Capitães de Abril

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Capitães de Abril
Capa do DVD.
 Portugal ·  Espanha
 Itália ·  França

2000 • cor • 123 min 
Realização Maria de Medeiros
Produção Javier Castro
Concha Díaz
Ricardo Evole
Produção executiva Alain Peyrollaz
Argumento Ève Deboise
Maria de Medeiros
Elenco Stefano Accorsi
Maria de Medeiros
Joaquim de Almeida
Frédéric Pierrot
Género drama
ficção histórica
Idioma português
Música António Victorino d'Almeida
Cinematografia Michel Abramowicz
Edição Jacques Witta
Lançamento 21 de abril de 2000
Orçamento 30 000 000 FRF
Página no IMDb (em inglês)

Capitães de Abril é um filme de drama e ficção histórica de 2000, realizado por Maria de Medeiros, uma coprodução entre Portugal, Espanha, Itália e França.[1] Foi a primeira longa-metragem de Maria de Medeiros como realizadora, tendo alcançado um assinalável sucesso na bilheteira portuguesa.[2]

A história do filme é baseada no golpe de estado militar que ocorreu em Portugal no dia 25 de Abril de 1974 e presta homenagem aos jovens soldados que resgataram a sua pátria desse tempo obscuro, destacando-se Salgueiro Maia.[1] [3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na noite de 24 para 25 de Abril de 1974, a rádio emite uma canção proibida: "Grândola, Vila Morena". Poderia apenas ter sido a insubmissão de um jornalista rebelde mas, na realidade, é um dos sinais programados do golpe de estado militar que vai transformar completamente o país, sujeito à ditadura do Estado Novo durante várias décadas, e o destino das colónias portuguesas em África e em Timor-Leste.

Ao som da voz do poeta e cantor José Afonso, as tropas insurgidas tomam os quartéis. Cerca das três horas da madrugada, marcham para Lisboa. Pouco depois do triste acontecimento militar no Chile, a Revolução dos Cravos distingue-se pelo carácter aventureiro, mas também pacífico e lírico do seu decorrer.

Estas 24 horas de revolução são vividas por três personagens principais: dois capitães e uma mulher que é professora de literatura e jornalista.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prémios[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Maria de Medeiros tinha apenas 9 anos quando decorreu a Revolução dos Cravos, a 25 de Abril de 1974. (Maria de Medeiros nasceu dia 9 de agosto de 1965 em Lisboa)
  • Maria de Medeiros disse: Sempre imaginei a Revolução Portuguesa como um filme de aventuras. Consultando longamente os verdadeiros protagonistas, sei que eles viram-se, nesse dia, ligeiramente como heróis de Hollywood. O cinema inspirou-se muito dos feitos históricos. Os Capitães de Abril assim marcados fortemente pela guerra, pareceu-me que era o "filme de guerra" como género que devia explorar, numa perspectiva necessariamente diferente, neste caso feminino.
  • O filme conta com a participação de cinco actores estrangeiros (de França, Espanha e Itália) que disseram as suas falas nas suas línguas originais. Embora aparentemente confuso, este trabalho deveu-se à excelente realização do filme. Para uniformização, as mesmas falas foram dobradas por atores portugueses.
  • O filme encontra-se também totalmente dobrado em espanhol, francês, italiano e inglês.

Referências

  1. a b Tiago Resende (25 de abril de 2014). Imagem & Revolução: 40 Anos de Abril – Ciclo Abril Sempre! Cinema7arte. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  2. Capitães de Abril Infopédia. Página visitada em 25 de abril de 2014.
  3. Otelo contesta filme «Capitães de Abril», de Maria de Medeiros Diário Digital (18 de maio de 2001). Página visitada em 25 de abril de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Capitães de Abril