Carollia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCarollia
Carollia perspicillata comendo um fruto de Piper aduncum no sudeste do Brasil

Carollia perspicillata comendo um fruto de Piper aduncum no sudeste do Brasil
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Chiroptera
Família: Phyllostomidae
Subfamília: Carolliinae
Género: Carollia
Gray, 1838
Espécies
9, ver texto

Carollia é um gênero de morcegos da família Phyllostomidae[1] . São morcegos de pequeno porte (peso em torno de 15 g)[2] , que habitam principalmente florestais pluviais, mas também podem ser encontrados em vários outros tipos de ambiente, como cerrados, caatingas e restingas. Costumam ser muito abundantes em bordas de florestas ou em vegetação secundária. Todos os morcegos Carollia se alimentam principalmente de frutos [3] , mas eles também podem consumir outros alimentos, como néctar, pólen e insetos [4] , variando desde espécies estritamente frugívoras (como C. castanea) até espécies mais generalistas (como C. perspicillata) [5] . Os morcegos desse gênero são importantes dispersores de sementes de plantas pioneiras, especialmente da família Piperaceae (cava-cavas, jaborandís e outras) que inclui a pimenta-do-reino (Piper nigrum), sendo assim fundamentais para os processos de dinâmica e regeneração de florestas tropicais[6] . Costumam se reproduzir duas vezes ao ano, mas com maior intensidade na estação chuvosa [7] , e em geral têm apenas um filhote por gestação [2] .

Espécies[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Simmons NB. 2005. Order Chiroptera. In: Wilson DE, Reeder DM, editors. Mammal species of the world: a taxonomic and geographic reference. Baltimore: Johns Hopkins University Press. p 312-529.
  2. a b Cloutier D, Thomas DW. 1992. Carollia perspicillata. Mammalian Species 417:1-9.
  3. Lobova TA, Geiselman CK, Mori SA. 2009. Seed dispersal by bats in the Neotropics. New York: New York Botanical Garden Press. 465 p.
  4. Mello MAR, Schittini GM, Selig P, Bergallo HG. 2004. Seasonal variation in the diet of the bat Carollia perspicillata (Chiroptera : Phyllostomidae) in an Atlantic forest area in southeastern Brazil. Mammalia 68(1):49-55.
  5. Thies W, Kalko EKV. 2004. Phenology of neotropical pepper plants (Piperaceae) and their association with their main dispersers, two short-tailed fruit bats, Carollia perspicillata and C. castanea (Phyllostomidae). Oikos 104(2):362-376.
  6. Fleming TH. 1988. The short-tailed fruit bat: a study in plant-animal interactions. Chicago: The University of Chicago Press. 380 p.
  7. Mello MAR, Schittini GM, Selig P, Bergallo HG. 2004. A test of the effects of climate and fruiting of Piper species (Piperaceae) on reproductive patterns of the bat Carollia perspicillata (Phyllostomidae). Acta Chiropterologica 6(2):309-318.

Fontes adicionais[editar | editar código-fonte]

  • Fleming TH. 1988. The short-tailed fruit bat: a study in plant-animal interactions. Chicago: The University of Chicago Press. 380 p.
  • Pacheco V, Solari S, Velazco PM. 2004. A New Species of Carollia (Chiroptera: Phyllostomidae) from the Andes of Peru and Bolivia. Occasional Papers, Museum of Texas Tech University 236: 1-16.
  • Muñoz J, Cuartas-Calle C, Gonzáles M. 2004. Se describe una nueva especie de murciélago del genero Carollia Gray, 1838 (Chiroptera: Phyllostomidae) de Colombia. Actualidades Biológicas 26(80): 80-90.
  • Simmons NB. Order Chiroptera. In: WILSON, Simmons NB. 2005. Order Chiroptera. In: Wilson DE, Reeder DM, editors. Mammal species of the world: a taxonomic and geographic reference. Baltimore: Johns Hopkins University Press. p 312-529.
  • Solari S, Baker RJ. 2006. Mitochondrial DNA Sequence, Karyotypic, and Morpholoogical Variation in the Carollia castanea Species Complex (Chiroptera: Phyllostomidae), with Description of a New Species. Occasional Papers, Museum of Texas Tech University 254: i+1-16.
Ícone de esboço Este artigo sobre morcegos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.