Capa (náutica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pôr à capa

Pôr à capa ou pôr ao través é uma mareação que permite imobilizar um veleiro com as velas desfraldadas apresentando o costado ao vento, pela amura o que o vai pôr a descair.

Princípio[editar | editar código-fonte]

Esta situação obtém-se com a vela grande caçada, a vela de estai aquartela e o leme completamente a barlavento (imagem). Assim o barco fica quase imobilizado com o patilhão praticamente de través. A estai aquartelada quer arribar mas estando em oposição à grande e ao lema (que pode ser mesmo preso a contra), e onde ambos querem orçar, sente-se como um ligeiro vai-vem constante devido às forças que se opõem 1 .

Manobra[editar | editar código-fonte]

Se o vento não é muito forte pode-se fazer passar manualmente o estai (ou o genoa) do mau lado ou então fazer um 360 sem tocar nas velas, e o estai vai automaticamente ficar a contra.

Homem ao mar[editar | editar código-fonte]

É a maneira mais segura de recuperar um tripulante que tenha caído à água, metendo a embarcação à capa a barlavento em relação à pessoa a recuperar no leito do vento, porque: 1) protege-a do vento, 2) a borda está mais baixa desse lado que a barlavento 3) o barco vai naturalmente derivar aproximando-se dela 1 .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.