Caronte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Interpretação do século XIX da travessia de Caronte, por Alexander Litovchenko.
Caronte ilustrado por Gustave Doré, para a Divina Comédia.

Na mitologia grega, Caronte (em grego antigo: Χάρων, transl. Kháron) é o barqueiro do Hades, que carrega as almas dos recém-mortos sobre as águas do rio Estige e Aqueronte, que dividiam o mundo dos vivos do mundo dos mortos. Uma moeda para pagá-lo pelo trajeto, geralmente um óbolo ou danake, era por vezes colocado dentro ou sobre a boca dos cadáveres, de acordo com a tradição funerária da Grécia Antiga.[1] Segundo alguns autores, aqueles que não tinham condições de pagar a quantia, ou aqueles cujos corpos não haviam sido enterrados, tinham de vagar pelas margens por cem anos. No mitema da catábase, alguns heróis - como Héracles, Orfeu, Enéas, Dioniso e Psiquê - conseguem viajar até o mundo inferior e retornar, ainda vivos, trazidos pela barca de Caronte.

Era filho de Nix, a Noite.

Referências

  1. Nunca nos olhos; todas as fontes literárias especificam a boca. Calímaco, Hécale, fragmento 278 in R. Pfeiffer, Callimachus (Oxford UP, 1949), vol. 2, p. 262; ordenado atualmente como fragmento 99 por A.S.D. Hollis, em sua edição Callimachus: Hecale (Clarendon Press, Oxford 1990), pp. 284f., do Suidas, tradução para o inglês online, especificando a boca, bem como Etymologicum Graecum ("Danakes"). Ver também Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, verbete "Charon" online, embora as evidências arqueológicas desmintam a afirmação de Smith de que todo cadáver recebia uma moeda; ver o artigo sobre o óbolo de Caronte.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.