Carta de Juramento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Carta de Juramento, como foi oficialmente publicada.

A Carta de Juramento (五箇条の御誓文, Gokajō no Goseimon, mais literalmente, o Juramento em Cinco Artigos) foi promulgada na entronização do Imperador Meiji do Japão em 7 de abril de 1868.[1] O Juramento delineava o foco principal e o curso de ação a ser seguido durante o reino do Imperador Meiji, preparando o cenário para a modernização do Japão. Ela permaneceu influente, menos no sentido administrativo do que no sentido de inspiração, por todo o Período Meiji e no século XX, e pode ser considerada a primeira constituição do Japão moderno.[2]

Notas

  1. Keene, p. 137. Outras traduções são vista na literatura especializada, como Juramento dos Cinco Artigos ou Juramento em Cinco Artigos .
  2. Keene, p. 340, "nota que pode-se "descrever o Juramento em Cinco Artigos como uma constituição para todas as épocas."

Referências[editar | editar código-fonte]

  • De Bary, William; Carol Cluck, and Arthur Tiedemann (eds.) [1958] (2005). Sources of Japanese Tradition, Vol. II: 1600 to 2000, 2nd edition, New York: Columbia. ISBN 0-231-12984-X.
  • Dower, John (2000). Embracing Defeat: Japan in the Wake of World War II. New York: Norton. ISBN 0-393-04686-9.
  • Jansen, Marius B. (2002). The Making of Modern Japan. Cambridge: Harvard. ISBN 0-674-00991-6.
  • Keene, Donald (2005). Emperor of Japan: Meiji and His World, 1852–1912. New York: Columbia. ISBN 0-231-12340-X.
  • McLaren, W. W. (1979). Japanese Government Documents. Bethesda, Md.: University Publications of America. ISBN 0-313-26912-2.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.