Campeonato Sul-Africano de Fórmula 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Sul-Africano de Fórmula 1
Categoria Monolugares/Fórmula 1
País ou região África do Sul
Rodésia (uma corrida por ano)
Temporada inaugural 1960
Temporada final 1975
Pilotos 14 (1975)
Equipes 10 (1975)
Fornecedores dos motores 2 (1975)
Último piloto campeão África do Sul Dave Charlton

O Campeonato Sul-Africano de Fórmula 1 foi um campeonato de Fórmula 1 realizado na África do Sul entre 1960 e 1975, e incluía uma corrida por ano na Rodésia.

Os carros da frente no campeonato eram recentes retirados do campeonato mundial, apesar de ter havido também uma selecção saudável de carros construídos ou modificados no país. Os pilotos da frente no campeonato competiam normalmente no GP do Campeonato Mundial no país, bem como em algumas provas europeias, apesar de terem pouco sucesso a esse nível.

No ano de 1967 houve um resultado marcante, pelo piloto rodésio John Love, com um Cooper-Climax de 2.7 litros e quatro cilindros; Love que estava na casa dos 40 anos, apesar de ser visto como um dos melhores pilotos do Sul de África, não era uma grande estrela, e liderou (acabando em segundo) o Grande Prémio da África do Sul desse ano. O Cooper de Love foi originalmente desenhado para corridas curtas da Tasman Series; para correr a totalidade de um Grande Prémio, Love acrescentou-lhe dois tanques de combustível adicionais. Infelizmente, a bomba de combustível dos depósitos adicionais falharam, e Love teve que reabastecer depois de liderar a maioria da corrida.[1]

Love e Charlton venceram ambos o Campeonato Sul-Africano de Fórmula 1 por seis épocas consecutivas (o primeiro entre 1964 e 1969, e o segundo entre 1970 e 1975). Em 1975, Ian Scheckter pilotou o Tyrrell 007 (conduzido pelo seu irmão, Jody, no campeonato mundial de F1 no ano anterior), vencendo cinco das corridas dessa época, quatro delas seguidas. Contudo, apenas teve uma outra classificação nos pontos (5º), na prova False Bay "100", a 5 de Julho. Acabou a época com 47 pontos. Charlton mostrou-se mais consistente, com 3 vitórias e 5 segundos lugares, terminando a época com 57 pontos. Vencendo o troféu Natal Spring Trophy, em Roy Hesketh, a 1 de Setembro, Charlton juntou-se ao rodésio John Love como seis vezes campeão do Campeonato Nacional de Pilotos da Áfirca do Sul]]. Charlton acabou o Campeonato Sul-Africano de Fórmula 1 com uma vitória na última corrida da época, o troféu Rand Spring Trophy, em Kyalami, a 4 de Outubro. Na corrida, Scheckter, mais rápido, retirou-se com um problema mecânico.

Principalmente devido aos custos elevados e à grelha pouco preenchida, o campeonato terminou no fim da época de 1975, sendo substituído pela Fórmula Atlantic. No ano seguinte, começou o domínio de Ian Scheckter no Campeonato Nacional Sul-Africano. De facto, se não fosse a exuberância jovem de Scheckter, teria ganho o título de 1975. Venceu mais corridas do que Charlton, mas este foi mais consistente. Scheckter venceu o primeiro de quatro campeonatos seguidos, pela equipa Lexington Racing, antes da United Tobacco Company retirar as suas equipas (a Lexington, a Gunston e a Texan). Com a Gunston a regressar em 1983, Scheckter regressou para ser novamente campeão, ganhando mais dois campeonatos, juntando-se a Love e Charlton como seis vezes vencedor.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Época Campeão Carro Vitórias Pódios Pontos Dif. pontual
1960 África do Sul Syd van der Vyver Cooper-Alfa Romeo
1961 África do Sul Syd van der Vyver Lotus 18-Alfa Romeo
1962 África do Sul Ernest Pieterse Heron-Alfa Romeo
Lotus 20-Climax
1963 África do Sul Neville Lederle Lotus 20-Climax
1964 Rodésia John Love Cooper T55-Climax
1965 Rodésia John Love Cooper T55-Climax
1966 Rodésia John Love Cooper T79-Climax 7 8 69 13
1967 Rodésia John Love Cooper T79-Climax
Brabham BT20-Repco
8 10 82 30
1968 Rodésia John Love Brabham BT20-Repco
Lotus 49-Ford
6 6 54 14
1969 Rodésia John Love Lotus 49-Ford 4 5 43 1
1970 África do Sul Dave Charlton Lotus 49-Ford 7 8 69 32
1971 África do Sul Dave Charlton Lotus 49-Ford
Lotus 72-Ford
7 8 72 24
1972 África do Sul Dave Charlton Lotus 72-Ford 9 9 81 39
1973 África do Sul Dave Charlton Lotus 72-Ford 10 10 93 40
1974 África do Sul Dave Charlton McLaren M23-Ford 6 10 76 11
1975 África do Sul Dave Charlton McLaren M23-Ford 3 5 57 10
1976 África do Sul Ian Scheckter Lexington March 76B-Ford 6
1977 África do Sul Ian Scheckter Lexington March 77B-Ford 6
1978 África do Sul Ian Scheckter Lexington March 78B-Ford 4
1979 África do Sul Ian Scheckter Lexington March 79B-Ford 7
1980 África do Sul Tony Martin BP Chevron B31-Mazda 12
1981 África do Sul Bernard Tilanus DAW March 78B-Mazda 5
1982 África do Sul Graham Duxbury Hekro-Propart March 822-Mazda 6
1983 África do Sul Ian Scheckter Gunston March 832-Mazda 13
1984 África do Sul Ian Scheckter Gunston March 842-Mazda 11
1985 África do Sul Trevor van Rooyen DAW Maurer MM83-Mazda 11
1986 África do Sul Wayne Taylor Ralt RT4-Mazda 5

Referências

  1. John Love, L'homme de Kyalami. Automobile historique (A ser completado)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]