Capital físico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

{{subst:s-fontes}

Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}

Em geral capital físico é uma referência a qualquer ativo não humano, feito por humanos e utilizado na produção. Frequentemente, este termo é utilizado num sentido que é uma combinação relativamente ambígua dos termos capital de infra-estrutura e capital natural que, por sua vez, são formas de capital econômico. O “capital físico” caracteriza-se pelas artes de pesca, as embarcações, os motores, os equipamentos de tratamento do peixe, as arcas isotérmicas, os locais de armazenagem, os cais e os molhes, os locais de desembarque, os centros e fornos de fumagem, os aparelhos para fazer gelo, etc.

Geralmente, a teoria tradicional via o capital como itens físicos, ferramentas, construções e veículos que são usados no processo de produção. Outros economistas vislumbraram formas mais amplas de capital. Por exemplo, o investimento em conhecimento e educação pode ser visto como a construção do "capital humano".

Algumas teorias utilizam os termos capital intelectual e capital do conhecimento que levam à certas questões e controvérsias. Em geral, o capital intelectual é aquele que produz um novo "direito sobre propriedade intelectual". Porém, qualquer um pode obter propriedade intelectual patentiando o trabalho de outro.

As classificações do capital que foram usadas em várias teorias econômicas incluem:

  • Capital financeiro, que representa obrigações, é liquidado comercialmente como dinheiro e é de propriedade de entidades legais. É uma forma de título de posse comercializado em mercados financeiros. O seu valor não é baseado na acumulação de dinheiro investido, mas na percepção do mercado nos ganhos futuros e no risco embutido.
  • Capital natural é inerente a sistemas ecológicos e protegido por comunidades para suportar a vida, com por exemplo, um rio que fornece água às fazendas.
  • Capital de infra-estrutura é o sistema não natural de suporte às atividades humanas (por exemplo, vestimenta, moradias, estradas, computadores) que minimizam a necessidade por seguridade social, instrução e recursos naturais. (Como a maioria deste capital é manufaturado, ele remete ao antigo termo capital manufaturado, mas alguns destes bens surgem da interação com o capital natural, portanto faz mais sentido descrevê-lo nos termos do processo de apreciação/depreciação, em contraposição à sua origem: muito do capital natural cresce enquanto o capital de infraetrutura deve ser construído e instalado.)
  • Capital humano surge do investimento em educação e conhecimento. A teoria do desenvolvimento humano reconhece que ele é composto de elementos relacionados a aspectos sociais e criativos.

o Capital social é o valor dos relacionamentos de confiança entre os indivíduos e a economia.

o Capital individual é inerente às pessoas e protegido por sociedades.

Apesar de ainda ser possível calcular a ideia de capital humano do ponto de vista macro economico como salário, ele é raramente (ou simplesmente não é) é usado no planejamenteo do investimento. O capital humano, é visto de maneiras diferentes por aqueles que acreditam que ele é fruto do investimento ou por aqueles que acreditam que ele é vítima da exploração.

Obras diversas descreveram os termos capital natural e social capital. Estes termos refletem um consenso que a natureza e sociedade funcionam de maneira similar. Em particular, eles podem ser utilizados na produção de outros bens, não são consumidos durante o processo de produção e podem ser melhorados (senão criados) pelo esforço humano.

Também existe literatura sobre o capital intelectual e a propriedade intelectual. Porém, cada vez mais se diferencia o significado de capital de investimento dos instrumentos para recuperação de direitos de patente, copyright e trademark.