Carman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Carman, (às vezes nomeado Carmun) na mitologia céltica irlandesa, é uma deusa guerreira, pertencendo ao povo de Fir Bolg, essencialmente conhecida pelos Dindshenchas[1] .

Ela tem três filhos que se chamam : Dian (a Violência), Dother (o Malfeitor) e Dub (o Preto). Vindos de Atenas, tentam se instalar na Irlanda, mas se batem em Tuatha Dé Danann, em que Carman destrói as colheitas usando de sua magia. Lug o deus supremo acompanhado de Aoi Mac Ollamain, Bé Chuille e Crichinbel, são despachados por afrontar os invasores, Carman é feita prisoneira enquanto que seus filhos são expulsos da Irlanda. Ela acaba por morrer de tristeza. É o Fomoire Bres que cava seu túmulo em um carvalhal.

Seu nome se perpetuou em duas festas, uma em Wexford e a outra em Kildare.

Nota[editar | editar código-fonte]

  1. Existem duas versões deste texto mitológico cujo o título significa « História das fortalezas ». O Dindshenchas métrico, a versão mais longa, é resultado de vários manuscritos, o Dindshenchas de Rennes está em prosa