Campo de gelo do norte da Patagónia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O campo de gelo do norte da Patagónia, situado no Chile (com centro próximo de 47°0′S, 73°30′O), é a designação da menor das duas porções remanescentes do manto de gelo da Patagónia, situado nos Andes. Encontra-se totalmente inserido no Parque Nacional Laguna San Rafael. O campo de gelo do norte da Patagónia é um vestígio do extenso manto de gelo que cobria grande parte da Patagónia há um milhão de anos.

Atualmente com os seus glaciares maioritariamente em regressão e com uma área de apenas 4 200 km², continua a ser a maior massa contínua de gelo situada fora das regiões polares. Mantém-se em grande medida devido à altitude em que se encontra (1 100 a 1 500 m), ao terreno favorável e ao clima marítimo fresco e úmido. O campo de gelo possui 28 glaciares de descarga, com os dois maiores - San Quintin e San Rafael - estendendo-se quase até ao nível do mar na costa do Oceano Pacífico. Os glaciares de descarga menores alimentam numerosos rios e lagos glaciares situados a oriente.