Carlos Filipe de Orleães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pretendente
Carlos Filipe de Orleães
Prince d'Orléans.png
Nascimento 3 de Março de 1973 (41 anos)
Paris,  França
Título(s) reivindicados Duque de Anjou
Casa Real Orleães
Pai Michel Joseph Benoît Marie de Orléans
Mãe Béatrice de Pasquier de Franclieu
Cônjuge Diana Álvares Pereira de Melo, Duquesa de Cadaval
Filhos Isabel de Orleães

Carlos Filipe Maria Luís de Orleães (em francês: Charles-Philippe Marie Louis d’Orléans; Paris, 3 de Março de 1973), é filho do príncipe Miguel José de Orléans, ilho da França e conde de Evreux, e de Béatrice Pasquier de Franclieu. Ostenta o título de cortesia de duque de Anjou e é um descendente directo do rei Luís Filipe I de França, último monarca de França da Casa de Bourbon pelo ramo cadete da Casa de Orléans.

Educação e carreira[editar | editar código-fonte]

Carlos Filipe passou a infância e parte da sua adolescência na Espanha, onde os seus pais foram criados desde 1973. Estudou em Madrid. O ensino secundário foi realizado na França, no Colégio de Juilly e depois, na escola de ensino médio Carlos Magno, em Paris.[1]

Após o seu bacharelato, Carlos estudou Ciência Política e Relações Internacionais, na França e na Suíça. Após se graduar, ele começou a sua carreira no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e a sua primeira missão foi realizada durante a crise no Ruanda de 1994. Foi um dos responsáveis pela imprensa e da criação de infra-estruturas logísticas em campos de refugiados em Kigali.

Militar de carreira há mais de oito anos, trabalhou na Direcção de Relações Externas e foi nomeado chefe oficial de imprensa no Ministério da Defesa.

Em 2001, Carlos recebeu o posto de adido de imprensa da Presidência francesa da União Europeia para o Ministério dos Negócios Estrangeiros. Depois, em 2002, deixou o Departamento de Defesa e após ter-se pós-graduado em CELSA, participou na criação de um organismo consultivo de estudos na área da inteligência comercial e político-militar,[2] em Neuilly-sur-Seine.

Caridade[editar | editar código-fonte]

Em 2006, Carlos criou a Fundação Saint-Lazare, ligada à ordem do mesmo nome e financiada pela Sociedade Mundial, um think tank internacional cuja missão, inspirada pelo conde de Paris, é o de racionalizar a utilização da água.

Ele é também o fundador da associação Hannusia e padrinho da Associação Vesna Primavera da Ucrânia (criada pela cantora Ouliana Tchaïkowski), cujo objetivo é o de angariar fundos para a compra, entre outras coisas, de medicamentos e equipamento cirúrgico para os dois hospitais para as crianças vítimas da catástrofe de Chernobil, na cidade de Lviv..[3]

Casamento[editar | editar código-fonte]

Família real francesa
Orleanesa
Coat of Arms of the July Monarchy (1831-48).svg

SAR o Conde de Paris
SAR a Condessa de Paris

  • SAR a princesa Marie Isabelle
  • SAR o Conde de Clermont
  • SAR a princesa Blanche
  • SAR o Duque de Vendôme
    SAR a Duquesa de Vendôme
    • SAR o príncipe Gaston
    • SAR a princesa Antoinette
  • SAR o Duque de Angoulême
    SAR a Duquesa de Angoulême
    • SAR a princesa Thérèse
    • SAR o príncipe Pierre

Em 21 de junho de 2008, casou com Sua Ex.ª Dona Diana Álvares Pereira de Melo, 11ª duquesa de Cadaval.

Títulos reivindicados[editar | editar código-fonte]

  • 1973 - Actualidade: Sua Alteza Real, o príncipe Carlos Filipe de Orleães
  • 2004 - Actualidade: Sua Alteza Real, o duque de Anjou

Honras, Condecorações e Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 49.º Grande Mestre da Ordem de São Lázaro
  • Freeman da cidade de Kiev, na Ucrânia (2003).
  • Freeman da cidade de Praga, República Checa (2006).
  • Presidente honorário da Associação Unidade Capetiana e, como tal, um membro do júri para o Prémio Literário Hugo Capeto.
  • Medalha de Reconhecimento da Nação (como militar).
  • Medalha Overseas Mar (como militar).
  • Medalha comemorativa para a Antiga Jugoslávia (como militar).
  • Medalha de Defesa Nacional (para militares)
  • Medalha comemorativa para a Antiga Jugoslávia (NATO, como militar).
  • Medalha comemorativa para o Kosovo (a NATO, como militar).
  • Comandante do "fim da Rainha de Sabá" (Etiópia, como civil).
  • Comandante da "Ordem de São Stanislas" (Rússia, como civil).[4]

Referências

  1. Philippe de Montjouvent, «Charles-Philippe Marie Louis d'Orléans» dans Les Comte de Paris et sa descendance, Éditions du Chaney, p. 323.
  2. Ministère de la Défense
  3. Voir à ce propos: Les Manants du Roi
  4. Site officiel de Charles-Philippe

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Miguel José de Orléans, filho da França e conde de Evreux
Linha de sucessão ao trono francês (orleanista)
7.ª posição

1973 — presente
Sucedido por
Francisco de Orléans