Caririaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Caririaçu
"Serra de São Pedro"
Bandeira de Caririaçu
Brasão de Caririaçu
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 18 de agosto
Fundação 20 de dezembro de 1938
Gentílico caririaçuense
Padroeiro(a) São Pedro
Prefeito(a) João Marcos Pereira (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Caririaçu
Localização de Caririaçu no Ceará
Caririaçu está localizado em: Brasil
Caririaçu
Localização de Caririaçu no Brasil
07° 02' 31" S 39° 17' 02" O07° 02' 31" S 39° 17' 02" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Sul Cearense IBGE/2008[1]
Microrregião Caririaçu IBGE/2008[1]
Região metropolitana Cariri
Municípios limítrofes Norte: Granjeiro e Várzea Alegre
Oeste: Farias Brito e Crato
Sul: Juazeiro do Norte e Missão Velha
Leste: Lavras da Mangabeira e Aurora
Distância até a capital 503 km
Características geográficas
Área 623,823 km² [2]
População 26 393 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 42,31 hab./km²
Altitude 713 m
Clima Tropical quente subúmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,578 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 107 559 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 4 069,12 IBGE/2011[5]
Página oficial

Caririaçu é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se na Região Metropolitana do Cariri. Sua população estimada em 2004 era de 27.998 habitantes, e em 2006 foi estimada em 28.996. De acordo com o Censo 2010, a cidade possui 26.393 habitantes.

É ainda a terra natal do famoso comerciante cearense Seu Lunga e do jurista e escritor Raimundo de Oliveira Borges.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Caririaçu vem do Tupi Cariri ou Kiriri (calado, taciturno) e Assú ou Açú ou (sufixo aumentativo), uma composição que significa Caladão. Sua denominação original era São José. Em agosto de 1876, foi elevado a categoria de vila com o nome "Serra de São Pedro", depois São Pedro do Crato (alusão à cidade mãe), São Pedro do Cariri, e desde 1943, Caririassú e por fim Caririaçu.[6]

História[editar | editar código-fonte]

As terras da serra de São Pedro eram habitadas pelos índios Kariri, Guari,[7] [8] antes da chegada das entradas no interior brasileiro durante o século XVII. Os integrantes das entradas, militares e religiosos, mantiveram os primeiros contatos com os nativos, estudaram todas a região dos Cariai, catequizaram os índigenas e os agruparam em aldeiamentos ou missões. Os resultados destes contatos e descobrimentos desencadeiaram notícias que na região tinha ouro em abundância e em seguida desencadeou-se uma verdadeira corrida para os sertões brasileiros, onde famílias oriundas de Portugal, sonhando com as riquezas de terras inexploradas e com a esperança de encontrar o minério, que as levariam a aumentar o seu patrimônio material, além de aumentar o seu prestigio pessoal com a corte portuguesa.

A busca do metal precioso, nas ribanceiras do Rio Salgado, trouxe para a região do Sertão do Cariri, a colonização e com consequência a doação de sesmarias, o que permitiu o surgimento de lugarejos e vilas. Ao redor da capelas de: São Francisco, São Pedro e Nossa Senhora do Carmo, criadas a partir do século XIX, surgiu o núcleo urbano que hoje chama-se Caririaçu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente entre os meses de setembro a novembro, mas bastante frio nos meses de junho a agosto. Semi-árido com pluviometria média de 1.170,4 mm [9] com chuvas concentradas de janeiro à abril.[10] No entanto, Caririaçu, por ser uma cidade serrana, tem um clima mais frio em relação às outras cidades da Região Metropolitana do Cariri.

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água fazem parte da bacia do Rio Salgado, sendo elas os riachos: Damião, do Jenipapeiro, do Jupari, dos CarneirosMunlugu, Oitícica, Rosário, Samambaia, São Lourenço e outros tantos. Existem ainda diversos pequenos açudes, sendo o maior o açude Manoel Balbino. Atualmente a sede do município é abastecida com as águas do Açude São Domingos.[11] [12]

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

As principais elevações são: Situado ao lado norte da Chapada do Araripe, possui dois tipos principais de solo: latossolo e sedimentar. As principais elevações são as serras: de São Pedro, do Boqueirão e Verde

Já a bacia sedimentar se caracteriza por formar aqüíferos, existem várias fontes de água espalhadas por toda a área da chapada.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação é bastante diversificada, apresentando domínios de cerradão, caatinga e cerrado.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em seis distritos: Caririaçu (sede), onde também se localiza a administração municipal,[13] Feitosa (Serrote), Valência, Miragem, Primavera (São Lourenço) e Cachoeirinha.[12] [13]

Os principais bairros da cidade são: Pernambuquinho, Mestre Neco, Abílio Unias, Paraíso, José Agostinho, Centro, Nossa Senhora de Carmo, Bico de Arara, Palestina, Cedron, Umari e Padre Cícero.[14]

Economia[editar | editar código-fonte]

A base da economia local é a agricultura de algodão arbóreo e herbáceo, banana, cana-de-açúcar, milho e feijão; pecuária: bovino, suíno e avícola; e uma indústria de perfumaria, sabão e velas.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Os principais eventos culturais são:

  • Festa do Padroeiro São Pedro (20 a 29 de junho)
  • Festa do Município e Vaquejada (18 de agosto)

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 20 de dezembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 20 dez. 2013.
  6. http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/.pdf
  7. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  8. Aragão, R. B, Indios do Ceará e Topônimios indiígenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  9. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  10. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  11. http://www.cprm.gov.br/
  12. a b SIRH/Ce - Sistema de Informações dos Recursos Hídricos do Ceará. Página visitada em 11 de Junho de 2010.
  13. a b http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/caririacu.pdf
  14. Análise sobre a população dos maiores bairros de Caririaçu

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.