Canal inguinal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Canal inguinal
Gray1227.png
Front of abdomen, showing surface markings for arteries and inguinal canal. (Inguinal canal is tube at lower left.)
Gray1143.png
The scrotum. On the left side the cavity of the tunica vaginalis has been opened; on the right side only the layers superficial to the Cremaster have been removed. (Right inguinal canal visible at upper left.)
Latim canalis inguinalis
Gray assunto #258 1239
MeSH Inguinal+Canal

O canal inguinal é a passagem no interior da parede abdominal anterior na qual transitam, nos homens, o cordão espermático e, nas mulheres, o ligamento redondo do útero. O canal inguinal é maior e mais proeminente nos homens.

Limites[editar | editar código-fonte]

parede superior (teto):
Oblíquo interno
transverso abdominal
parede anterior:
aponeurose do músculo oblíquo externo
aponeurose do músculo oblíquo interno
(canal inguinal) parede posterior:
fáscia transversal
tendão conjunto
parede inferior (assoalho):
ligamento inguinal
ligamento lacunar

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Durante o desenvolvimento masculino, os testículos descem pelo canal inguinal até o abdômen, atingindo o escroto, a partir de seu ponto inicial perto dos rins.

Desordens[editar | editar código-fonte]

O canal inguinal raramente causa problemas médicos em mulheres devido ao seu tamanho reduzido. Em homens, pode ocorrer uma hérnia inguinal, na qual os conteúdos abdominais (geralmente o intestino) passam através da abertura do canal.

Elas podem ser hérnias inguinais diretas ou hérnias inguinais indiretas, dependendo se os conteúdos estão saindo diretamente pela parede abdominal, ou percorrendo o comprimento do canal inguinal, respectivamente.

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]