Catch a Fire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catch a Fire
Álbum de estúdio de The Wailers
Lançamento 13 de abril de 1973 (1973-04-13)
Gravação Maio-outubro de 1972
Dynamic Sound Studios,
Harry J. Studios
e Randy's Studios,
Kingston,  Jamaica
Mixagem 1972-1973:
Island Studios, Londres,  Inglaterra
Gênero(s) reggae
Duração 33:51
Gravadora(s) Tuff Gong/Island Records
Produção Bob Marley e Chris Blackwell
Cronologia de The Wailers
Último
Último
The Best of The Wailers
(1971)
Burnin'
(1973)
Próximo
Próximo
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
All Music Guide 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg[1]
Rolling Stone 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg[2]

Catch a Fire é o quinto álbum da banda de reggae jamaicana The Wailers, e o primeiro lançado pela Island Records.[3]

Depois de se apresentarem e gravarem no Reino Unido com Johnny Nash, a partida de Nash para os Estados Unidos deixou a banda sem dinheiro suficiente para retornar ao seu país. Eles procuraram o produtor Chris Blackwell, que concordou em adiantar dinheiro para os Wailers voltarem à Jamaica e gravarem um álbum. O álbum incluiu nove canções, duas delas escritas por Peter Tosh e as demais por Bob Marley. Depois que Marley voltou a Londres para apresentar as fitas para Blackwell, o produtor remixou as faixas com as contribuições do músico Wayne Perkins, da Muscle Shoals, que gravou a guitarra de duas faixas por meio de "overdub".

Lançado em 13 de abril de 1973, o álbum trouxe fama internacional para o grupo. As letras de caráter social e militante atraíram muitos ouvintes, além dos temas controversos e uma visão otimista em relação a um futuro livre de opressões. Catch a Fire chegou a #171 e #51 nas paradas da Billboard Pop Albums e Black Albums, respectivamente. É também o álbum #123 na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone.

Gravação[editar | editar código-fonte]

As sessões de gravação para o álbum começaram no início de 1972, em três estúdios de Kingston: Dynamic Sound, Harry J e Randy. Cada faixa foi gravada por todos os membros da banda ao mesmo tempo e no mesmo espaço.[4] [5] [6] O engenheiro Sylvan Morris utilizou uma fita de oito faixas, com as peças da bateria em uma única faixa e o piano e a guitarra na mesma faixa. No inverno de 1972, Marley voltou a Londres para apresentar as fitas-mestre. O acordo com a Island causou uma disputa com a CBS e Sims, com quem a banda já tinha contrato. O caso foi vencido pela primeira, que recebeu nove mil dólares e dois por cento de royalties dos seis primeiros álbuns da banda, e Sims recebeu cinco mil libras e os direitos de publicação das canções de Marley.[7] [8]

O Randy's Studios foi um dos locais usados pelos Wailers para gravação das faixas de Catch a Fire.

Catch a Fire, que é uma gíria jamaicana para "pegando fogo", incluiu muitos músicos de apoio, mas nenhum deles foi creditado no encarte. Wayne Perkins, guitarrista do estúdio Muscle Shoals, que à época gravava um novo álbum dos Smith, Perkins & Smith no Island Studios da rua Basing, foi chamado por Blackwell no início de 1972 para fazer arranjos para Catch a Fire no estúdio de baixo. Perkins, sem saber o que era o reggae, concordou com a proposta e inicialmente fez a guitarra solo, incluindo o arranjo de três oitavas de "Concrete Jungle". Depois de fazer a guitarra base de "Stir it Up", que foi depois regravada pela banda de Nash, Rabbit and the Jungles, em seu álbum I Can See Clearly Now, alcançando a 11ª posição na Billboard Hot 100,[9] ele então voltou para o estúdio para completar o álbum. Rabbit Bundrick tocou em todas as canções em inúmeros teclados, incluindo um sintetizador e uma clavineta. Robbie Shakespeare gravou o baixo de "Concrete Jungle", enquanto o organista Tyrone Downie gravou a mesma faixa e também "Stir it Up". Chris Karen, Francisco Willie Pep e Winston Wright gravaram percussões, e as vozes femininas foram gravadas por Rita Marley e sua amiga Marcia Griffiths, que já era popular na Jamaica como artista solo e já havia lançado bem sucedidos singles com seu marido Bob Andy.[8] Tommy McCook gravou a flauta.[5]

