Carolina de Vasa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carolina da Saxônia
Rainha consorte da Saxônia
Princesa da Suécia
Governo
Reinado 23 de outubro de 1873 - 19 de junho de 1902
Consorte Alberto I da Saxônia
Antecessor Amélia Augusta da Baviera
Casa Real Holstein-Gottorp
Wettin
Vida
Nome completo Carolina Frederica Francisca Estefânia Amélia Cecília
Nascimento 5 de agosto de 1833
Viena, Áustria
Morte 15 de dezembro de 1905 (72 anos)
Dresden, Reino da Saxônia
Pai Gustavo da Suécia
Mãe Luísa Amélia de Baden

Carolina Frederica Francisca Estefânia Amélia de Vasa-Holstein-Gottorp (em alemão: Karoline Friederike Franziska Stephanie Amelie Cecilie von Wasa-Holstein-Gottorp), foi princesa da Suécia e, pelo casamento, última rainha consorte da Saxônia [1] [2] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Carolina de Vasa quando jovem.

Carolina, mais conhecida como Carola, era a filha de Gustavo de Vasa, ex-príncipe herdeiro da Suécia, e da princesa Luísa Amélia de Baden. Seu avô foi o rei Gustavo IV Adolfo, deposto por um golpe de Estado em 1809. Em virtude do exílio de sua família, Carolina nasceu no Palácio de Schönbrunn, em Viena [2] .

Na década de 1850, ela foi considerada uma das mais belas princesas reais da Europa. Carolina tinha muitos pretendentes e cogitou-se casá-la com Napoleão III de França, seu primo por parte de sua avó materna, a princesa Estefânia de Beauharnais, filha adotiva de Napoleão I [3] . Seu pai, entretanto, foi contrário ao casamento, devido à instabilidade política da França e à disputa histórica sua dinastia com a monarquia de Napoleão. Vinte anos depois, quando Napoleão III foi deposto, seu pai teria comentado: "Eu previ corretamente!"

Casamento[editar | editar código-fonte]

Em 1852, contra a vontade de seu pai, Carolina converteu-se ao catolicismo [3] . Casou-se em Dresden, em 18 de junho de 1853, com o príncipe Alberto, herdeiro do trono da Saxônia [2] . O casal não teve filhos. Seus herdeiros mais próximos, eram: pelo lado paterno, Frederico II, Grão-duque de Baden e, pelo lado materno, o rei Carlos I da Romênia.

Já como princesa-herdeira consorte, Carolina começou a atuar em questões sociais, tarefa que ela continuaria como uma rainha. Em 1866, ela visitou os hospitais de campanha saxões em Viena, onde ficou conhecida como boa samaritana. Em 1867, ela fundou a "Comissão Alberto", que contribuiu com os cuidados médicos ao exército alemão durante a guerra de 1870-71 [3] . Por seu trabalho, ela foi condecorada com a Ordem de Luísa da Prússia e a Ordem de Sidônia da Saxônia.

Rainha da Saxônia[editar | editar código-fonte]

Em 1873, seu marido foi coroado rei, como Alberto I. Em 1884, por intermédio de Carolina, a deposta Casa de Vasa fez as pazes com a reinante Casa de Bernadotte, permitindo que os restos mortais de seu avô, Gustavo VI Adolfo, seu pai e seu irmão, fossem trasladados para Estocolmo e sepultados na Cripta Real de Riddarholmen [3] . Em 1888, Carolina e Alberto fizeram uma visita oficial à Suécia.

Morte[editar | editar código-fonte]

Carolina morreu em Dresden, em 15 de dezembro de 1905, aos 72 anos de idade [2] . Responsável pela fundação de escolas, hospitais e instituições para idosos e deficientes, Carolina foi uma das mais populares rainhas da Europa [3] . Seu corpo foi sepultado na cripta real da Katholische Hofkirche, em Dresden [4] .

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
16. Adolfo Frederico da Suécia
 
 
 
 
 
 
 
8. Gustavo III da Suécia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
17. Luísa Ulrica da Prússia
 
 
 
 
 
 
 
4. Gustavo IV Adolfo da Suécia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
18. Frederico V da Dinamarca
 
 
 
 
 
 
 
9. Sofia Madalena da Dinamarca
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
19. Luísa da Grã-Bretanha
 
 
 
 
 
 
 
2. Gustavo de Vasa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
20. Carlos Frederico de Baden
 
 
 
 
 
 
 
10. Carlos Luís de Baden
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
21. Carolina Luísa de Hesse-Darmstadt
 
 
 
 
 
 
 
5. Frederica de Baden
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
22. Luís IX de Hesse-Darmstadt
 
 
 
 
 
 
 
11. Amália de Hesse-Darmstadt
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
23. Carolina de Zweibrücken
 
 
 
 
 
 
 
1. Carolina de Vasa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
24. Carlos Frederico de Baden (= 20)
 
 
 
 
 
 
 
12. Carlos Luís de Baden (= 10)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
25. Carolina Luísa de Hesse-Darmstadt (= 21)
 
 
 
 
 
 
 
6. Carlos de Baden
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
26. Luís IX de Hesse-Darmstadt (= 22)
 
 
 
 
 
 
 
13. Amália de Hesse-Darmstadt (= 11)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
27. Carolina de Zweibrücken (= 23)
 
 
 
 
 
 
 
3. Luísa Amélia de Baden
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
28. Claude de Beauharnais
 
 
 
 
 
 
 
14. Claude de Beauharnais
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
29. Marie-Anne Mouchard de Chaban
 
 
 
 
 
 
 
7. Estefânia de Beauharnais
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
30. Claude, Marquês de Lézay-Marnézia
 
 
 
 
 
 
 
15. Claudine Françoise Adrienne Gabrielle de Lézay-Marnézia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
31. Marie-Claudine de Nettancourt-Vaubécourt
 
 
 
 
 
 

Referências

  1. Suas possíveis sucessoras não chegaram a tornar-se rainhas: Maria Ana de Portugal, esposa de Jorge I, morreu em 1884, antes da ascensão de seu marido ao trono; e Luísa de Áustria-Toscana, esposa de Frederico Augusto III (sucessor de Jorge I), divorciou-se de seu marido em 1903, também antes de sua ascensão ao trono.
  2. a b c d Karola Vasa von Holstein-Gottorp, Princess of Sweden
  3. a b c d e Schimpff, George von. "Aus dem Leben der Königin Carola von Sachsen: zur fünfundzwanzigjährigen Regierungs-Jubelfeier Seiner Majestät des Königs und Ihrer Majestät der Königin". Leipzig: J.C. Hinrichs, 1898.
  4. Hofkirche - Dresden

Nota[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi elaborado a partir de tradução do artigo Carola of Vasa, da Wikipédia em inglês, que se encontrava nesta versão.
Casa de Wettin
Carolina de Vasa
Nascimento: 5 de agosto de 1833; Morte: 15 de dezembro de 1905
Precedido por
Amélia Augusta da Baviera
Coat of arms of Wettin House Albert Line.png
Rainha da Saxônia
18731905
Sucedido por
nenhuma