Capela do Alto Alegre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}
Município de Capela do Alto Alegre
"Cidade da Gente"
Capela do Alto Alegre

Capela do Alto Alegre
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 17 de abril de 1912
Gentílico capelense
Prefeito(a) Joseney da Silva Santos (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Capela do Alto Alegre
Localização de Capela do Alto Alegre na Bahia
Capela do Alto Alegre está localizado em: Brasil
Capela do Alto Alegre
Localização de Capela do Alto Alegre no Brasil
11° 40' 04" S 39° 50' 16" O11° 40' 04" S 39° 50' 16" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Nordeste Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Serrinha IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte: Gavião e São José do Jacuípe; Sul: Pé de Serra e Pintadas;Leste: Nova Fátima; Oeste: Mairi e Várzea da Roça.
Distância até a capital 235 km
Características geográficas
Área 655,805 km² [2]
População 11 527 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 17,58 hab./km²
Altitude 412 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,599 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 33 304,710 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 612,54 IBGE/2008[5]
Página oficial

Capela do Alto Alegre é um município brasileiro do estado da Bahia. Localizado na Mesorregião do Nordeste Baiano e na Microrregião de Serrinha. Sua população segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2010 era de 11527 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

O município tem suas origens na “Fazenda Desabafo”, que se localiza na parte mais alta da mesma. Seu topônimo originou-se da junção de três elementos distintos: Capela por ter como marco de sua fundação a primeira missa realizada em uma pequena capela improvisada; do Alto, porque estava situada no ponto mais alto da Fazenda Desabafo. E Alegre, pelo fato de sua gente expressar atitudes de extrema alegria. Em decorrência desse fato e da forte discriminação sofrida, a cidade hoje possui dois cemitérios, um para os protestantes e outro para os católicos. Convém lembrar que nos dias atuais católicos e evangélicos vivem harmonicamente nesta sociedade uma prova disso é que já existe católicos enterrados no cemitério protestante.

Aspectos históricos[editar | editar código-fonte]

A fundação da cidade de Capela do Alto Alegre ocorreu aos 17 de abril de 1912, tendo como seu marco de fundação a primeira missa rezada pelo padre Manoel Maria, Pároco de Mairi. Tendo como protagonistas da história da cidade, o Sr. Joaquim Machado, sua esposa, a Srª Rosalina Gomes e seu filho adotivo o Sr. Cornélio Rodrigues dos Santos. IV. Aspectos Religiosos

Atualmente ao analisarmos a festa do padroeiro, Santo Antônio, devido à sua grande tradição, possível considerá-la como um bem imaterial do município. A imagem de Santo Antônio chegou à Fazenda Desabafo em 17 de abril de 1912, data em que foi celebrada a primeira missa. Desconhece-se o fato pelo qual a imagem de Santo Antônio foi trazida àquela fazenda. Sabe-se apenas que ela foi trazida de Salvador até a cidade de Mundo Novo; de lá veio em tropas de burro até Mairi e da cidade de Mairi, o Sr. Cornélio Rodrigues dos Santos, também tropeiro transportou a imagem até a Fazenda Desabafo. Sendo a partir de então introduzido como padroeiro de Capela do Alto Alegre.

As festas do padroeiro ganharam bastante destaque na cidade, visto que a cada ano era escolhido um morador da comunidade para organizá-la. A pessoa encarregada da festa recebia o título de presidente. Sendo o Sr. Donato Alves o primeiro a fazer parte deste grupo.

Por volta por ano de 1935 o Sr. José Gonçalves de Almeida Lima ouviu falar que alguém possuía um Novo Testamento, escrito raro e proibido na época para os moradores daquela vila. Este fato mudaria completamente a história religiosa da cidade.

