Catarina Furtado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Catarina Furtado
Catarina Furtado PnC.jpeg
Nome completo Catarina Cardoso Garcia da Fonseca Furtado
Nascimento 25 de Agosto de 1972 (42 anos)
 Portugal, Lisboa.
Ocupação Apresentadora de Televisão; Atriz; Embaixadora de Boa Vontade do UNFPA; Presidente da Associação Corações com Coroa
Página oficial
Corações com Coroa
Assinatura
Assinatura da Catarina Furtado.png

Catarina Furtado nasceu no dia 25 de Agosto de 1972. Foi apresentadora de televisão no canal SIC até 2002. Em 2003 é contratada pela RTP onde se mantêm como um dos principais rostos da estação. Ao longo da sua carreira tem abraçado diversos projectos como atriz no teatro, cinema e na ficção para televisão. É autora de contos infantis, documentários para televisão e letras de canções. Desde 2000 exerce a função de Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA). É Fundadora e Presidente da Associação Corações com Coroa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento e formação[editar | editar código-fonte]


Catarina Cardoso Garcia da Fonseca Furtado, nasceu em Lisboa no dia 25 de Agosto de 1972. Filha de Joaquim Furtado, jornalista, e de Helena Furtado, professora. Passou a infância no bairro de Campo de Ourique e no Bairro Alto. Aos nove anos era uma criança tímida para quem era difícil falar com pessoas estranhas. Os pais procuraram no ensino artístico a solução para o problema - "Eu não queria, mas ela" - a mãe - "fez um acordo comigo: se fizesse uma audição para piano e dança e ficasse uma semana, podia desistir se não gostasse. Foi um truque, porque passado uma semana não conseguia sair."[2] Entre a música e a dança a Catarina escolheu o ballet e entrou para a Escola de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa ao mesmo tempo que frequentava o ensino regular no Liceu Passos Manuel, a escola no Bairro Alto onde o pai também havia estudado - "Eu e um grupo de colegas trazíamos a dança para as arcadas do Passos Manuel."[3]

Em 1990, completados os 8 anos de formação no Conservatório, ganha uma bolsa de estudo de dança do Centro Nacional de Cultura. Durante o ensaio geral para um espectáculo, em que era coreografa e bailarina, cai sobre uma das traves do cenário e sofre um traumatismo lombar que a obriga a parar por alguns meses. Recusando a inatividade, vê no prazer e na dedicação do seu pai ao jornalismo uma possibilidade para si. Por sugestão de Adelino Gomes, amigo chegado da família, decide inscrever-se no CENJOR, escola recém criada de jornalismo. No entanto esconde do pai a sua opção que, para espanto dele, só soube quando a filha concluiu os testes de admissão ao curso - "Mas apesar desta minha forma de lidar com o facto de ser filha do Joaquim Furtado, ele influenciou-me pela paixão com que sempre vivera o jornalismo, pela biblioteca enorme que ele tem, pela pesquisa, pela escrita, pelas viagens ao estrangeiro e voltar cheio de histórias para contar… era contagiante."[5] - Durante o curso conhece o Nuno Markl, humorista, que a acompanha no estágio profissional no Correio da Manhã Rádio onde ambos trabalham sob a direção do editor de informação João Adelino Faria.

Do inicio da carreira profissional até hoje[editar | editar código-fonte]

Ali ficou durante um ano, até fazer um casting para o programa Top+ da RTP. Apesar de ter sido escolhida, Catarina Furtado achou que não tinha o talento suficiente para fazer televisão e tentou desistir do projeto, mas foi demovida dessa intenção. Ficou no canal estatal durante um ano.

A convite de Maria Elisa, mudou-se para a SIC em 1992 para apresentar o MTV Portugal na SIC. Mas o sucesso e a fama, chegariam verdadeiramente no ano seguinte.

Em 1993, Catarina foi convidada para apresentar “Chuva de Estrelas”, programa que se tornou um fenómeno de popularidade, tornando-se líder de audiências. Catarina Furtado passou a ser um dos rostos mais populares da televisão portuguesa e ganhou o epíteto de “namoradinha de Portugal”. Após duas temporadas de “Chuva de Estrelas”, apresentou “Caça ao Tesouro” e “Uma Noite de Sonho”.

