Carla Perez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Carla Perez
Nome completo Carla Aparecida Perez Soares da Silva
Nascimento 16 de novembro de 1977 (36 anos)
Salvador, Bahia
Nacionalidade Brasil brasileira
Cônjuge Xanddy
Filho(s) Camilly Victória
Victor Alexandre
Ocupação dançarina, apresentadora e cantora

Carla Aparecida Perez Soares da Silva (Salvador, 16 de novembro de 1977) é uma dançarina, apresentadora[1] e cantora brasileira. É casada com o cantor Xanddy (líder do grupo Harmonia do Samba), de quem adotou o sobrenome da Silva.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Aos quinze anos, Carla abdicou de seu baile de debutante para poder fazer um curso de manequim. Foi, porém, no ano de 1995, quando foi convidada para fazer parte do grupo musical Gera Samba, atual É o Tchan!, que Carla Perez começou a fazer sucesso. Em 1996, posou, pela primeira vez, para a revista Playboy, na capa da edição de outubro. Seria capa de duas outras edições: em abril de 1998 e em dezembro de 2000, além de um pôster em janeiro de 2001.

No ano de 1998, Carla Perez estreou como atriz, no longa-metragem Cinderela Baiana, dirigido e escrito por Conrado Sanchez. Em Cinderela Baiana, é narrada a trajetória de Carla Perez, desde sua infância pobre até o sucesso. Este filme foi o primeiro de Lázaro Ramos e Lucci Ferreira, além de Alexandre Pires, então namorado de Carla. Em 1999, Carla atuou no filme Xuxa Requebra.

Carla trabalhou por quatro anos no SBT apresentando os programas Fantasia com Carla Perez e Canta e Dança, Minha Gente. Também participou do programa humorístico A Praça é Nossa, no mesmo canal.

Após seu casamento com Xanddy, vocalista do grupo Harmonia do Samba, Carla passou a se dedicar ao público infantil e teve dois filhos: Camilly Victória e Victor Alexandre.

O grupo É o Tchan!, por sua vez, se tornou um fenômeno midiático dos anos 90. Surgiu em Salvador no começo dos anos 80. Em 2004, Carla chegou a participar de um DVD comemorativo dos 10 anos do grupo, quando reviveu sua fase de dançarina de axé ao lado de seus ex-colegas.

Carla Perez comanda o bloco carnavalesco Algodão Doce (voltada somente para crianças) e lançou seu segundo CD com participações especiais. No ano de 2007, Carla Perez lançou seu terceiro CD infantil, "Eletrokids", onde interpreta sucessos da Axé Music. Carla já ganhou oito vezes consecutivas o Troféu Dodô e Osmar, premiação baiana aos melhores blocos de carnaval.

De 2004 a 2007, Carla Perez participou, como apresentadora do Carnaval, da TV Bandeirantes, o Band Folia. Carla comandava as transmissões ao vivo de Salvador, ao lado de Otávio Mesquita e Otaviano Costa. Em 2008, recebeu convite da RedeTV! para apresentar os Bastidores do Carnaval.

Atualmente, apresenta um programa infantil, o Clube da Alegria na TV Aratu (afiliada da SBT na Bahia).[2] [3]

Referências

  1. [1]. Terra Networks. Terra.com.br.
  2. [2]. iG. Rd1.ig.com.br.
  3. [3]. R7.com. Entretenimento.r7.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Carla Perez
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.