Anos mais tarde isso resultaria no surgimento dos primeiros grupos do Cristianismo Protestantes de Capela do Alto Alegre e influenciaria na construção de uma nova cultura. Convém ressaltar que nos primeiros anos de instalação da nova prática religiosa os seus seguidores foram duramente perseguidos pela fundadora da cidade a Srª Rosalina Gomes a ponto levá-los para depor na delegacia de Feira de Santana, pois ela não aceitava a introdução dos cultos evangélicos e fazia questão de perseguido-los com intuito de por fim aos mesmos.Na década de 60, o município alcançou um certo desenvolvimento com o surgimento do sisal, sendo que a partir de 1980, desenvolveu, também, a pecuária leiteira. A partir da construção da estrada que liga Capela do Alto Alegre à BR 324, denominada Rodovia Lomanto Júnior, ligando Feira de Santana à Juazeiro, o povoado de Capela do Alto Alegre teve um relativo surto de prosperidade: facilitou o escoamento da produção de sisal e demais produtos agropecuários como: feijão, milho, farinha, mamona e leite.

Aspectos físicos[editar | editar código-fonte]

O município de Capela do Alto Alegre fica situado na Zona Fisiográfica de Feira de Santana. A sua sede municipal possui uma altitude de 412m, o ponto mais alto é de 489m e o ponto mais baixo é de 283m.

O município de Capela do Alto Alegre possui topografia ondulada, suave; possui solos Pdzôlico, Solódicos, Eutróficos e Solos Litólicos, com topografia suave e ondulada suave. CLIMA: Semi-árido com temperatura que varia de 20 a 34 °C., precipitação pluviométrica anual média de 653 mm. Período chuvoso bastante irregular, maior incidência nos meses de abril a junho e novembro a janeiro. De acordo com a classificação de e.e.u. Koeppen classifica-se como BSW “h”. VEGETAÇÃO: Vegetação natural de Caatinga, onde dominam os bioclimas de Graussen 46 th. (tropical quente de seca média). Caatinga hipoxerófila. Vegetação com formação caducifólia de porte variável, arbustivo ou aróico-arbustivo, de caráter xerófilo. Apresenta grande quantidade de plantas espinhosas, cactáceos e bromeliáceas, principalmente. RECURSOS HÍDRICOS Localiza-se na Bacia Hidrográfica do Paraguassu, especificamente na Bacia Hidrográfica do rio Jacuipe. O município é cortado pela Adutora de Sisal, originária na Barragem do São José do Jacuípe. A adutora possui “pontos de água” de 3 em 3 km com possibilidade de utilização suficiente para a região e município. RELEVO:Topografia ondulada, permitindo mecanização com práticas conservacionistas e parte de topografias, relevo forte-ondulado.

Aspectos políticos[editar | editar código-fonte]

No início de sua fundação, a cidade de Capela pertencia ao município de Riachão do Jacuípe. O primeiro plebiscito visando a emancipação política ocorreu em 25 de novembro de 1984. O desmembramento definitivo de Riachão do Jacuípe se deu através da Lei nº 4.409 de 19 de março de 1985. Até os dias de hoje foram 7 mandatos de prefeitos, sendo eleitos 6. O único prefeito a execer o cargo de rpeifeito por duas vezes foi o Sr. Osvaldo Fernandes de Araújo. Após a emnacipação política em 1985, houve o pleito eleitoral no mesmo com estes prefeitos eleitos: 1986 à 1988 - Honorino de Oiveira Costa 1989 à 1992 - Osvaldo Fernandes de Araújo 1993 à 1996 - Arismário Gomes de Oliveira 1997 à 2000 - Osvaldo Fernandes de Araújo 2001 à 2004 - Carlos de Oliveira Carneiro 2005 à 2008 - Lúcia Maria Nunes de Lima 2009 à 2012 - Claudinei Xavier Novato

Primeiro Prefeito[editar | editar código-fonte]

O primeiro representante do Poder Executivo foi o Sr. Honorino de Oliveira Costa, que tomou posse em 1 de janeiro de 1986. E no Poder Legislativo foi empossada como Presidenta da Câmara Municipal a Srª. Josabete Sapucaia Costa. Em 2004 foi eleita pela primeira vez na história política do município de Capela uma mulher para o cargo executivo, a senhora Lúcia Maria Nunes de Lima

Patrimônio material[editar | editar código-fonte]

Sendo patrimônio material o conjunto de artefatos que fornecem informações valiosas sobre o modo de vida de um povo, com a sociedade capelense também não diferente, pois a Igreja da Matriz e os demais Templos religiosos revelam características marcantes do modo de ser de seus habitantes no que se refere aos costumes religiosos. Ao observar com atenção os móveis de cada residência capelense é possível verificar estes são capazes de demonstrar a que cada grupo social pertence cada indivíduo ou família.