Contudo, Catarina Furtado ambicionava fazer uma carreira no mundo da representação e mudou-se para Londres, para estudar na London International School of Acting e no Actor’s Studio.

Apesar de ter estado radicada em Londres durante dois anos, Catarina não abandonou por completo a televisão portuguesa. Fez pontualmente reportagens para a SIC e regressou a Portugal sempre que necessário, para apresentar algumas das galas daquela estação, como os “Globos de Ouro“.

Voltou à apresentação em 1999, com “Pequenos e Terríveis”. Estreou-se nas telenovelas em 2001, recebendo logo um papel de protagonista em “Ganância”.

Também em 2001, Catarina Furtado foi nomeada embaixadora de Boa Vontade, do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA). Tornou-se assim a primeira mulher portuguesa a ser declarada embaixadora da ONU.

Catarina, já reconheceu em entrevistas a grande admiração que sente por Kofi Annan, o antigo secretário-geral da ONU, que ela considera o “lutar mais ativista da paz no mundo”.

Em 2002, conduziu o seu último programa na SIC. “Catarina.com”. Voltou à RTP em 2003, para apresentar um formato semelhante àquele que a atirou para o estrelado, a “Operação Triunfo”.

No canal público, para além de consolidar definitivamente o seu estatuto de estrela televisiva, Catarina Furtado tornou-se uma das profissionais mais bem pagas da televisão portuguesa.

Apresentou mais duas temporadas de “Operação Triunfo” e assumiu depois a condução do programa “Dança Comigo”, o qual teve que abandonar precocemente, devido a uma gravidez. Foi na ocasião substituída por Sílvia Alberto.

Quando a “Operação Triunfo” regressou para uma terceira temporada, todos os dados apontavam para o regresso de Catarina Furtado à apresentação do programa, mas uma nova gravidez da apresentadora acabou por abrir, novamente as portas a Sílvia Alberto.

Nos últimos anos, apresentou programas como “Dá-me Música”, “Quem tramou Peter Pan?” e “A Voz de Portugal” e foi protagonista das séries “Liberdade 21″ e “Cidade Despida”.

No cinema, a carreira de Catarina Furtado começou em 1990, com uma curta aparição em “‘Non’, ou A Vã Glória de Mandar”. Prosseguiu depois com alguma intensidade, a partir de 1994, ano em que participou na curta metragem “O Assassino da Voz Meiga”, juntamente com Vítor Norte e Sofia Leite.

Em 1995, entrou em “Amor & Alquimia”, uma curta metragem de Fernando Fragata, na qual representou ao lado de Rui Poças e Diogo Infante.

Em 1997, entrou nas curtas “Drinking & Bleeding” de Leonard Whybrow e “Killing Time” de Alexander Finbow. No mesmo ano, entrou ainda na produção televisiva “Fatima”, juntamente como Joaquim de Almeida e Diogo Infante. No ano seguinte, participou em “Siamese Cop”, “Longe da Vista” e “Sweet Nightmare”.

Em 1999, entrou em “O Anjo da Guarda”. No ano seguinte, figurou em duas produções televisivas: a comédia “O Lampião da Estrela” e “A Noiva”.

Entre 2001 e 2010 a sua produção cinematográfica decresceu e participou apenas em: “Teorema de Pitágoras” (2001), “Maria E as Outras” (2004), “Love Online” (2005) e “Animal” (2005).

Apesar de ter namorado vários anos com o conhecido músico João Gil, Catarina sempre defendeu a sua privacidade. A relação chegaria ao fim em 2004, mas dela resultou uma das mais famosas canções dos Ala dos Namorados, “Solta-se o Beijo”. O que começou como um poema de Catarina, para João Gil, transformou-se numa música de sucesso.

Catarina Furtado casou-se depois com o também ator João Reis, com quem tem dois filhos: Maria Beatriz, nascida a 25 de Maio de 2006 e João Maria, nascido a 27 de Outubro de 2007.

