Campestre (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Campestre
Bandeira de Campestre
Brasão de Campestre
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 25 de novembro
Fundação 1994
Gentílico campestrense
Prefeito(a) Amaro Gilvan de Carvalho (Gilvan Cabeção) (PTdoB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Campestre
Localização de Campestre em Alagoas
Campestre está localizado em: Brasil
Campestre
Localização de Campestre no Brasil
08° 50' 45" S 35° 34' 04" O08° 50' 45" S 35° 34' 04" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Mata Alagoana IBGE/2008[1]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes Água Preta/PE, Jundiá, Jacuípe e Novo Lino
Distância até a capital 130 km
Características geográficas
Área 53,988 km² [2]
População 6 599 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 122,23 hab./km²
Altitude 109 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,582 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 21 993,321 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 554,76 IBGE/2008[5]
Página oficial

Campestre é um município brasileiro do estado de Alagoas. População estimada no último censo era de 6.203 habitantes.

O Município de Campestre Localizado na Micro região da zona Norte de Alagoas divisa com Pernambuco, dista 130 km de Maceió Capital do Estado, com uma área de 150 km—2 limitando-se com Novo Lino, Jundiá e Jacuípe em Alagoas e Água Preta em Pernambuco

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se às margens do Rio Jacuípe que nasce na Serra da Catita em Canastra entre Ibateguara e Colônia de Leopoldina -AL desaguando no Rio Una que desagua no Oceano Atlântico. Outros rios do município: Rio Manguaba, Riacho Trincheiras e Riacho Pedra Branca.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Banhos naturais na Bica de Porto do Meio, Boa Vista, Piaba Grande e a reserva de Serra de Pedra, que lembra esconderijos dos negros do período da invasão holandesa.

Lazer[editar | editar código-fonte]

Existem poucas opções de recreação na cidade, os jovens concentram-se na pracinha do Padre Cícero, nos finais de semana, freqüentam o Clube e apreciam shows no Pátio de Eventos. Outra opção é o banho de rio na prainha do Val, no Rio Jacuípe.

Esportes[editar | editar código-fonte]

Cavalhada, Vaquejada, Trilha de Moto, Capoeira, Judô, Jiu-jitsu, Futsal, Voleibol, Handebol, Dominó e Futebol de botão.

Indústria[editar | editar código-fonte]

Comércio[editar | editar código-fonte]

O comércio é pequeno devido a falta de indústrias e de falta de recursos para serem aplicados na cidade, existe uma feira de rua aos sábados. As compras da população, costumam ser em Palmares-PE, por ser a cidade pólo da região.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Cana-de-açúcar, café, banana, mamão, mandioca, inhame, maracujá, acerola, milho, feijão e hortaliças.

Pecuária[editar | editar código-fonte]

Criação em pequena escala de gado de corte, vacas leiteiras, caprinos, ovinos e suínos.

Religião[editar | editar código-fonte]

Congregação Cristã no Brasil (Rua Maria das Dores, nr 4, Cultos 5N as 19:30hs), Católica, Assembléia de Deus Belém, Adventista do 7ª Dia, Assembléia de Deus Madureira, Aliança Com Deus, Deus é Amor, Evangelho Pleno e Brasil Para Cristo.

Apicultura[editar | editar código-fonte]

Criação de Abelhas Italianas para o controle da safra do maracujá em algumas propriedades rurais.

Artesanato[editar | editar código-fonte]

Artesões locais sem organização realizam pequenas atividades isoladas em barro, tecidos, pintura, bordado e crochê.

Educação[editar | editar código-fonte]

1.640 Alunos na Rede Municipal de Educação e na Rede Estadual distribuídos nas escolas abaixo relacionadas: Escola Estadual José Ribeiro Caminha; Centro de Ensino Fundamental Ministro Renan Calheiros; Escola Francisca Barreto; Escola Edson da Gama Peixoto; Centro de Educação Infantil Julieta Odete de Barros; Grupo Escolar Sto Antônio (Fazenda Taquarassú); Escola Municipal Santa Catarina (Fazenda Belo Dia); Grupo Escolar Sebastião Luis de Melo (Fazenda Taquarí); Grupo Escolar Dom Pedro II (Fazenda S. João); Grupo Escolar Marechal Castelo Branco (Fazenda bom Sossego);

  • São 63 professores da Rede Municipal e 23 professores da Rede Estadual.

MEIO AMBIENTE O meio ambiente sofreu algumas modificações com relação as matas que foram desaparecendo, para dar lugar à plantação de cana-de-açúcar. O principal rio que banha o município, está altamente poluido, tornando-se um foco de contaminação para os moradores das áreas ribeirinha O riacho Pedra Branca que corta a cidade, recebe em suas águas dejetos sanitários, o que identifica a falta de saneamento básico; em períodos chuvosos as águas retornam, causando transtornos em residências próximas. O riacho Trincheiras abastece a cidade, suas águas estão sendo tratadas mas, já foi reservatório de caramujos.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.