Caso gramatical

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Casos gramaticais

Declinação

Casos gramaticais
Declinação por idioma
editar esta tabela

O caso gramatical de uma palavra é sua função dentro de uma frase, oração ou cláusula. Todas as linguagens distinguem os casos de alguma forma, mas costuma-se dizer que uma língua "possui" determinado caso quando esse acarreta mudanças morfológicas às palavras (flexões de caso gramatical, ou seja, declinações).

Formas de marcação[editar | editar código-fonte]

Conforme dito acima, todo idioma distingue casos, sendo que o que varia, na verdade, é a forma como a marcação de cada um desses casos é feita.

Declinação[editar | editar código-fonte]

No sentido mais estrito, declinação é a flexão de uma palavra, geralmente um nome (substantivo, adjetivo, pronome), que indica o caso em que essa palavra se encontra. O latim, o grego, o sânscrito, o esperanto e o inglês antigo são bons exemplos de línguas que possuem marcação de casos através de modificações no final das palavras.

Palavras auxiliares[editar | editar código-fonte]

Trata-se de classes gramaticais que agrupam ou reúnem palavras que, por si só, não possuem significado, mas que são importantes para a sintaxe. Encaixam-se nesta categoria as preposições e as posposições (também chamadas partículas), bem como as contrações, combinações e locuções prepositivas. Na maioria das línguas derivadas do latim, como o português, o espanhol, o francês e o italiano, bem como o inglês moderno, utilizam-se extensivamente das preposições.

Por outro lado, idiomas como o japonês e o coreano utilizam posposições para marcar os casos.

Exemplos de preposições[editar | editar código-fonte]

  • Português: de, a, ao, à, aos, para, a partir de, até, em, etc.
  • Inglês: of, of the, to, to the, for, from, until, on, in, at, etc.
  • Francês: à, de, pour, en, au, aux, chez, vers, avant, jusqu'à, dès, etc.
  • Espanhol: de, a, para, por, pero, adelante, puesto, hasta, con, etc.

Exemplos de posposições[editar | editar código-fonte]

  • Japonês: ga, ha (pronunciado "wa"), wo, e, made, kara, ni, de, etc.
  • Coreano: 가 (ga), 를 (reul), 로 (ro), 에 (e), 에서 (eseo), 의 (ui), 한테 (hante), etc.

Construções frasais[editar | editar código-fonte]

A grande maioria dos idiomas, senão todos, utiliza essa forma, sendo que muitos a utilizam de forma complementar, juntamente com a utilização da marcação das palavras ou dos casos gramaticais que foram contemplados com sistemas de declinação e/ou posposição.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Linguística

Divisões
Fonética | Pragmática | Fonologia | Morfologia | Sintaxe | Semântica | Lexicologia | Estilística
Tipos de linguística
Antropológica | Cognitiva | Gerativa | Comparativa | Aplicada | Geolinguística | Computacional | Histórica | Neurolinguística | Política linguística | Psicolinguística | Sociolinguística
Artigos relacionados
Preconceito linguístico | Análise do discurso | Aquisição da linguagem | Línguas A e B | Sistema de escrita | Ciência cognitiva | Estruturalismo | Etimologia | Caso gramatical | Figura de linguagem
Família de línguas | Filologia | Internetês | Lista de linguistas | Gramática | Língua de Sinais | Alfabeto | Eurodicautom | Língua e cultura | Semiótica
Atos da fala | Análise do discurso