Embaixadora de Boa Vontade do UNFPA[editar | editar código-fonte]

Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) desde 2000, a Catarina realiza um trabalho de proximidade em diferentes países, nas áreas da Saúde, incluindo a sexual e reprodutiva, Igualdade de Género, Violência sobre as Mulheres, Discriminação, Envolvimento Masculino, Mutilação Genital Feminina, Maternidade Segura, Maternidade/Paternidade Adolescente, Planeamento Familiar, entre outras.

Em 2012 sentiu necessidade da fundar a Corações com Coroa, da qual é presidente, uma associação sem fins lucrativos que tem como objectivo central promover uma cultura de solidariedade e inclusão sócio-afectiva das pessoas em situações de vulnerabilidade, risco e pobreza e assim contribuir para que em Portugal se promova e vivencie uma cultura de Direitos Humanos assente na Não discriminação e Não violência.

É co-autora de três séries documentais “Príncipes do Nada”, transmitidas na RTP entre 2005 e 2012 sobre as temáticas dos Direitos Humanos rumo aos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. E também dos quatro documentários “Dar Vida sem Morrer” na Guiné Bissau, iniciativa que resultou de uma ação promovida junto da RTP com o apoio da Cooperação Portuguesa e que teve como objectivo a recolha de apoio financeiro para programas de redução da mortalidade materna e neonatal em três localidades daquele país.

Em 2010 foi convidada pelo Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon para participar como Oradora na Cimeira do Milénio em Nova Iorque enquanto “Campeã dos ODM” e na Abertura Oficial do Ano Internacional da Juventude.

Desde 2000 tem sido Oradora convidada na Apresentação Pública do Relatório sobre o Estado da População Mundial, na Assembleia da República e Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Ao longo destes anos tem sido inúmeras vezes convidada a participar em iniciativas de Educação para o Desenvolvimento, Educação para a Cidadania e Advocacy no Parlamento, Escolas, Universidades, ONG, Associações de Empresas e tem feito muitas visitas de trabalho a países em desenvolvimento e participações em reuniões internacionais.[6]

O Convite (1998-2001)[editar | editar código-fonte]

Em 2001 a Catarina foi formalmente convidada para ser Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas Para a População. O FNUAP (ou na sigla inglesa UNFPA) é um fundo da ONU dedicado ao acompanhamento da evolução da população mundial e à melhoria da condição da mulher. Mas uma frase não é suficiente para definir o âmbito de aplicação do fundo que ficará melhor explicado com uma visita ao site do UNFPA.

A Catarina aceitou a nomeação - "Questionei-me se estaria em condições de abrir mais um espaço na minha vida para esta missão, falei com a minha família, com o meu agente e concordámos que há desafios que não se podem recusar… e ser a voz e o rosto público de mulheres que frequentemente não conhecem os seus direitos, nem são reconhecidas como cidadãs com direitos, mais do que um desafio, é uma obrigação!"[7] - e deste então a palavra "missão" tem sido associada por ela às descrições que faz do seu trabalho como embaixadora. Mas a história que levou ao convite começou dois ou três anos antes...

Em 1998 a ONU procurava uma voz e um rosto português para a campanha "Face to Face" de promoção dos direitos das mulheres. O nome da Catarina surgiụ - "Disseram-me que o meu nome foi sugerido pela APF (Associação para o Planeamento da Família), que tinha sido escolhida porque, em quase todas as minhas entrevistas, deixava transparecer essas minhas preocupações."[8] . Depois duma longa entrevista feita por um elemento das Nações Unidas que se deslocou de propósito ao país foi tida como a escolha certa e em 1999 começou a trabalhar juntamente com a APF, parceira do UNFPA em Portugal, na campanha "Cara a Cara". Gravou vários videos divulgação, focados em deficiências na saúde sexual e reprodutiva nos países em desenvolvimento, que foram emitidos pelos principais canais de televisão.[9]

