Castelo de Ujazdów

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Castelo de Ujazdów (Polaco: Zamek Ujazdowski) é um castelo na região histórica de Ujazdów, entre o Parque de Ujazdów e o Parque dos Banhos Reais (Łazienki Królewskie), em Varsóvia, Polónia.

O castelo, visto do Canal Real…
… e vice versa.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro castelo no local foi eregido pelos Duques da Mazóvia, no século XIII.[1] Contudo, no século seguinte, a sua corte moveu-se para o futuro Castelo Real de Varsóvia, pelo que o castelo de Ujazdów foi praticamente abandonado.

No Século XVI, uma casa senhorial foi construída para a Raínha Bona Sforza.[1]

E foi a 12 de Janeiro de 1578, no Castelo de Ujazdów, que a tragédia em versos brancos The Dismissal of the Greek Envoys de Jan Kochanowski, foi inaugurada, durante o casamento de Jan Zamoyski e Krystyna Radziwiłł.[2]

boratynka - moeda no Castelo de Ujazdów, com o perfil do Rei Jan II Kazimierz.

As ruínas do castelo dos príncipes Mazovianos foram incorporadas na nova casa senhorial construída a mando do Rei Sigismundo III Vasa para o seu filho, o futuro Rei Władysław IV Vasa.[1] Contudo, existem poucas evidências de que o jovem príncipe teria usufruido da residência, pois passava grande parte do seu tempo na corte do pai.

Novamente negligenciado, em 1674 o castelo foi comprado por Stanisław Herakliusz Lubomirski e arrendado pelo Rei Augusto II, que mandou construir uma nova residência real.[1]

O castelo, incorporando muito das construções anteriores do local, foi construído pelo arquiteto e engenheiro do Séc. XVII Tylman de Gameren.[1]

Coordenadas[editar | editar código-fonte]

52° 13′ N 21° 02′ E

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e Zamek Ujazdowski www.warszawa1939.pl (em polaco).
  2. Warszawa w latach 1526-1795 (Varsóvia em 1526-1795), 1984, Edição Stefan Kieniewicz. ISBN 83-01033-23-1
Ícone de esboço Este artigo sobre um castelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.