Canisso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Canisso
Informação geral
Nome completo José Henrique Campos Pereira
Também conhecido(a) como Canisso
Nascimento 1 de dezembro de 1965 (48 anos)
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Nacionalidade Brasil brasileira
Gênero(s) Punk rock
Hardcore punk
Forrocore
Metal alternativo
Rock alternativo
Ska
Reggae
Instrumento(s) Baixo elétrico, guitarra
Período em atividade 1985 – atualmente
Gravadora(s) Warner, independente
Afiliação(ões) Raimundos;
Rodox;
Detonautas Roque Clube;
Rockfellas
Página oficial www.raimundos.com.br

Canisso nome artístico de José Henrique Campos Pereira[1] [2] [3] (São Paulo, SP, 9 de dezembro de 1965) é um baixista brasileiro, célebre por ter feito parte da formação original dos Raimundos. Tocou também na banda de Rodolfo Abrantes, o Rodox. Em 2004, com o fim do Rodox, afastou-se por um tempo do cenário musical. Anos mais tarde, em 2007, retornou aos Raimundos inicialmente para um concerto, mas logo se fixa à banda.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Inicio[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Paulo, filho de advogados. Aos 9 meses foi com a família para Rio de Janeiro, onde residiram 3 anos. Depois desse período, mudam-se para Brasília,[4] onde Canisso fica até ficar mais velho, voltando para São Paulo novamente. Anos depois retorna à Brasília, onde passou maior parte de sua vida.[5] Um dos seus primeiros contatos com a música foi quando sua irmã comprou um violão e Canisso virou todas as cordas do violão, e com isso a sua irmã ficou muito brava, e proibiu ele de pegar o violão dela.[6] Canisso a partir dai só pegava o violão dela escondido, geralmente ele pegava o violão quando ela não estava em casa,[7] ele tinha que ir debaixo da cama dela, pegar a caixa e botar tudo direitinho depois pra que ela não desconfiasse. Desde pequeno era fissurado por música,[8]

Canisso tinha uma fita dos Beatles e ficava sempre tentando tocar as músicas deles,[9] uma das primeiras músicas que aprendeu no violão foi Day Tripper, dos Beatles. Ai mais pra frente com essa mania de tirar músicas de ouvido,[carece de fontes?] começaram a aparecer as bandas punks, inclusive perto de sua casa, Digão tinha em casa uma sala de ensaio, pois já tinha banda e tocava bateria, e junto com ele e Rodolfo, começaram a tocar Ramones, a partir dai já se tem a semente do que seria o Raimundos depois.[10] Canisso conheceu Digão meio sem querer,[11] Canisso estudava com o irmão de Digão, e Canisso foi um dia na casa de Digão a procura do irmão dele, nesse dia o irmão de Digão não estava, e Canisso já que o irmão dele não estava, foi falar com o irmão dele, que era o Digão, e os dois tinha gostos parecidos, e ficaram conversando a tarde inteira.[12]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Raimundos[editar | editar código-fonte]

Rodolfo decidiu chamar Canisso para tocar com eles, pois Canisso tinha um visual mais arrojado, e com a entrada deste, a banda foi levada um pouco mais a sério. A primeira apresentação da banda foi realizada na casa de Gabriel (cantor do Autoramas) durante a virada de ano de 1999, sendo que um dos presentes era Fred, que tornar-se aí então baterista. "O pai do Rodolfo usava um disco do Zenilton para abanar o churrasco", lembra Canisso. Rodolfo é padrinho de Mike, filho de Canisso. A banda depois do começou em 1987, acabou, e cada um foi pro seu canto. Canisso iniciou estudo de Direito na UnB e teve filhos. Digão deixou de tocar bateria por problemas auditivos e começou a tocar guitarra. Rodolfo por sua vez passou a cantar na banda Royal Street Flesh, a banda agora estava com todo mundo em seu lugar. O retorno se deu em 1992 com uma oportunidade em tocar em um bar de Goiânia. Como Digão havia passado para a guitarra a banda começou a procura por um baterista, chegando até a utilizar uma bateria eletrônica. Não obtendo bons resultados, recrutam Fred. No ano seguinte a banda gravou uma fita demonstrativa contendo Nega Jurema, Marujo, Palhas do Coqueiro e Sanidade, iniciando então divulgação pelo país. A banda passou a ser reconhecida pela mídia e por outras bandas, que começaram a convidá-los a tocar no Rio de Janeiro. Chegaram a abrir apresentações de Camisa de Vênus e Ratos de Porão no Circo Voador, além de uma temporada para o Titãs. Em 1994, lançam seu primeiro disco, intitulado apenas como Raimundos, pelo selo Banguela dos Titãs.

