Casal de Cambra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde novembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
 Portugal Casal de Cambra  
—  Freguesia  —
Casal de Cambra está localizado em: Portugal Continental
Casal de Cambra
Localização de Casal de Cambra em Portugal
38° 48' 03" N 9° 13' 45" O
País  Portugal
Concelho SNT.png Sintra
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 2,40 km²
População (2011)
 - Total 12 701
    • Densidade 5 292,1/km2 
Código postal 2605 Casal de Cambra
Orago Santa Marta
Correio electrónico geral@casalcambra.com
Sítio http://www.jf-casalcambra.pt

Casal de Cambra é uma freguesia portuguesa do concelho de Sintra, com 2,40 km² de área e 12 701 habitantes (2011). Densidade: 5 292,1 hab/km². Tem por orago Santa Marta.

Foi elevada a vila em 12 de Junho de 2009.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Casal de Cambra foi, em séculos passados “grandes terras de pão”, e os seus terrenos eram cobertos por extensas searas.

Desde o século XV, a Quinta do Casal, como era denominada nessa época, pertencia à Infanta D. Beatriz, mãe de D. Manuel I.

Estas terras entraram posteriormente no século XVI na casa da Rainha e tomaram o nome de Câmara, destinando-se o rendimento dessas terras ao sustento da casa da Rainha.

Em 1583 é feito o primeiro assento de casamento e em 1587, a 9 de Janeiro, faz-se o assento do primeiro óbito.

A Ermida de Santa Marta (Casal de Cambra), existente nesta vila deve ter sido construída na última metade do séc. XVI[2] .

No Séc. XVII (1600 a 1700) cresce o povoado e divide-se esta Quinta em alguns casais.

Defende-se que o actual nome deste bairro se deve ao desenvolvimento mais significativo de um Casal no lugar da Câmara.

Casal de Cambra em 1940 era chamada de “ Casal de Camera”, “Lugar de Camera” ou “Casais de Camera”.

Surgiu devido à crise de habitação existente na altura e à pressão exercida pela grande cidade de Lisboa que ia empurrando as pessoas para a periferia.

Era uma propriedade rústica destinada à exploração agrícola e pecuária. O Bairro foi-se expandindo com a construção de carácter familiar e não com o aspecto comercial.

É de salientar que, em 1911 as águas de “ Casal de Camera “, depois de analisadas eram uma excelente água tonica, indicada para o tratamento de anemias, linfatismo e dispepsia. Em 1913 estas águas foram exploradas pela Empresa das Águas.

O nome inicialmente utilizado, “Casal de Camera”, passou a “Casal de Cambra” quando, passados muitos anos um homem foi registar uma bicicleta à Câmara de Sintra e em vez de escrever” Camera” escreveu “ Cambra”. Então, a partir daí esta localidade ficou a chamar-se “ Casal de Cambra “.

O loteamento clandestino que deu lugar ao actual bairro de Casal de Cambra iniciou-se em 1963 com a venda de uma grande propriedade em parcelas. Os novos proprietários, em 1968 procederam à subdivisão daquelas parcelas, dando-se início à construção clandestina. Os edifícios construídos foram essencialmente moradias com um e dois pisos destinados a habitação própria. Construíram-se algumas moradias para arrendamento e apareceram posteriormente edifícios de habitação colectiva com vários andares, normalmente construídos por emigrantes.

A recuperação do bairro iniciou-se em 1973, havendo em 1979 um trabalho intensivo para evitar o aparecimento de novas construções, enquanto o projecto se encontrava em elaboração.

Em 1982 iniciaram-se as seguintes obras de redes de abastecimento de água, esgotos e arruamentos.

Sendo Casal de Cambra um bairro clandestino, os seus moradores não tinham qualquer espaço colectivo. Assim, construíram um Edifício Social junto à Lagoa de Casal de Cambra. Esta Associação foi construída pelos moradores que trabalharam voluntariamente e deram os materiais de construção.

A população foi crescendo dia a dia e havia necessidade de recorrer com frequência à Junta de Freguesia de Belas. Começou então, a funcionar neste edifício um gabinete da Junta de Freguesia, onde o Presidente da Junta de Belas se deslocava duas vezes por semana para atender a população.

Alguns anos após esta construção, começou aqui a funcionar a 1ª Escola de Casal de Cambra pois já havia muitas crianças em idade escolar.

Em 1997 Casal de Cambra passou a freguesia, deixando de ser uma povoação da freguesia de Belas.

Referências

  1. Público. Portugal tem cinco novas cidades e 22 vilas. Publico.pt. Página visitada em 12 de junho de 2009.
  2. Leonor Rocha e Ana Daniela Espinha (1999). Ermida de Santa Marta (Casal de Cambra, Sintra) (em português). REVISTA PORTUGUESA de Arqueologia (volume 1, número 2). Página visitada em 25 de novembro de 2013.