001-2003; 2006-2010 2010 5
Guarani Divinópolis 2 1 4 4 1995; 2000; 2002; 2010 2010 1
Ideal Ipatinga 0 0 0 4 1995-1996; 2008-2009 2009 2
Caldense Poços de Caldas 0 1 1 2 2008-2009 2009 2
América Teófilo Otoni 0 0 1 1 2009 2009 1
América Belo Horizonte 1 0 1 1 2008 2008 1
União Luziense Santa Luzia 0 0 0 1 2008 2008 1
Passense Passos 0 0 0 1 2008 2008 1
Extrema Extrema 0 0 0 2 2006-2007 2007 2
Tupi Juiz de Fora 1 1 2 9 1994; 1996-2001; 2005-2006 2006 6
Rio Branco Andradas 3 0 3 4 1994; 1998; 2005-2006 2006 2
Atlético Três Corações 0 0 0 9 1995; 1999-2006 2006 8
Unitri Uberlândia 0 0 0 3 2004-2006 2006 3
Nacional Uberaba 3 2 2 9 1963; 1978; 1982; 1994-1997; 1999-2001; 2004; 2006 2006 4
Juventus Minas Novas 0 0 0 1 2006 2006 1
Varginha Varginha 0 0 0 1 2006 2006 1
União Araxá Araxá 0 0 0 3 2003-2005 2005 3
Patrocinense Patrocínio 0 0 0 5 1995-1996; 2001-2002; 2005 2005 2
Olympic Barbacena 0 0 0 1 2005 2005 1
Esportiva Guaxupé 0 0 0 6 1999-2004 2004 6
Ituiutabana Ituiutaba 0 0 0 3 2002-2004 2004 3
Paraisense São Sebastião do Paraíso 0 2 2 6 1994-1998; 2002 2002 5
Fabril Lavras 0 0 0 4 1998-2001 2001 4
Ipiranga Manhuaçu 1 0 0 3 1996-1997; 2001 2001 2
América Alfenas 0 0 0 1 2001 2001 1
Alfenense Alfenas 0 0 0 1 2000 2000 1
Araguari Araguari 0 0 0 5 1994-1998 1998 5
Pouso Alegre Pouso Alegre 0 0 0 5 1994-1998 1998 5
Venda Nova Belo Horizonte 0 0 0 2 1997-1998 1998 2
Sete de Setembro Belo Horizonte 0 0 0 1 1998 1998 1
Unaí Unaí 0 0 0 3 1994-1996 1996 3
Caratinga Caratinga 0 0 0 2 1995-1996 1996 2
Montes Claros Montes Claros 0 1 1 1 1996 1996 1
Villa Nova Nova Lima 1 0 1 1 1995 1995 1
Trespontano Três Pontas 0 0 0 1 1994 1994 1
Esportivo Passos 0 0 0 1 1994 1994 1
Flamengo EC Varginha 0 0 0 1 1994 1994 1

Maiores goleadas[editar | editar código-fonte]

  • 1995 Patrocinense 8x0 Araxá
  • 1995 Atlético-TC 7x0 Pouso Alegre
  • 2011 Patrocinense 7x1 Fluminense-Araguari
  • 2011 Nacional-NS 7x3 Itaúna

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

  1. O Mamoré teve seu acesso revogado por uso irregular de um atleta durante a segunda fase da competição. Assim, o segundo colocado da sua chave, o Funorte, foi promovido e declarado vice-campeão em seu lugar.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]