Empenhada desde o primeiro momento, a Catarina continuou a merecer a confiança das Nações Unidas. Não só usando a sua visibilidade mediática para passar a mensagem mas também insistindo pessoalmente junto do governo português para reforçar o apoio à melhoria das condições da população em países em desenvolvimento.[10] Desde 2000 é oradora convidada na apresentação do relatório anual do UNFPA sobre o estado da população mundial no Parlamento Português ou no Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Em 2001 deslocou-se a Nova Iorque para participar numa reunião de todos os Embaixadores de Boa Vontade e Mensageiros da Paz das Nações Unidas, onde o Secretário Geral, Kofi Annan, confirmou-lhe formalmente por carta o convite, endereçado no ano anterior pelo UNFPA, para exercer as funções de Embaixadora. Um cargo que será vitalício e não remunerado.

Letrista de Canções[editar | editar código-fonte]

Do namoro com o músico e compositor João Gil nasceram as primeiras letras de canções escritas pela Catarina. Essa colaboração ficou registada em vários álbuns e projectos do músico, como a Ala dos Namorados e a Filarmónica Gil.

Solta-se o Beijo, a primeira e mais popular das canções escritas por ela, começou por ser um poema num postal que o João Gil transformou numa canção para a Ala dos Namorados. Por sugestão da Catarina[12] , a Sara Tavares juntou-se ao vocalista do grupo, Nuno Guerreiro, para interpretarem ao vivo a canção que ficou registada no álbum homónimo de platina.

Em 2000, a série de ficção da TVI Crianças SOS teve na sua banda sonora 3 músicas compostas pela dupla João e Catarina : Avô Amigo interpretada pelo Carlos do Carmo; Carta de Amor Ridículo interpretada pela Lúcia Moniz; Lutador interpretada pelo Tim, vocalista dos Xutos&Pontapés.

Esta última, Lutador, foi a música que acompanhou o genérico da série Crianças SOS e que tem perdurado na memória das pessoas. Foi editada no álbum Perdidamente - As Melhores do João Gil.

Também em 2000, a Catarina protagoniza o tele-filme da SIC A Noiva. Interpreta a personagem que dá nome à canção Laura que sonoriza a comovente e bela cena final do filme. O poema, escrito por ela, acompanha a música do João Gil, transcreve as mensagens perdidas entre Laura e Jorge, o noivo desaparecido desaparecido na Guerra Colonial, e Eduardo, o amor condescendido por Laura. O Jorge Palma, a Lena d'Água e o Diogo Infante dão, na música, voz ao triângulo amoroso retratado no filme.

Em 2002, aceita o desafio para escrever uma letra infantil para o Avô Cantigas ( Carlos Alberto Vidal ). A canção Chichi Cama, com música do João Gil, reporta a sua infância ou a de todas as crianças que não querem ir dormir. É da Catarina a voz da mãe que na canção diz : “São horas meu filho. Lavar os dentes!”.[13]

O fim do namoro com o João Gil também terminou a colaboração na escrita de canções mas continuou a escrever letras a pedido “para pessoas que me conhecem bem”[14] .

O álbum Aether da Anabela, lançado em 2005, inclui a canção Ela é Dança com música de Pancho Alvarez. A letra da canção, escrita pela Catarina, pode ser um retrato dela em criança, bailarina do Bairro Alto.

No inicio de 2011, uma música não lhe saía da cabeça. A música da Lúcia Moniz que irá acompanhar o poema Príncipe do Nada escrito pela Catarina. Em 7 de Março desse ano, a canção é interpretada ao vivo no especial Príncipes do Nada – Um por Todos, suportada por um coro assume as dimensões dum hino que reflecte a vivência dela enquanto Embaixadora de Boa Vontade do UNFPA e autora do programa de televisão. A canção pertence ao álbum Fio de Luz da Lúcia Moniz. Ambas abdicaram dos royalties devidos pela autoria da composição em favor de causas que apoiam.[15]

Ricardo Reis Pinto é o autor de muitas das canções que ensinava aos seus alunos, as canções que eles levaram para casa, cantaram e ficaram na cabeça dos pais, tal como aconteceu com os filhos da Catarina: a Beatriz e o João. Em 2011, o Ricardo foi uma presença semanal no programa de televisão Quem Tramou Peter Pan? onde cantou muitas dessas canções. Com o apoio da Catarina, em 2012, foi lançado o livro/Cd Vem Daí, o seu primeiro álbum, com todas as composições da sua autoria excepto uma com letra da Catarina: João e Beatriz.

