Carbono alfa e beta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O carbono alfa em química orgânica refere-se ao carbono adjacente ao grupo funcional (o carbono é ligado a primeira posição, ou posição alfa, logo após o carbono que possui a função).[1] Por extensão, o segundo carbono é o carbono beta,[2] e assim por diante. Esta nomenclatura também pode ser aplicada para os átomos de hidrogênio ligados ao carbono. Um hidrogênio ligado a um carbono alfa é chamado de "hidrogênio alfa" (hidrogênio α), um de hidrogênio sobre a carbono beta é um hidrogênio beta, e assim por diante. Este padrão de nomenclatura é, por vezes considerado como não estando em conformidade com a nomenclatura IUPAC (que incentiva carbonos a serem identificados por números, não pela letras gregas), mas, apesar disso, continua a ser muito popular, sobretudo porque ela é útil para identificar a localização relativa do carbono para outros grupos funcionais (geralmente um carbonilo).

Exemplos e exceções[editar | editar código-fonte]

  • Um alfa-aminoácido deriva de um ácido carboxílico em que o grupo amino- está no segundo carbono. Exemplos: Alanina (ácido 2-amino-propanoico), Beta-alanina (ácido 3-amino-propanoico)
  • Uma alfa-olefina é um hidrocarboneto em que a insaturação ocorre entre o carbono 1 e o carbono 2. Exemplos: 1-Buteno

Referências

  1. "Hackh's Chemical Dictionary", 1969, pg. 30.
  2. "Hackh's Chemical Dictionary", 1969, pg. 95.