Mas o grande sucesso do álbum foi a balada pornô-erótica Selim, que impulsionou as vendas do disco e tornou a banda conhecida no país inteiro. Em 1995, voltam ao estúdio pra gravar Lavô Tá Novo, que sai pela gravadora Warner. O disco vende bem mais que o primeiro. E isso, somado com a participação da banda nos festivais Monsters of Rock e Hollywood Rock onde tocaram ao lado de grupos clássicos como Motorhead e Iron Maiden, consolidaram o nome Raimundos. Em 1996, com a morte dos Mamonas Assassinas, grande parte dos fãs da banda começam a acompanhar os Raimundos, o que aumenta o sucesso da banda entre as crianças. A banda chega até a se apresentar no Xuxa Park. Nesse mesmo ano lançam uma caixa com CD, história em quadrinhos e fita VHS chamada Cesta Básica. Em 1997 vão até Los Angeles para gravar Lapadas do Povo. O disco deixa de lado letras e melodias engraçadas, investe no peso e em letras mais sérias. Apesar das boas críticas, o disco acaba vendendo menos que os anteriores. Para piorar, em um show na cidade de Santos, litoral de São Paulo, um dos alambrados onde o público saía caiu, provocando a morte de oito pessoas e 67 feridos. A banda se abala com o ocorrido e cancela diversas apresentações. Em 1999 a banda volta ao sucesso com Só no Forévis, o disco mais vendido da banda. O disco emplacou vários hits nas rádios e na MTV. Para coroar a ótima fase, em 2000 a banda lança, no auge de seu sucesso, junto com a MTV, o MTV Ao Vivo, que foi dividido em duas partes.Em junho de 2001 após uma longa conversa entre os integrantes, o Raimundos anuncia seu fim. O principal motivo era a insatisfação de Arante . Dois meses depois, Fred, Canisso e Digão resolvem retornar com a banda. Lançaram o disco Éramos 4, que conta com canções de um concerto da banda com o ex-baterista do Ramones.

Saída da banda e outros projetos[editar | editar código-fonte]

Canisso permaneceu na banda depois da saída do vocalista Rodolfo, porém em outubro de 2002, logo após a gravação do álbum Kavookavala, deixou o grupo alegando desgaste natural por conta de desentendimentos internos e da agenda vazia. No ano seguinte substituiu temporáriamente o Baixista da banda Detonautas roque clube, fazendo alguns shows no lugar do baixista Tchelo, que havia quebrado a mão.[13] No final do mês de julho do mesmo ano Canisso recebeu o convite para ingressar na banda do ex-companheiro de banda Rodolfo,que havia montado o Rodox. Quase um ano depois de sair do Raimundos Canisso ingressa no Rodox, a banda se dissolveu quase um ano depois.[14] Depois de sua saída do Rodox, o baixista chegou a formar uma banda em São Paulo como vocalista, mas não chegaram a gravar nenhum registro nem se apresentar em público. Faziam parte do grupo, Johnny Monster, baixo (Daniel beleza e os corações em fúria), Ulisses Torelli guitarra (Hammer of Gods) e Leandro Leospa bateria (Rumbora). De volta à Brasília em 2006, Canisso é convidado a integrar a formação da banda Quebraqueixo, onde passa a tocar guitarra.