Em Maio de 2012 referiu ter escrito uma letra para o Rui Drumond que ainda não foi editada.[16]

São da autoria da Catarina as 13 letras das canções aqui referenciadas:

  • Solta-se o Beijo
    Álbum: Solta-se o Beijo; Música: João Gil; Interpretação: Ala dos Namorados; Ano: 1998.
  • História de Pedra
    Álbum: Cristal; Interpretação: Ala dos Namorados; Ano: 2000.
  • Laura
    Banda sonora do tele-filme da SIC A Noiva; Álbum: Perdidamente - As Melhores do João Gil; Música: João Gil; Interpretação : Jorge Palma/Lena d'Agua/Diogo Infante; Ano: 2000.
  • Lutador
    Banda sonora da série da TVI Crianças SOS; Álbum: Perdidamente - As Melhores do João Gil; Música: João Gil; Interpretação: Tim; Ano: 2000.
  • Carta de Amor Ridículo
    Banda sonora da série da TVI Crianças SOS; Música: João Gil; Interpretação: Lúcia Moniz; Ano: 2000.
  • Avô Amigo
    Banda sonora da série da TVI Crianças SOS; Música: João Gil; Interpretação: Carlos do Carmo; Ano: 2000.
  • Chichi Cama
    Álbum: É Bom Ser Assim; Música: João Gil; Interpretação: Avô Cantigas e Catarina Furtado; Ano: 2002
  • No Concerto do Palma
    Álbum: Ao Vivo no S.Luiz; Interpretação: Ala dos Namorados; Ano: 2004.
  • Se Eu Soubesse (o Que Sei Hoje)
    Álbum: Filarmónica Gil; Interpretação: Sara Tavares/Filarmónica Gil; Ano: 2005.
  • Ela é Dança
    Álbum: Aether; Música:Pancho Alvarez; Interpretação: Anabela; Ano: 2005.
  • Dia do Livro
    Banda sonora de documentário da SIC sobre Moçambique.
  • Príncipe do Nada
    Álbum: Fio de Luz; Música e Interpretação: Lúcia Moniz; Ano: 2011.
  • João e Beatriz
    Álbum: Vem Daí; Música e Interpretação: Ricardo Reis Pinto; Ano: 2012.

Trabalhos como apresentadora ou atriz[editar | editar código-fonte]

