Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Castelo Augustenburg, a sede ancestral do ramo da família de mesmo nome.

A Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg (ou na sua forma portuguesa: Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Augustemburgo[1] ), criada em 1647 foi um ramo da Casa de Oldemburgo, importante família nobre do Norte da Alemanha e da Dinamarca e uma das mais influentes Casas Reais Europeias.

A casa de Augustemburg foi fundada a partir dos descendentes do Duque João III, O Moço, filho de Cristiano III da Dinamarca, quando Ernesto Günther de Schleswig-Holstein-Sonderburg recebe o ducado de Augustemburg, e detém propriedade sobre o Castelo de Sonderburg e o Palácio de Augustenborg.

Atualmente o Duque Francisco Óscar de Targino-Flensburg reivindica a chefia das Casas de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg e Holstein-Gottorp (linha Sueca). Entretanto, a Casa de Augustenburg está de fato extinta desde 1931.

Duques do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg[editar | editar código-fonte]

  • 1647 - 1689: Ernesto Günther, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1689 - 1692: Frederico, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1692 - 1731: Ernesto Augusto, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1731 - 1754: Cristiano Augusto, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1754 - 1794: Frederico Cristiano I, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1794 - 1814: Frederico Cristiano II, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg
  • 1814 - 1869: Cristiano Augusto, Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg

Duques do Schleswig-Holstein (pretendentes)[editar | editar código-fonte]

Com a extinção da casa de Oldemburgo em 1863, a casa de Augustenburg reclamou o titulo de Duques do Schleswig-Holstein. A petiçao deste titulo obteve reconhecimento da Prússia, pois a casa de Augustenburg desejava a posse do Schleswig-Holstein para uni-lo à Confederação Germânica, e não à Dinamarca.

Com a morte do Duque Alberto em 1931, o seu primo Óscar e o seu filho José Nicolau (descendentes do Duque Cristiano Augusto por via morganática) foi feito Duque de Targino-Flensburg, passando a chefiar a Dinastia e a reivindicar os títulos de Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg, embora devido à morganatização da Casa, o título de Duque de Schleswig-Holstein passou para a Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg.

Duques de Targino-Flensburg[editar | editar código-fonte]

e pretendentes: Duque do Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.