Carla Maffioletti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Carla Maffioletti (Porto Alegre, 1980) é uma cantora de ópera brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Carla Maffioletti Soprano coloratura, violonista clássica, compositora, arranjadora e produtora musical.

Nascida em Porto Alegre,Brasil, Carla Maffioletti possui nacionalidades brasileira e italiana. Ela começou sua carreira de cantora, sob a orientação da renomada cantora lírica Neyde Thomas e graduou-se em violão clássico na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS ), Brasil. Com 15 anos de idade Carla viajava em turnê pelo Brasil e América do Sul com o pioneiro conjunto de violões Camerata Consort. De 1998 a 2000 estudou ópera e Música de Câmara com a professora Mya Besselink no Conservatório de Maastricht, na Holanda, onde vive desde então. Nos últimos anos esteve sob a orientação da famosa soprano americana Reri Grist, depois de uma participação bem sucedida no festival Münchner Singschule Festival, em Munique, Alemanha no verão de 2000.

Desde 2002, ela é solista do famoso violinista André Rieu e sua Orquestra Johan Strauss, executando memoráveis interpretações de árias de ópera e operetta como Olympia ( a boneca em Contos de Hoffmann, Adele (O Morcego)), Sylvia (A Princesa das Csárdás)), Gretel (João e Maria), entre outros. Com o André Rieu, Carla viajou em concertos pelo o mundo e cantou em lugares como o Radio City Hall (Nova York), Waldbühne (Berlim), Palácio Shönbrunn (Viena), Praça Vrijthof (Maastricht) Olympic Park (Seoul) e Fórum Internacional (Tóquio ) e Centro de Roger (Toronto), e gravou inúmeros CDs e DVDs que muitas vezes são transmitidos por canais de TV mais importantes em vários países.

Durante a temporada 2009-2011 Carla foi contratada pelo Teatro de Ópera de Gießen na Alemanha, onde cantou papéis como Papagena e Rainha da Noite (Flauta Mágica), Carolina (Il Matrimonio Segreto), Olympia (Contos de Hoffmann), Marja (Der Revisor ), Raven (Sigurd, the Dragon Slayer), Valencienne (A Viúva Alegre), Barbarina (As Bodas de Figaro), Meroë (Die Großmüttige Tomyris) e Maria-Luisa (Goya).

Em 2013 Carla Maffioletti foi contratada pelo Theatro de öpera de Lucerna na Suíça para o papel de Scintilla na ópera Satyricon de Bruno Maderna, considerado papel com a tessitura voval mais agúdo já escrito para um soprano coloratura, onde é necessário emitir vários Si bemois (acima do Fá da rainha da Noite de Mozart).

Além de seus compromissos de ópera recentes, Carla cantou papéis como Rossignol (L'Enfant et les sortiléges), Frasquita (Carmen), Angelique (Angelique), Inah (A Boiúna), sob a direção de Ed Spanjaard, Stulen Janeiro, Delamboye Enrico, Pleijers Emmanuel, Bellardi Tulio, CB Antônio Cunha, Bressan Ion e Marcelo Viotti.

Desde 2007 faz parte, como violonista, do conjunto de Bandolins"The Syrings" sob a direção de Annemie Hermans.

E em setembro de 2012, Carla produziu e seu lançou seu primeiro álbum solo"Blue Bird", onde canta árias de ópera, opereta, canções brasileiras, compositores como Puccini, Bellini, Delibes, Villa-Lobos, De Falla, entre outros. Os arranjos são todos originais e feitos por Carla em colaboração com Annemie Hermans para o Conjunto de bandolins "The Strings"e convidados especiais da Orquestra Johan Strauss de A. Rieu, e tem duas faixas mostrando Carla como violonista, na famosa Cavatina de Stanley meyers do filme O Franco Atirador e acompanhando a linda canção brasileira Azulão de Jayme Ovalle, que leva o títilo de seu álbum, Blue Bird.

No Brasil, Carla Maffioletti gravou 3 Cds importantes, Erudito I, com canções de Radamés Gnattali, Murilo Furtado e outros, Tudo Muda com canções de Flávio Oliveira e a primeira gravação da ópera A Boiúna de Walter Schultz Porto Alegre.

Além de suas atividades musicais, Carla participou de em peças teatrais, entre eles estão Medea, onde recebeu o prêmio de melhor trilha sonora original por sua composição, os premiados musicais Sentimental Journey e Jacobina - Uma balada Para O Cristo Mulher.

De ascendência italiana e neerlandesa,[1] quando era criança começou a tocar violino para depois mudar para guitarra clássica. Seus talentos eram tão notáveis que no início de sua adolescência ela já excursionava por todo o Brasil. Na universidade iniciou aulas de canto e rapidamente desenvolveu sua voz.

Multilingüística, Carla decidiu estudar canto no conservatório de música Conversatorium Maastricht, em Maastricht, nos Países Baixos, assim como fez sua amiga, Carmen Monarcha. Quando estudava na academia, ela chamou a atenção de André Rieu, que a contratou como vocalista para sua Johann Strauss Orchestra.

Referências

Discografia[editar | editar código-fonte]

2012 Carla Maffioletti's Solo CD Blue Bird

          André Rieu CD December Lights
          André Rieu DVD Home for Christmas         
          André Rieu CD-DVD Under The Starts - Live in Maastricht V

2011 Mannenkoor Sta. Caecilia Swijkhuisen Un Incontro Musicale

2009 André Rieu CD-DVD Ich hab’ mein Herz in Heidelberg verloren

          André Rieu DVD   Live in Maastricht 3
          André Rieu CD   You’ll never walk alone 

2007 André Rieu DVD Live in Vienna

          André Rieu CD-DVD  Im Wunderland

2006 André Rieu CD-DVD New York Memories

          André Rieu CD-DVD  At Schönbrunn Vienna

2005 André Rieu CD-DVD Songs from my Heart / The Home Coming

          André Rieu CD-DVD   Christmas Arround the World

2004 André Rieu CD-DVD Der Fliegende Holländer

2003 André Rieu CD-DVD Romantic Paradise André Rieu CD Live in Tuscany

2002 CD Tudo Muda Lieder von Flávio Oliveira

2001 CD A Boiuna Opern von Walter-Schulz Portoalegre

1996 CD Erudito I Lieder von R. Gnattali, M. Furtado, A. Garritano

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.