Capoeiras (Florianópolis)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.


Capoeiras
—  Bairro do Brasil  —
Distrito Continente
Município Florianópolis
Área
 - Total Zona Sul
População
 - Total 19,323
Fonte: Não disponível


Capoeiras é um bairro do município brasileiro de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, situado na região continental da cidade e zona sul do município de Florianópolis.

História[editar | editar código-fonte]

Até o século XIX o bairro era formado por extensos campos de mata baixa, as capoeiras, e a partir do século XX começaram a surgir as primeiras residências ao longo da atual Rua Santos Saraiva. Comercialmente, esta rua representou a mais importante ligação entre Florianópolis e o restante do estado, além de permitir o acesso de viajantes vindos do continente até o bairro Estreito, onde eram embarcadas mercadorias que abasteciam o comércio da região central, como o Mercado Público. Consta também a presença de diversos matadouros no bairro, que vendiam carne bovina para o comércio da região central de Florianópolis. As denominações de "pasto do gado" e "matadouro" para alguns pontos de Capoeiras são originárias dessas funções, que foram comuns no bairro até os anos 1960. A partir desta década o bairro passou a receber diversos órgãos públicos estaduais e municipais, como os prédios da CELESC, TELESC, DAER, DNIT, Almoxarifado da Administração Estadual e o Ginásio de Esportes Saul Oliveira (Capoeirão). Assim começou o crescimento urbano do bairro, alavancado no fim da década de 1970 com a construção dos primeiros condomínios (Conjunto Residencial Excelsior I e II, Residencial Ilha de Creta e Residencial Santos Saraiva).

Vias Principais[editar | editar código-fonte]

O principal logradouro que atende o bairro é a Avenida Governador Ivo Silveira, concluída em 1970. Outras vias importantes do bairro são a Rua Santos Saraiva, Rua Prefeito Dib Cherem, Rua Waldemar Ouriques, Rua Vereador Nagib Jabor e Avenida Patrício Caldeira de Andrada. Também cruza o bairro, no sentido oeste-leste, um trecho da rodovia BR-282, que nos municípios de Florianópolis e São José recebe a denominação de Via Expressa.

Comércio, Serviços e Lazer[editar | editar código-fonte]

O comércio do bairro é dinâmico e nele se encontram lojas de grande porte, como:

-Supercenter Angeloni;

-Hipermercado Big;

-Havan;

-Shopping de Confecções Inter Fábricas.

Em Capoeiras estão também presentes serviços diversos, como o Hotel Itaguaçu, um dos mais antigos da região; o centro de telemarketing Execução Contact Center, que emprega cerca de 150 funcionários; a empresa de consulta em engenharia Iguatemi; a matriz da rede de postos de combustível Nienkötter; os clubes Sete de Setembro e Flamengo Esporte Clube; três escolas estaduais - Aníbal Nunes Pires, Edith Gama Ramos e Dayse Werner Salles, além do Colégio Lucaz, presente no bairro desde 1989. Um dos problemas do bairro é ausência de áreas de lazer, levando-se em conta o tamanho do bairro. São elas: Parque do Centro Comúnitário de Capoeiras, Praça Vereador Nagib Jabor e Praça Paulo Schlemper. Os moradores que vivem na parte oeste do bairro, na divisa com o bairro Campinas (São José), próximos ao Angeloni e ao Hotel Itaguaçu, têm como opção de lazer a Beiramar de São José, com ciclovias, parque infantil, cancha de bocha, equipamentos para alongamento e corridas, além do Centro Multiuso de São José.Um dos bares mais populares da região de Capoeiras é o Bar Metropol, que fica na Rua Campolino Alves,688.

População[editar | editar código-fonte]

De acordo com o censo realizado em 2000, o bairro Capoeiras é o segundo mais populoso do município de Florianópolis (ficando atrás apenas do Centro), contando com 19.323 habitantes. Há enorme expectativa de valorização dos imóveis do bairro com o término da construção da Avenida Beiramar de São José e a alteração do plano diretor do município, que será colocado em prática assim que as discussões sobre o Plano Diretor Participativo forem encerradas.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Existem dois times de futebol amador com sedes no bairro Capoeiras. São eles o Flamengo Esporte Clube, popularmente conhecido como Flamenguinho de Capoeiras, com sede no salão do clube com o mesmo nome. E o outro time é o Associação Recreativa e Cultural Metropol, o famoso Metropol, com sede no bar com o mesmo nome, o Bar Metropol. Os dois clubes não disputam mais campeonatos. O Flamenguinho marca amistoso com outros times amadores. O Metropol a partir deste ano, joga entre si. Os dois times jamais se enfretaram. O Flamenguinho foi fundado no dia 10 de junho de 1937, hoje está com 75 anos de fundação. Já o Metropol foi fundado no dia 27 de outubro de 1974, hoje com 38 anos de fundação. Balduíno, ex-jogador de futebol é o técnico do clube rubro-negro e já atuou várias vezes pelo Metropol. Os dois clubes jogam aos sábados no campo do Conselho Comunitário de Capoeiras (CCC), começando pelo Metropol e depois o Flamenguinho joga contra outros clubes. O Metropol assumiu com uma nova diretoria no ano de 2013, e a família Baron que sempre coordenou o clube desde a década de 1980, estava um pouco longe do clube nos anos de 2011 e 2012. Porém em março de 2013 a nova diretoria assumiu com o sobrinho do histórico presidente do clube, Carlos Alberto Baron e o filho do mesmo. E assim o Metropol em 2013 passou a jogar novamente contra outros adversários e pretende num futuro próximo disputar campeonatos de futebol amador na Grande Florianópolis. Após a posse da nova diretoria, o ARC Metropol deixou de lado a política de atuar apenas com jogadores veteranos, dando oportunidades a novos jogadores. Os dois times são muito famosos na comunidade, por serem um dos grandes da época de ouro do futebol amador da Grande Florianópolis, durante as décadas de 70 e 80 que sobreviveram com o tempo.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.