Carlos María de Alvear

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos María de Alvear.

Carlos María de Alvear (Santo Ángel Guardián de las Misiones, Vice-Reino do Rio da Prata, hoje Santo Ângelo, 25 de outubro de 1789Nova Iorque, 3 de novembro de 1852) foi um militar e político argentino.

Filho de Diego de Alvear, fidalgo espanhol e de Maria Balbastro, seu nome de batismo foi Carlos Antonio del Santo Ángel Guardián.

Nasceu em território que pertenceu à Portugal pelo Tratado de Madrid (1750) (anulado posteriormente pelo Tratado de El Pardo (1761). Mas à época do nascimento (desde o Tratado de Santo Ildefonso (1777)), pertencia à Espanha. Posteriormente, voltou a ser português com o Tratado de Badajoz (1801) e após um período de questões, passou ao Brasil. Hoje está no município brasileiro de Santo Ângelo no Rio Grande do Sul.

Foi o segundo Diretor Supremo das Províncias Unidas do Rio da Prata, de 9 de janeiro de 1815 a 20 de abril de 1815, precedido por Gervasio Antonio de Posadas e sucedido por José Rondeau.

Iniciou seus estudos em Porto Alegre, e em 1804 viajou para a Espanha com a família. Em virtude de ataque de piratas, apenas chegaram ao destino ele e seu pai. Terminou sua formação em Londres. Mais tarde, prestou serviço militar na Espanha, na brigada de Carabineiros reais, participando de batalhas contra a França napoleônica. Em 1812 abraçou a causa da emancipação hispano-americana, indo para Buenos Aires somando-se a José de San Martín.

Participou da Guerra del Brasil ou Guerra da Cisplatina sendo o comandante na decisiva batalha do Passo do Rosário ou Ituzaingó, considerada a mais brilhante vitória de sua carreira. O desfecho desta batalha levou o conflito à Convenção Preliminar de Paz a desanexação da Província Cisplatina e a consequente independência do Uruguai.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FERNANDEZ LALANNE, Pedro. Los Alvear, Emecé Editores, Buenos Aires, 1980.
Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Carlos María de Alvear

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Gervasio Antonio de Posadas
Diretor Supremo das Províncias Unidas do Rio da Prata
9 de janeiro de 1815 — 20 de abril de 1815
Sucedido por
José Rondeau
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlos María de Alvear