Ano Atividade Meio Nome Descrição Link
1990 Atriz Cinema 'Non', ou A Vã Glória de Mandar Figurante no filme de Manoel de Oliveira IMDB
1991-1992 Apresentadora Televisão Top + Programa da RTP sobre música IMDB
1992 Apresentadora Televisão MTV Portugal Programa da SIC sobre música
1993-1995 Apresentadora Televisão Chuva de Estrelas Programa da SIC de descoberta de cantores IMDB
1993 Apresentadora Televisão Grandes Planos Programa da SIC sobre novidades cinematográficas e discográficas IMDB
1994 Apresentadora Televisão Caça ao Tesouro Concurso da SIC IMDB
1994 Apresentadora Televisão Prémios Bordalo 1993 Programa da SIC IMDB
1994 Apresentadora e Autora Televisão As Nossas Estrelas Programa da SIC IMDB
1994 Apresentadora e Autora Televisão A Grande Noite Programa da SIC IMDB
1994 Atriz Cinema O Assassino da Voz Meiga Curta metragem de Artur Ribeiro IMDB
1995 Atriz Cinema Amor & Alquimia Curta metragem de Fernando Fragata IMDB
1995 Apresentadora e Autora Televisão Uma Noite de Sonho Programa da SIC de novos talentos IMDB
1996 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 1995 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
1997 Atriz Cinema Killing Time Protagonista da curta metragem de Alexander Finbow IMDB
1997 Atriz Cinema Summer Moments Curta metragem de Rita Fernandes
1997 Atriz Cinema Fátima Filme de Fabrizio Costa IMDB
1997 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 1996 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
1997 Apresentadora Televisão Gala 5º Aniversário SIC Programa da SIC IMDB
1998 Atriz Televisão Siamese Cop Protagonista no filme de Paul Morris IMDB
1998 Atriz Cinema Pesadelo Cor de Rosa Protagonista do filme de Fernando Fragata IMDB
1998 Atriz Cinema Longe da Vista Filme de João Mario Gillo IMDB
1998 Apresentadora Televisão Geração Fantástica Programa da SIC com jovens valores IMDB
1998 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 1997 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
1999 Atriz Teatro Quase Peça de Patrick Marber encenada por João Lourenço no Teatro Aberto
1999 Atriz Teatro The Days Before Peça encenada por Bob Wilson para o Festival PONTI
1999 Atriz Cinema Anjo da Guarda Filme de Margarida Gil IMDB
1999 Atriz Televisão Cruzamentos Série da RTP IMDB
1999 Apresentadora Televisão Pequenos e Terríveis Programa da SIC onde as crianças fazem as perguntas aos convidados IMDB
1999 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 1998 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
1999 Apresentadora Televisão As Mais Belas Canções de Natal Programa da SIC IMDB
2000 Atriz Teatro Lucefécit Peça de Conor McPherson encenada por João Lourenço no Teatro Aberto
2000 Atriz Teatro A Bela Adormecida Representação da Companhia Nacional de Bailado
2000-2001 Atriz Teatro A Maçã no Escuro Peça de Clarisse Lispector encenada por Maria Emília Correia no Teatro da Trindade
2000 Atriz Televisão Jornalistas Participação no episódio "Um Árbitro de Terceira" da série da SIC IMDB
2000 Atriz Televisão O Lampião da Estrela Telefilme da SIC protagonizado por Herman José e realizado por Diamantino Costa IMDB
2000 Atriz Televisão A Noiva Protagonista do telefilme da SIC realizado por Luís Galvão Teles IMDB
2000 Atriz Televisão Uma Aventura Participação no episódio "Uma Aventura na Biblioteca" da série da SIC IMDB
2000 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 1999 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
2001 Atriz Televisão A Minha Família é uma Animação Participação no episódio "Contado Ninguém Acredita" da série da SIC IMDB
2001 Atriz Televisão Teorema de Pitágoras Participação no telefilme da SIC realizado por Gonçalo Galvão Teles IMDB
2001 Atriz Televisão Ganância Protagonista na telenovela da SIC IMDB
2001 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 2000 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
2001 Apresentadora Televisão Mundo Vip Reportagens e entrevistas com personalidades da cultura para o programa da SIC IMDB
2001-2002 Apresentadora Televisão Músicas do Mundo Programa da SIC Notícias
2002 Atriz Teatro Peer Gynt Peça de Henrik Ibsen encenada por João Lourenço no Teatro Aberto
2002 Apresentadora Televisão Catarina.Com Programa da SIC. A Catarina entrevistava o convidado principal. IMDB
2002 Apresentadora Televisão Globos de Ouro 2001 Gala da SIC de distinção de trabalhos da área da cultura e do desporto IMDB
2003 Atriz Teatro Loucos por Amor Peça de Sam Shepard encenada por Ana Nave no Teatro Nacional Dona Maria II
2003 Apresentadora Televisão Operação Triunfo Concurso da RTP de revelação de novos cantores IMDB
2003 Apresentadora Televisão Festival RTP da Canção 2003 Programa da RTP IMDB
2003 Apresentadora Televisão Festa do Gil Emissão solidária da RTP IMDB
2004 Atriz Cinema Maria e as Outras Protagonista do filme de José Sá Caetano IMDB
2004 Atriz Televisão A Ferreirinha Papel de Ana Plácido na série de ficção histórica da RTP IMDB
2004 Apresentadora Televisão Festival da Canção 2004 Programa da RTP IMDB
2005 Atriz e Apresentadora Televisão Música no Ar Programa da RTP dedicado à música, rádio e televisão dos anos 50 ao século XXI IMDB
2005 Atriz Televisão Love Online Participação no telefilme da RTP realizado por Mário Barroso IMDB
2005 Atriz Cinema Animal Participação no filme realizado Rose Bosch IMDB
