Campeonato Paulista de Futebol de 1930

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Paulista de Futebol de 1930
Paulistão 1930
Dados
Participantes 14
Período
Gol(o)s Não disponível
Campeão Corinthians
Vice-campeão São Paulo
Melhor marcador Feitiço
◄◄ São Paulo 1929 Soccerball.svg 1931 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 1930 teve o Corinthians como campeão, o artilheiro foi o 'Feitiço', da equipe do Santos, com 37 gols. O fato marcante desse campeonato, além do tricampeonato do Corinthians, ficou por conta da estreia de 2 reconhecidos times paulistanos: O São Paulo, conhecido na época por São Paulo da Floresta, que havia sido fundado naquele mesmo ano, fruto da união entre antigos sócios do Paulistano e da Associação Atlética das Palmeiras, que haviam abandonado o esporte. E a estréia do Clube Atlético Juventus, o Juventus da Mooca, clube fundado em 1924 pelos italianos da zona leste da cidade, que lutavam para chegar a elite do futebol Paulista, e conquistaram seu objetivo em 1930.

A reunificação do futebol Paulista[editar | editar código-fonte]

Time do Corinthians que conquistou o tricampeonato em 1930

Após 4 anos, o Futebol Paulista volta a ter um único organizador e um único campeonato. Na disputa entre a Liga dos Amadores de Futebol e a Associação Paulista de Esportes Atléticos, a Liga pró profissionalismo venceu, em muito graças à atuação decisiva do jornalista Casper Líbero. Tão logo houve a pacificação, São Bento, Internacional e Germânia pediram a filiação à APEA, sendo aceitos. Já o Paulistano desistiu do modelo de Futebol que se impunha, fechou seu departamento de futebol para competições e extinguiu a Liga que havia criado. Por fim, em 1933 o profissionalismo no futebol é oficializado em São Paulo.

Disputa[editar | editar código-fonte]

Corinthians e Santos chegaram na última rodada empatados com 40 pontos na liderança, e coincidentemente jogariam entre si na rodada decisiva. Quem vencesse seria o campeão. O São Paulo, que fora fundado e estreava naquele mesmo ano, tinha 39 pontos, e torcia por um empate entre os alvinegros, pois se vencesse seu último jogo, forçaria triangular desempate.

Mesmo jogando na Vila Belmiro, o Corinthians venceu o Santos por 5 a 2 sagrou-se tricampeão paulista. São Paulo e Palestra Itália ultrapassaram o Santos na classificação.

Jogo decisivo[editar | editar código-fonte]

Santos 2x5 Corinthians

Vila Belmiro (04/01/1931)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Classificação - Final
Time PG J V E D GP GC SG
1 Corinthians 42 26 19 4 3 94 33 61
2 São Paulo FC 41 26 16 9 1 77 27 50
3 Palestra Itália 40 26 18 6 2 83 28 53
4 Santos FC 40 26 18 4 4 80 38 42
5 Portuguesa 30 26 13 4 9 67 56 11
6 Guarani FC 29 26 13 3 10 66 52 14
7 SC Internacional 25 26 10 5 11 45 43 2
8 EC Sírio 23 26 10 3 13 65 60 5
9 Atlético Santista 22 26 9 4 13 53 65 - 12
10 Juventus 21 26 10 1 15 39 61 - 22
11 CS América 16 26 7 2 17 33 73 - 40
12 SC Germânia 13 26 6 1 19 44 79 - 33
13 AA São Bento 11 26 4 3 19 34 94 60
14 CA Ypiranga 9 26 3 3 20 29 100 71
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas; GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.