Casseta & Planeta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Casseta & Planeta é um grupo humorístico brasileiro, criado com a fusão das turmas de duas publicações do Rio de Janeiro: a revista Casseta Popular e o tabloide O Planeta Diário que fazem humor acerca de temas do cotidiano.

Em meados dos anos 80 os trabalhos dos dois grupos convergiram (em jornais, revistas, discos, shows, livros e filmes) em uma mescla do nonsense do Monty Python com a sátira ao cotidiano do Saturday Night Live. Sua incorreção política é clássica: os Cassetas não poupam em suas gagues, diversos grupos étnicos, religiosos,minorias (sobram piadas de portugueses, judeus, políticos, homossexuais, bêbados, gaúchos, baianos, argentinos, entre outros) e sobre acontecimentos atuais.

O grupo fundou a empresa Toviassú Produções Artísticas (o nome Toviassú é um siglema composto pelas sílabas iniciais da frase Todo viado é surdo). Cada um dos seis membros tem uma função específica nessa firma.

O principal veículo do grupo foi o Casseta & Planeta, urgente!, seu extinto programa das noites de terça-feira na Rede Globo. O grupo também tem um website, lançou best-sellers e licenciou vários produtos --- por exemplo, o Machobol, uma paródia do frescobol.

História[editar | editar código-fonte]

Primórdios: Casseta Popular e Planeta Diário[editar | editar código-fonte]

Em 1978 os alunos da UFRJ Beto Silva, Helio de la Peña e Marcelo Madureira inauguraram a fanzine de humor Casseta Popular. Dois anos depois, a Casseta Popular foi transformada em tabloide, no mesmo ano em que Bussunda e Cláudio Manoel se juntaram ao grupo. Ao longo da primeira metade dos anos 80, o jornal é vendido em bares, praias e na noite do Rio de Janeiro.

Em 1984 ocorreu o show Casseta in Concert --- Coral Coro de Pica, o que seria o embrião da banda Casseta & Planeta.

Em dezembro do mesmo ano, Reinaldo, Hubert e Cláudio Paiva, ex-redatores do Pasquim, lançaram o tabloide mensal O Planeta Diário (mesmo nome do jornal em que Clark Kent trabalhava). Famoso por suas manchetes falsas (Papa bota ovo na missa do Galo, Governo faz reforma agrária no Sítio do Pica-Pau Amarelo, Simony arrebenta a boca do balão mágico), o Planeta chegou a vender 100.000 exemplares por edição—um número invejável para um jornal alternativo. Desde seu primeiro número O Planeta Diário contou com colaborações do grupo Casseta Popular.

Almanaque[editar | editar código-fonte]

Em 1986, com o apoio do Planeta Diário, foi lançada a revista Almanaque Casseta Popular, que ganharia fama com a irreverência de suas capas e seus temas absurdos. Nessa publicação, os grupos passaram a colaborar regularmente.

Em 1987 o O Planeta Diário entrou em acordo com a DC Comics e renunciou ao uso do nome Perry White. Os dois grupos se juntam na criação do influente Vandergleyson Show, especial humorístico de fim de ano da TV Bandeirantes. A parceria televisiva seria mantida no ano seguinte.

Rede Globo[editar | editar código-fonte]

A equipe criativa conjunta assinou contrato com a Rede Globo em 1988, tornando-se responsável pelo TV Pirata junto com Luís Fernando Veríssimo, Patrícia Travassos e outros redatores. Cláudio Paiva deixa o cargo de editor do Planeta para se dedicar ao programa; Hubert e Reinaldo seguem com o jornal.

Foi então lançado nacionalmente o conjunto musical reunindo os dois grupos (incluindo Mu Chebabi e Emanuel Jacobina), ainda chamado Casseta Popular & Planeta Diário. Em seguida, a Casseta Popular e o Planeta Diário uniram forças em apoio à "candidatura" do Macaco Tião para prefeito do Rio de Janeiro, que terminou a eleição em terceiro lugar, com 9,5% dos votos.

Disco, carnaval e Doris[editar | editar código-fonte]

Em 1989 o nome da banda foi reduzido para Casseta & Planeta por ocasião do lançamento do disco Preto com um Buraco no Meio. A banda ainda gravou mais dois álbuns (mas sem o sucesso do primeiro) e fez várias turnês pelo Brasil.