2005 Apresentadora Televisão Gala Pirilampo Mágico Emissão solidária da RTP IMDB
2005 Apresentadora Televisão Pequenos em Grande Programa da RTP em que as crianças fazem perguntas aos convidados IMDB
2005 Autora e Apresentadora Televisão Príncipes do Nada Primeira série de reportagens para a RTP IMDB
2005 Apresentadora Televisão Concurso PT Programa da RTP
2006 Narradora Teatro Sonho de uma Noite de Verão Espectáculo com a Orquestra Metropolitana de Lisboa no Mosteiro dos Jerónimos
2006 Apresentadora Televisão Gala Contra - 1 Década Programa da humor politico com bonecos da RTP IMDB
2006-2009 Apresentadora Televisão Dança Comigo Primeira temporada do programa da RTP onde gente conhecida mostra o talento para a dança IMDB
2007 Apresentadora Televisão Gala RTP 50 Anos Programa da RTP IMDB
2007 Apresentadora Televisão Gala Causa Maior Emissão solidária da RTP IMDB
2008 Dobragem DVD O Bolinha Série de animação infantil editada em DVD
2008 Apresentadora Televisão À Procura de Sally Programa da RTP que acompanhou os castings para a escolha da protagonista do musical Cabaret IMDB
2008 Apresentadora Televisão Jogo Duplo Co-apresentação de emissão especial solidária do concurso da RTP IMDB
2008 Apresentadora Televisão Juntos Pela Diversidade Especial da RTP
2008 Apresentadora Televisão Hip Hop Pobreza Stop Especial da RTP
2008 Apresentadora Televisão Cova da Moura aqui é o meu bairro Especial da RTP
2008 Apresentadora e Autora Televisão A Minha Geração Programa da RTP sobre os acontecimentos e músicas que marcaram décadas passadas IMDB
2008 Atriz Televisão Liberdade 21 Papel da advogada Serena Antunes na 2ª temporada da série de ficção da RTP IMDB
2009 Dobragem Cinema Monstros Vs Aliens Voz da Susan Murphy / Ginormica no filme de animação da DreamWorks IMDB
2009 Atriz Teatro Transacções Peça de David Williamson encenada por João Reis no Teatro Maria Matos
2009 Apresentadora e Autora Televisão Dar Vida Sem Morrer Primeiro documentário para a RTP sobre a saúde materna e neonatal da Guiné-Bissau IMDB
2009 Narradora Televisão Ilha das Cores Leitura duma história para o programa infantil da RTP IMDB
2009-2010 Apresentadora Televisão Dá-me Música Concurso da RTP que testa os conhecimentos musicais de figuras públicas IMDB
2009-2010 Apresentadora Televisão Dança Comigo no Gelo Programa da RTP onde gente conhecida aprende a dançar sobre o gelo
2010 Atriz Televisão Cidade Despida Papel de Ana Belmonte, protagonista na série policial da RTP IMDB
2010 Apresentadora Televisão 1ª Gala Prémio Autores Gala da SPA / RTP
2010 Apresentadora Televisão Circo de Natal RTP Programa da RTP
2010 e 2012 Narração CD Pedro e o Lobo Obra de Prokofiev interpretada pela orquestra Gulbenkian e registada em CD. Apresentada ao vivo em 2010 e 2012.
2011 Apresentadora Televisão 2ª Gala Prémio Autores Gala da SPA / RTP IMDB
2011 Apresentadora Televisão Um Por Todos - Especial Príncipes do Nada Programa da RTP
2011 Apresentadora Televisão Movimento Hiper Saudável Divulgação praticas de boa alimentação com o apoio do Continente. Passou nos intervalos publicitários da RTP PÁGINA
2011 Apresentadora Televisão Quem Tramou Peter Pan? Programa da RTP onde são as crianças que fazem as perguntas IMDB
2011 Apresentadora Televisão A Voz de Portugal Concurso da RTP de revelação de cantores IMDB
2011 Apresentadora Televisão Gala Estrela Maior Emissão especial da RTP IMDB
2011 Apresentadora Televisão Circo de Natal RTP Programa da RTP IMDB
2012 Apresentadora Televisão 3ª Gala Prémio Autores SPA / RTP Programa da RTP IMDB
2012 Apresentadora e Autora Televisão O Grande Teatro do Mundo Programa da RTP comemorativo do Dia Mundial do Teatro IMDB
2012 Apresentadora Televisão Príncipes do Nada 3ª série de reportagens para RTP
2012 Apresentadora Televisão Primavera da Vida Concerto de apoio à luta contra a leucemia transmitido pela RTP
2012 Apresentadora Televisão Com Amor se Paga Programa da RTP IMDB
2012 Apresentadora Televisão Ambição Olimpica Espetáculo de homenagens dos atletas olímpicos transmitido pela RTP
2012 Apresentadora Televisão 7 Maravilhas - Praias de Portugal Apresentação da gala de declaração oficial, em direto de Tróia, transmitida pela RTP no dia 8 de Setembro de 2012.
2012 Narradora Música Pedro e o Lobo No dia 15 de Setembro de 2012, na comemoração do 50º aniversário da Orquestra Gulbenkian, a Catarina voltou ao grande auditório da fundação para dar a voz à narração desta obra de Prokofiev.
2012 Atriz Cinema À Espera Curta-metragem de Eduardo Durão. Rodada em Outubro de 2012. Aborda a relação entre um pai e a filha Marta, personagem interpretada pela Catarina. IMDB
2012 Apresentadora Televisão Natal dos Hospitais Estreia da Catarina neste clássico da RTP, na companhia do João Baião. Transmitido em direto do Centro de Reabilitação de Alcoitão no dia 13 de Dezembro de 2012.
2012 Apresentadora Televisão Especial Príncipes do Nada - Um Por Todos Emitido em direto do Pateo da Galé no dia 21 de Dezembro de 2012. A 2ª edição deste especial trouxe a Lisboa alguns dos protagonistas das histórias relatadas na 3ª série do programa.
2012 Apresentadora Televisão Circo de Natal da RTP Gravado no dia 18 e emitido no dia 24 de Dezembro de 2012. O espetáculo especial de Natal do Circo Vitor Hugo Cardinali foi apresentado, pelo 3º ano consecutivo, pela Catarina.