De acordo com Aston Barrett, "algumas das canções haviam sido gravadas antes, ..., em diferentes estúdios e com diferentes músicos, mas nós demos a elas um tempo certo e trouxemos à tona o seu sentimento". "Baby We've Got a Date (Rock it Baby)" é similar a "Black Bitter", gravada em uma sessão anterior.[5]

As letras das canções falavam sobre a injustiça política com os negros e sobre pobreza, assim como em outros álbuns do grupo. Catch a Fire é sobre "o estado atual da pobreza urbana", e "Slave Driver" "conecta as injustiças do presente às do passado". Mas política não é o tema principal; "Stir it Up", por exemplo, é uma canção de amor.[10]

Capa[editar | editar código-fonte]

A edição original de 1973 em vinil foi desenhada pelos artistas gráficos Rod Dyer e Bob Weiner, e foi embalada em uma capa que imitava um isqueiro Zippo.[11] A capa funcionava como um verdadeiro Zippo, abrindo-se para revelar o disco.[12] Somente a prensagem original de 20 mil cópias teve a capa do Zippo,[13] pois as prensagens subsequentes receberam uma capa alternativa, desenhada por John Bonis e contendo um retrato de Marley feito por Esther Anderson fumando um cigarro de maconha, e o álbum passou a ser creditado a "Bob Marley and the Wailers".[14] [15] Desde então, cópias do disco da prensagem original se tornaram itens de coleção.[16] A arte da capa original foi reproduzida em 2001 para a edição de luxo em CD.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado Um[editar | editar código-fonte]

  1. "Concrete Jungle" (Bob Marley) - 4:15
  2. "Slave Driver" (Bob Marley) - 2:54
  3. "400 Years" (Bob Marley,Peter Tosh) - 2:45
  4. "Stop That Train" (Peter Tosh) - 3:54
  5. "Baby We've Got A Date (Rock It Baby)" (Bob Marley) - 3:55

Lado Dois[editar | editar código-fonte]

  1. "Stir It Up" (Bob Marley) - 5:32
  2. "Kinky Reggae" (Bob Marley) - 3:37
  3. "No More Trouble" (Bob Marley) - 3:58
  4. "Midnight Ravers" (Bob Marley) - 5:08

Faixas Bônus[editar | editar código-fonte]

  1. "High Tide Or Low Tide" (Bob Marley) - 4:40
  2. "All Day All Night" (Bob Marley) - 3:26

Referências

  1. Catch a Fire (em inglês) All Music Guide. Visitado em 12 de outubro de 2014.
  2. Catch a Fire Deluxe Edition (em inglês) Rolling Stone Magazine. Visitado em 12 de outubro de 2014.
  3. Chang 1998, p. 49
  4. Irvin, p. 307
  5. a b c John Masouri. Wailing Blues: The Story of Bob Marley's Wailers. [S.l.]: Music Sales Group, 1 September 2010. ISBN 9781847727060. Visitado em 17 May 2012.
  6. Moskowitz February 2007, p. 29.
  7. Thompson 2002, p. 164.
  8. a b White 2006, p. 214.
  9. White 2006, p. 213.
  10. Vik Iyengar. Catch a Fire – Bob Marley & the Wailers Allmusic Rovi Corporation. Visitado em 18 April 2012.
  11. Moskowitz February 2007, p. 31.
  12. Miley 2008, p. 126.
  13. Moskowitz August 2007, p. 21.
  14. Farley 2007, p. 200.
  15. Morrow 1999, p. 61
  16. de Ville 2003, p. 130-1

Bibliografia[editar | editar código-fonte]