Carlos Roberto Velho Cirne Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Cirne Lima.

Carlos Roberto Velho Cirne Lima, também referido como Carlos Cirne Lima (Porto Alegre, 1931) é um filósofo dialético contemporâneo brasileiro.[1]

Cirne Lima recebeu, em 1958, seu doutorado em Filosofia pela Universidade de Innsbruck, na Áustria, e tem lecionado Filosofia em Viena como professor visitante, e em Porto Alegre como professor titular na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e UNISINOS.

"A intenção do autor é tentar reconstruir um sistema neoplatônico de Filosofia que evite os erros cometidos por Hegel, o último dos grandes autores sistemáticos. O autor apóia-se em Hegel, sim, mas procura corrigir os erros entrementes apontados, especialmente o necessitarismo que perpassa todo o sistema, o esmagamento do indivíduo. Ele coloca a explicitação correta do que seja “contradição”" citado da contracapa do livro Depois de Hegel.

Filho de Maria Velho e do professor Rui Cirne Lima, irmão de Luís Fernando Cirne Lima, estudou no Colégio Anchieta, foi jesuíta e casou com Maria Tomaselli.[2]

Obras (lista parcial)[editar | editar código-fonte]

  • Depois de Hegel. Uma reconstrução crítica do sistema neoplatônico (2006)
  • Dialética e auto-organização (2003, organizador, com Luiz Rohden)- ISBN 8574311456
  • Nós e o Absoluto (2001, organizador, com R. C. Costa e C. Almeida)
  • Dialética para Todos (2005) CD-ROM feito em parceria com Alípio Lippstein, Maurício N.Santos, Carlos Dohrn e Maria Tomaselli
  • Dialética para Principiantes (1996)
  • Sobre a contradição (1993)
  • Realismo e Dialética. A Analogia como dialética do Realismo (1967)
  • Der personale Glaube. Eine erkenntnismetaphysiscshe Studie (1959)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.