Carbon Disclosure Project

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Carbon Disclosure Project (CDP) é uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é criar uma relação entre acionistas e empresas focada em oportunidades de negócio decorrentes do aquecimento global.

Trata-se de um requerimento coletivo, um questionário, formulado por investidores institucionais e endereçado às empresas listadas nas principais bolsas de valores do mundo, visando obter a divulgação de informações sobre as políticas de mudanças climáticas.

Em 2007, a organização publicou os dados de emissões de 2400 das maiores empresas globais, responsáveis por 26% da emissão global de gases responsáveis pelo efeito estufa. Atualmente, o CDP representa investidores que, juntos, combinam US$57 trilhões sob seu controle.

Cenário[editar | editar código-fonte]

Recentemente, os acordos internacionais, como o Protocolo de Kyoto, revelaram-se polêmicos. Alguns governos, individualmente, se mostraram relutantes em determinar limites de emissão mais rigorosos, temendo que as grandes companhias deixassem o país e instalassem suas fábricas em locais com legislação mais branda. O Carbon Disclosure Project (algo em português como "Projeto de Carbono Divulgado") busca equacionar esse problema focando sua atenção na conscientização das empresas, em vez dos países. Assim, o CDP reúne investidores institucionais preocupados com aspectos relacionados ao impacto das empresas no meio-ambiente, como, por exemplo, a emissão de gás carbônico, a eficiência no uso de energia.

Algumas companhias são responsáveis por emissão de gases de efeito estufa em maior escala de que a soma de todas as atividades produtivas de um país. Por outro lado, há exemplos de companhias líderes que adaptaram seu modo de produção para se tornarem neutras em emissão de gases de efeito estufa, enquanto outras melhoram a eficiência de sua matriz energética.

Mecanismos[editar | editar código-fonte]

O CDP atua em 3.000 dentre as maiores corporações do mundo para ajudá-las a demonstrar que uma redução efetiva nas emissões de carbono pode ser feita conjuntamente com suas atividades produtivas. Estes esforços têm sido considerados em razão das relevantes instituições que apoiam o CDP – 315 investidores institucionais com US$57 trilhões sob controle. O CDP possui mais de 18 parceiros nas maiores economias do planeta que ajudam a divulgar o programa globalmente.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Muitos dos dados mencionados nunca foram coletados anteriormente. Estas informações são úteis para investidores, corporações e reguladores uma vez que os mesmos precisam estar preparados para tomar decisões levando em conta o risco corporativo de legislações governamentais futuras, possíveis processos judiciais e a percepção dos consumidores sobre os grandes emitentes de gases. Uma quantia estimada em U$$27 bilhões deverá ser despendida nos próximos 30 anos em desenvolvimento de novas tecnologias de consumo de energia (novas fontes de energia, combustíveis renováveis, etc). É vital que a tecnologia adotada seja a correta. Em particular:

  • dar maior prioridade para designs energeticamente eficiente nos novos projetos de capital;
  • declarar metas firmes para diminuir as emissões;
  • identificar novas oportunidades de negócios que produzam pouco gás carbônico;
  • precificar como, sob diferentes cenários, o preço das emissões carbônicas afetarão as alternativas econômicas de energia.

O processo de companhias tendo que responder ao CDP demonstra uma real mudança nas práticas de negócios resultando num uso mais racional de energia. Em muitos casos, isto leva a uma maior parcela de energia sendo suprida por fontes renováveis.

O CPD tem status de "organização filantrópica" através do Rockefeller Philanthropy Advisors, de Nova York e é registrado no Reino Unido.