O Parque de vaquejada, as vestimentas de couro, os objetos de palha como: o chapéu, a esteira, as vassouras e as peneiras feitas com o caule de uma planta chamada ariri explica em partes o fato da localidade possui um grande número de habitantes na zona rural.

O artesanato como as panelas, potes, moringas e demais objetos feito de argilas revelam entre outras coisas o hábito de cozinhar nas populares panelas de barro e no fogão a lenha.

A estrutura de edifícios como a Câmara Municipal, as Escolas, a Prefeitura e a casa onde é localizada a batedeira de sisal identifica a cidade com tipicamente nordestina.

Existem ainda dois postos de saúde, uma quadra poliesportiva, um sindicato de trabalhadores rurais, um Hospital administrado por uma associação chamado "São Lucas".

Patrimônio imaterial[editar | editar código-fonte]

Ao analisar manifestações culturais como o boi-roubado, o rei de moça, o samba de roda. È possível perceber que existem fortes laços de solidariedade entre os seus moradores, além da capacidade de contar sua própria história de vida usando literatura de cordel.

Ao observarmos as festas do padroeiro, procissão até um monte na sexta-feira da paixão de Cristo verifica-se que a comunidade ainda conserva traços marcantes do início de sua fundação. Por outro lado, as músicas evangélicas da dupla Rudiney e Ruan acabam revelando a influência do Cristianismo Protestante na cidade e fazendo de Capela do Alto um ícone de diversidade cultural.

Patrimônio natural[editar | editar código-fonte]

Sabe-se que a patrimônio natural de uma sociedade é um bem extremamente valioso, pois é o espaço onde o homem organiza e atribui significados à sua ação social. Partindo desse princípio pode-se considerar que o Monte usando nas procissões e tombado, é bem valioso para a comunidade capelense visto que apresenta grande quantidade de vegetação nativa e as rochas que caracterizam a paisagem local.

As batedeiras de sisal[editar | editar código-fonte]

Construídas por volta do ano de 1964, eram tidas na época como símbolo de desenvolvimento econômico. Nelas fabricava e transportava o sisal. Eram também geradoras de renda. Entraram em decadência devido à comercialização de outros produtos mais aceitáveis do que o sisal, como o polietilênio.

O Açude[editar | editar código-fonte]

Foi construído no ano de 1954, tendo como principal responsável o padre Urbano de Conceição do Coité. No início de sua construção servia para abastecer a cidade, hoje após a chegada da água canalizada, tornou-se um depósito de esgoto e lixo.

Parque de vaquejada[editar | editar código-fonte]

O primeiro Parque de Vaquejada foi construído em meados da década de 70, por Sr. Apelidado por Dé Ferreira. Sua finalidade principal era proporcionar a união entre os vaqueiros e preservar esta manifestação cultural.O mais recente Parque de Vaquejada da cidade foi construído em 1987 pelo Sr. Honorino Oliveira Costa, recebeu o nome de Parque Antonio Dionísio de Oliveira em homenagem um vaqueiro.

O monte[editar | editar código-fonte]

O monte é um o único bem tombado que a cidade possui. A pequena capela e a cruz ficada na parte mais alta do mesmo é símbolo da presença do catolicismo na cidade. A cruz foi trazida por um grupo de missionários que passaram pela localidade chamados de “Santa Missão” por volta do ano 1922.

As cantigas de roda[editar | editar código-fonte]

Eram cantadas tanto por crianças, jovens e velhos como forma de diversão. Geralmente quando a cidade não tinha energia elétrica. Quanto a sua origem sabe-se apenas que foram trazidas pelos antepassados.