Em 1990, já sob a grife Casseta & Planeta, a turma faz a cobertura do carnaval para a Rede Globo, em sua primeira participação televisiva como grupo cômico.

Depois de poucos episódios da terceira temporada, TV Pirata foi cancelado, retornando ao horário nobre, com novo conceito, em 1992. Depois, em parceria com o diretor José Lavigne, o grupo apresentou o piloto de um novo programa, lançado no ano seguinte como Doris para Maiores.

Em 1991 a Rede Globo escalou o grupo para Doris para Maiores, apresentado por Doris Giesse, que misturava reportagens sérias e humor. Os Cassetas escrevem e atuam no programa, que durou apenas um ano.

Casseta & Planeta, Urgente![editar | editar código-fonte]

Em 1992 entrou no ar Casseta & Planeta, Urgente!, sequência do modelo de Doris para Maiores, apoiado no lema Jornalismo mentira, humorismo verdade.

A Casseta Popular e o Planeta Diário fundem seus esforços na mídia impressa criando a revista Casseta & Planeta, que foi publicada até 1995.

Em 1994 a ex-VJ Maria Paula substituiu Kátia Maranhão no posto de oitava casseta.

Site oficial[editar | editar código-fonte]

Em 1995, primeiro ano de operações comerciais da internet no Brasil, foi lançado o sítio oficial do Casseta & Planeta na Web.

Programa semanal[editar | editar código-fonte]

Em 1998, devido à boa audiência, a Rede Globo encurta o programa (de 60 para 30 minutos), transformando-o em semanal.

Filme[editar | editar código-fonte]

Em 2003 a revista Veja incluii o grupo em ranking dos artistas mais influentes do Brasil. Nesse ano foi lançado Casseta & Planeta: A Taça do Mundo é Nossa, o primeiro longa-metragem da turma, com participações especiais de Tony Tornado, Deborah Secco e Carlos Alberto Torres.

Morte de Bussunda e segundo filme[editar | editar código-fonte]

Bussunda faleceu na Alemanha durante a cobertura da Copa do Mundo de 2006. Em votação entre os telespectadores, Hubert foi eleito novo intérprete do presidente Lula. Foi lançado o filme Seus problemas acabaram!

Fim do programa de TV[editar | editar código-fonte]

Em 26 de novembro de 2010 o grupo anunciou o fim do programa Casseta & Planeta, Urgente!, depois de 18 anos no ar na Rede Globo. Em nota, a Tv Globo informou que a decisão foi tomada em conjunto entre a direção da emissora e os humoristas, que vão se dedicar a um novo projeto ainda não definido. O último episódio do programa foi ao ar em 21 de dezembro de 2010. Ainda segundo a nota, a Rede Globo informou que todos os integrantes do grupo humorístico decidiram dar início a projetos pessoais.

Casseta & Planeta Vai Fundo[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2011, o grupo voltou atrás e anunciou que em abril de 2012, o programa poderia voltar à programação da emissora em um formato totalmente diferente dos anteriores. Maria Melilo, vencedora da 11ª edição do Big Brother Brasil e a atriz Miá Mello entraram no lugar da apresentadora Maria Paula. O programa é renomeado como Casseta & Planeta Vai Fundo. O programa foi dirigido pelos próprios seis "cassetas", no lugar de José Lavigne, e não teve mais paródias de novelas e bordões. Houve também menos dramaturgia, mais ideias, animações, e será gravado em locações, fora do estúdio.

Novelas da Rede Globo parodiadas pelo Casseta e Planeta[editar | editar código-fonte]

Uma das marcas do Casseta e Planeta são as novelas da Rede Globo que são satirizadas pelo programa. Geralmente são as novelas das oito horas que são mostradas durante o programa.

1996[editar | editar código-fonte]

1997[editar | editar código-fonte]

1998[editar | editar código-fonte]

1999[editar | editar código-fonte]

2000[editar | editar código-fonte]

2001[editar | editar código-fonte]

2002[editar | editar código-fonte]

2003[editar | editar código-fonte]

2004[editar | editar código-fonte]

2005[editar | editar código-fonte]

2006[editar | editar código-fonte]

2007[editar | editar código-fonte]

2008[editar | editar código-fonte]

2009[editar | editar código-fonte]

2010[editar | editar código-fonte]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Outros:

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

A História Completa do Casseta & Planeta, Editora Abril, 3 volumes.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Casseta & Planeta