Referências

  1. "Mulheres de 40 Anos ao Poder!", entrevista dada à Nova Gente em 2012.
  2. "Há um fascínio idiota pela TV. É doentio", entrevista dada ao Jornal I em 2010.
  3. Liceu Passos Manuel faz 100 anos, notícia do Correio da Manhã de 2011
  4. "Catarina Furtado - porque cada pessoa conta", biografia do canal Bio transmitida em 2009.
  5. Arte e Boa Vontade, entrevista da Forum Estudante em 2011
  6. [1]
  7. Face, entrevista dada à revista dos Médicos do Mundo em 2011
  8. "Princesa de Tudo", entrevista dada à revista Lux Woman em 2011
  9. UNFPA Goodwill Ambassadors, Catarina Furtado articles and activities.
  10. "Catarina Furtado Fights for Development Assistance in Portugal", artigo do site da campanha Face to Face.
  11. "Conquistei o que queria sem saber o que queria...", entrevista ao Expresso em 2011.
  12. Canções da Nossa Vida, RTP, 1998.
  13. Avô Cantigas - 30 Anos " É Bom Sonhar", RTP, 2012.
  14. Ídolos e memórias: Quem são as vozes de Catarina?, Notícias Tv, 2012.
  15. 5 Para a Meia-noite, RTP, 6/11/2012.
  16. 5 Para a Meia-noite, RTP, 4/5/2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]