Volta ao Raimundos[editar | editar código-fonte]

No ano seguinte, 2007, com a saída do baixista da banda Raimundos, que na época era Alf , Digão fez o contato com Canisso, pra ver se queria voltar a integrar a banda, Canisso aceitou, a volta de Canisso á banda deu um gás a mais e fez que o grupo se reafirmasse mais ainda. [15] [16] Em meados do segundo semestre de 2008, surgiu o convite de fazer uma pequena tour tocando clássicos do rock com um time de músicos formado por Paul Di'Anno, ex vocal do Iron Maiden e Killers,Jean Dollabella baterista do Sepultura e Marcão,guitarrista do Charlie Brown, paralelamente ao Raimundos, ainda sobrou tempo pra resgatar uma antiga parceria com Telo, e juntamente com Mc Benzi na guitarra e Donni na bateria (posteriormente substituído por Pagy) surgia "ostil" ou "os~",que chegou a registrar em CD algumas músicas.

Equipamento[editar | editar código-fonte]

De baixo, Canisso usa basicamente dois Music Man Sting Ray e um G&L L-2000, além de um Rickenbacker.Recentemente um baixolão Fender foi incluído em seu set,que foi usado em uma gravação do Luau MTV. Para efeitos utiliza pedais como o Line 6, além de distorção da Boss bass overdrive, e, por vezes, um bass chorus e um equalizer, além de um sansamp direct box. Gosta do Line 6 bass pod, pois segundo ele simula vários amplificadores de baixo, e também tem versatilidade.[17] De amplificador tem usado um da Meteoro, valvulado; de caixa, prefire um set com 8 autofalantes de 10”.[18]

Baixos[editar | editar código-fonte]

  • 2 Music Man Sting Ray
  • 1 G&L L-2000
  • 1 Rickenbacker
  • 1 baixolão Fender
  • 1 Gibson Thunderbird IV (Baculejo - 2014)

Pedais de efeitos[editar | editar código-fonte]

  • BOSS ODB-3 Bass Overdrive
  • BOSS CEB-3 Bass chorus
  • BOSS GEB-7 Bass equalizer
  • LINE 6 Bass Floor POD
  • SANSAMP Bass direct box

Discografia[editar | editar código-fonte]

Raimundos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dissecando Artista: Canisso, dos Raimundos (4 de abril de 2012). Página visitada em 4 de abril de 2012.
  2. Baú do Canisso. Página visitada em 4 de abril de 12.
  3. Rodolfo encontra Digão e Canisso dos Raimundos em aeroporto (4 de abril de 2012). Página visitada em 4 de abril de 2012.
  4. Raimundos: dois pra lá, dois pra cá (6 de abril de 12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  5. [1] (6 de abril de 12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  6. Baú do Canisso (6 de abril de 2012). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  7. Agora é oficial: Canisso é o novo integrante do Rodox (6/4/12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  8. Rockfellas reúne ex-integrantes do Iron Maiden e Charlie Brown para tocar clássicos do gênero (06/04/12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  9. Rodox ganha reforço do baixista Canisso. Página visitada em 6/4/12.
  10. Canisso e Rodolfo juntos de novo. Página visitada em 6/4/12.
  11. Fora do Raimundos, Canisso é o novo baixista do RODOX (6/4/12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  12. Canisso agora toca com Rodox (6/4/12). Página visitada em 6 de abril de 2012.
  13. Entrevista - Marcelo de Paula Martins - Caio e Canisso - 2008 (6/4/12). Página visitada em 06 de abril de 2012.
  14. Entrevista exclusiva com Canisso (RAIMUNDOS) (06/04/12). Página visitada em 06 de abril de 2012.
  15. Canisso comenta Raimundos no SWU (4/4/12). Página visitada em 4 de abril de 2012.
  16. Canisso deixa os Raimundos (4/4/12). Página visitada em 4 de abril de 2012.
  17. [http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?id=804223 "É um privilégio tocar com o vocal do Iron Maiden", diz ex-Charlie Brown sobre novo projeto
    Marcão é integrante dos Rockfellas, que reúne Paul Di´Anno, ex-Iron, Canisso, do Raimundos, e Jean Dolabella, do Sepultura, para tocar clássicos do rock, empreitada por ter segundo capítulo]. Página visitada em 6/4/12.
  18. Rockfellas anuncia datas da turnê pelo Brasil (6/4/12). Página visitada em 6 de abril de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]