Castelo de Rastignac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada do Castelo de Rastignac.

O Château de Rastignac é um palácio rural da França, construído em estilo neoclássico entre 1812 e 1817 segundo desenhos do arquitecto Mathurin Salat (17551822), por vezes chamado de "Blanchard". O château fica localizado em La Bachellerie, próximo de Bordéus, na Dordonha. O edifício foi construído em calcário para o Marquês de Rastignac.

Entre os seus residentes conta-se Cléo de Mérode, rival de Sarah Bernhardt.

História[editar | editar código-fonte]

No lugar onde se ergue o actual palácio encontram-se traços de um château chamado de "Hospitium de Rastinhaco", o qual datava de 1483. Em 1572, este edifício foi incendiado como consequência da condenação dos seus proprietários, Raymond Chapt de Rastignac e os seus dois irmãos, devido aos episódios dos Grands Jours de Périgueux.

Na década de 1780,[1] o Marquês de Chapt de Rastignac pensou em reconstruir o palácio, tendo mandado fazer planos nesse sentido. No entanto, a Revolução Francesa, ocorrida em 1789, obrigou o aristocrata a fugir para Alemanha, em 1791, para evitar a guilhotina. O projecto só seria retomado duas décadas depois, já depois das Guerras Napoleónicas. Quando ficou concluído, o palácio foi decorado no estilo Império Francês.

No dia 30 de Março de 1944 as forças Schutzstaffel nazis (SS) em fuga tentaram destruir o Chateau Rastignac em retribuição à Resistência Francesa. Usando fósforo como acelerador, o incêndio deflagrou durante cinco dias. A colecção de quadros que o palácio continha desapareceu, então, totalmente. Apenas as paredes exteriores de calcário sobreviveram.

Por ordem datada de 16 de Janeiro de 1946, as fachadas do palácio, as áreas de serviço e o parque foram classificados como "Monumento Histórico".

Em 1952, o Château de Rastignac foi restaurado pelo arquitecto Froidevaux, dos Monumentos Históricos.

A reconstrução dos espaços interiores do palácio foi concluída em 2003, encontrando-se, actualmente, dividido em sete apartamentos residenciais, cinco no edifício principal e dois nas antigas cocheiras.[2]

O Château de Rastignac e a Casa Branca[editar | editar código-fonte]

A particularidade de o pórtico jónico semicircular do Château de Rastignac, em estilo palladiano, lembrar a fachada sul da Casa Branca (construida em 1829), em Washington, levou certos historiadores a especular sobre as influencias que cada edifício terá tido no outro. Alguns pensam que essa semelhança se deve a um desenho do arquitecto Charles-Louis Clérisseau, um amigo de Thomas Jefferson da época em que este era embaixador dos E.U.A em Paris.

Embora James Hoban, o arquitecto irlandês original da Casa Branca, nunca tenha visitado a região, o terceiro Presidente dos E.U.A., Thomas Jefferson, fê-lo em 1789.[3] Nessa ocasião terá visitado a Escola de Arquitectura, onde estava depositada uma cópia dos planos para o futuro Château de Rastignac, os quais Jefferson terá consultado, o que poderá ter influenciado no desenho da Casa Branca quando este regressou aos E.U.A.

Uma reportagem da TF1 que foi para o ar no dia 31 de Outubro de 2006 sustenta a tese de que o Château de Rastignac terá servido de modelo para a concepção da Casa Branca com base numa estadia de Jefferson durante a sua permanência na França. Este trabalho foi apoiado pela pesquisa de um historiador.

Referências

  1. Fonte: Société Historique et Archéologique du Périgord.
  2. Johnson, Michael. (15 de setembro de 2006). "A chateau fit for a president". International Herald Tribune.
  3. Our White House in France?.
  • Garrett, Wendell. Our Changing White House. Northeastern University Press: 1995. ISBN 1-55553-222-5.
  • Leish, Kenneth. The White House. Newsweek Book Division: 1972. ISBN 0-88225-020-5.
  • Penaud, Guy Dictionnaire des châteaux du Périgord. Editions Sud-Ouest: 1996. ISBN 2-87901-221-X.
  • Seale, William, The White House: The History of an American Idea. White House Historical Association: 1992, 2001. ISBN 0-912308-85-0.
  • The White House: An Historic Guide. White House Historical Association and the National Geographic Society: 2001. ISBN 0-912308-79-6.
  • The White House. The First Two Hundred Years, ed. by Frank Freidel/William Pencak, Boston 1994.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Castelo de Rastignac