Campeonato Mundial de Xadrez de 1910 (Lasker-Schlechter)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Campeonato Mundial de Xadrez de 1910 foi a 9ª edição do Campeonato Mundial de Xadrez, disputada entre o desafiante Carl Schlechter e o atual campeão Emanuel Lasker em Viena e Berlim. Após uma série de empates, com apenas uma vitória para cada lado, Lasker manteve o seu título.

A partida[editar | editar código-fonte]

Devido às dificuldades financeira de Schlechter de obter recursos para esta disputa, foi decidido que seriam disputados apenas 10 jogos. Assim como em outras edições o campeão jogaria pelo empate, e não haveria jogos extras de desempate. A disputa começou em 7 de janeiro sendo disputados 4 jogos em Viena e terminou no dia 10 de fevereiro de 1910 em Berlim.[1] [2] Após uma série de 8 vitórias, com Schlechter vencendo apenas 1 jogo, Lasker venceu o último e decisivo jogo e manteve seu título.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Campeonato Mundial de Xadrez de 1910[3]
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pontos
Carl Schlechter ½ ½ ½ ½ 1 ½ ½ ½ ½ 0 5
Emanuel Lasker ½ ½ ½ ½ 0 ½ ½ ½ ½ 1 5

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Carl Schlechter, o desafiante

Disputa do título[editar | editar código-fonte]

A partida normalmente é considerada como do Campeonato Mundial, entretanto algumas fontes sugerem que o 10º jogo, não foi uma disputa pelo título conforme relatado por J.R. Buckley no American Chess Bulletin. Entretanto, como uma nota de rodapé no artigo, o autor adicionou uma citação de Lasker, que disse: "Sim, eu coloquei o título em disputa."[4] Por outro lado, no seu livro Le guide des échecs o autor Nicolas Giffard não expressa a menor dúvida de que a partida foi pelo título mundial mas aponta que em caso de vitória de Schlechter, haveria uma partida de revanche pelo título.[5]

Margem de 2 pontos de vantagem[editar | editar código-fonte]

Algumas fontes sugerem que Schlechter precisava vencer por uma margem de 2 pontos para vencer o título, pois no último jogo Schlechter lutou por uma vitória e depois perdeu uma oportunidade clara de empate, antes de perder o jogo. Os historiadores de dividem quanto a esta cláusula, Israel Horowitz, Nicolas Giffard e F. Wilson afirmam que a cláusula existiu.[5] [6] [7] O pesquisador de xadrez Graeme Cree afirma,

"Ainda existem algumas dúvidas se existiu o não a cláusula de 2 pontos, e até onde eu sei, não existe uma prova positiva de que existiu. Mas a evidência do modo de jogar de Schlechter no último jogo e a dificuldade de imaginar Lasker arriscando o título numa série curta de partidas, sugerem que uma proteção extra é bem factível. Sem mencionar que as negociações para a partida Lasker-Capablanca no ano seguinte, incluiu esta cláusula."[8]

Referências

  1. Informações da partida, acessado em 26-09-2009
  2. HOOPER, David e WYLD, Kenneth, p. 296-297
  3. Tabela de jogos, acessado em 26-09-2009
  4. Buckley, J.R.(Jun 1910), American Chess Bulletin [1], acessado em 27-09-2009.
  5. a b Giffard 1993, p. 404
  6. Horowitz 1973, p. 64
  7. Wilson 1975
  8. Campeonato Mundial de 1910, por Graeme Cree, acessado em 27-09-2009

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Horowitz, Israel (1973). From Morphy to Fischer. Bastford.
  • Wilson, F. (1975). Classical Chess Matches, 1907–1913. Dover. ISBN 0-486-23145-3.
  • HOOPER, David e WYLD, Kenneth. The Oxford Companion to Chess. Londres : Oxford University Press.
  • Giffard, Nicolas (1993) (in French). Le guide des échecs. Robert Laffont. ISBN 2-221-05913-1.