Carnaval de Belém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Carnaval de Belém é um evento da cidade de Belém do Pará, no Brasil.

Tem como ponto alto os desfiles de escolas de samba[1] , mas também participam blocos afro como os da Bahia. No passado, havia também o concurso de ranchos, tendo um deles, o Rancho Não Posso Me Amofiná, posteriormente se transformado em escola de samba,de costume a pessoas se atiram durante a festa sendo uma das mais antigas do Brasil em atividade [2] [3] [4] .

Ligas de carnaval[editar | editar código-fonte]

LIESGE[editar | editar código-fonte]

A Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial foi uma entidade representativa de escolas de samba, responsável por organizar o Carnaval de Belém durante os anos de 2003 e 2004. Neste ano, a prefeitura de Ananindeua, cidade vizinha à Belém passou a organizar um desfile alternativo ao da capital, e um grupo de escolas dissidentes da ESA decidiu disputá-lo, criando uma divisão no concurso da cidade. Em seu primeiro ano de duração, o desfile da LIESGE não teve avaliação, por falta de jurados. Já em 2004, a vencedora foi a escola A Grande Família e junto com ela, participaram do desfile realizado em Ananindeua as seguintes agremiações: Acadêmicos da Pedreira, Bole Bole e Quem São Eles. depois de dois anos de disputas paralelas, em 2005 o Carnaval foi reunificado, e a LIESGE, extinta.

Notas

  1. O Liberal. Carnaval de rua retorna à Cidade Velha - 05/02/2006. Visitado em 1º de fevereiro de 2009.
  2. Portal ORM. Bloco afro abre carnaval de Belém e Ananindeua. Visitado em 1º de fevereiro de 2009.
  3. Prefeitura Municipal de Belém. Escolas cantam Amazônia no Carnaval de Belém. Visitado em 1º de fevereiro de 2009.
  4. Carnaval na Amazônia - Sete escolas desfilam na Aldeia. Visitado em 15 de fevereiro de 2010.