A festa da colheita[editar | editar código-fonte]

Essa festa acontece no mês de Novembro e tem como objetivo principal agradecer a Deus pelas colheitas, onde são ofertados vários produtos da terra como milho, feijão, mandioca, batatas... A primeira festa da colheita aconteceu em 1995 e sua continuidade tornou-se tradição. A festa acontece da seguinte forma: cada povoado do município realiza apresentações folclóricas características do mesmo.

As festas do padroeiro: Santo Antônio[editar | editar código-fonte]

Tem sua origem com a chegada da imagem de Santo Antônio à Fazenda Desabafo em 17 de abril de 1912, data em que foi celebrada a primeira missa. Desconhece-se o fato pelo qual a imagem de Santo Antônio foi trazida àquela fazenda. Sabe-se apenas que ela foi trazida de Salvador até a cidade de Mundo Novo; de lá veio em tropas de burro até Mairi e da cidade de Mairi, o Sr. Cornélio Rodrigues dos Santos, também tropeiro transportou a imagem até a Fazenda Desabafo. Sendo a partir de então introduzido como padroeiro de Capela do Alto Alegre.

As festas do padroeiro ganharam bastante destaque na cidade, visto que a cada ano era escolhido um morador da comunidade para organizá-la. A pessoa encarregada da festa recebia o título de presidente. Sendo o Sr. Donato Alves o primeiro a fazer parte deste grupo.

O doce de batata de umbu

Segundo o doceiro Evaldo Nunes de Oliveira, que faz desta atividade sua profissão a mais ou menos trinta anos, o doce é bastante vendável e as pessoas costumam comê-lo acompanhado de requeijão. O doceiro afirma ainda que a produção não produz lucros suficientes para a sua sobrevivência, mas ajuda bastante no dia-a-dia. Curiosidade: o doce é feito apenas com água, açúcar e batata de umbu!

Boi roubado[editar | editar código-fonte]

É uma manifestação cultural que mistura trabalho agrícola, música e arte. Segundo informações fornecidas pelo Sr Rodrigo Oliveira Rios, o Boi Roubado é uma forma de trabalho coletivo, visto que um grupo de amigos da comunidade ao perceberem que um outro amigo necessita, por exemplo, capinar uma plantação e não tem recursos suficientes para realizar o serviço, dirigem-se de maneira secreta à casa deste. Tudo isso acontece de madrugada, quando o proprietário é surpreendido pelos fogos ou então tiros de espingarda. A partir desse momento começa a cantoria, baseada de músicas típicas da localidade, e após o amanhecer inicia-se o trabalho coletivo. Rei de moça

É uma apresentação musical realizada na véspera do Natal e início do ano novo. Para a realização da mesma precisa-se de um violeiro, ou sanfoneiro, além de três moças e três rapazes, aonde os três rapazes representam os três reis magos que estavam a procura do menino Jesus e as moças, as três Marias.

Vista aérea.

Dados do IBGE[editar | editar código-fonte]

A frota em 2006 era composta de 132 automóveis, 35 caminhões, 21 caminhonetes, 8 micro-ônibus, 374 motocicletas, 14 motonetas e 18 ônibus.PRODUÇÃO AGRÍCOLA em 2006 foi: 198 toneladas de feijão, 330 toneladas de milho, 83 toneladas de umbu (fruto). PECUÁRIA Em 2005: 24.561 cabeças de bovinos, 4.453 cabeças de suíno, 1.455 cabeças de eqüinos, 924 cabeças de asininos, 456 cabeças de muares, 4.181 cabeças de ovinos, 4.867 vacas ordenhadas com produção de 701 mil litros de leite.ESTATÍSTICAS DO REGISTRO CIVIL em 2005: 164 pessoas nascidas vivas, 28 casamentos, 46 óbitos, 4 divórcios. EMPRESAS em 2004: 4 indústrias de transformação, 1 de construção, 59 unidades de comércio, 1 alojamento e alimentação, 1 unidade de transportes, 5 unidades de intermediação financeira, 3 unidades de administração pública, defesa e seguridade social; 4 unidades de educação, 1 unidade de saúde e 56 outros serviços.

Praça do Kiosk.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 07 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.