Catecismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Codex Manesse, fol. 292v, "O mestre de Eßlingen" (Der Schulmeister von Eßlingen)

Catecismo (do latim tadio catechismus, por sua vez originado do termo grego κατηχισμός, derivado do verbo κατηχέω que significa "instruir a viva voz") é uma instrução religiosa, ou seja, o ensino oral da religião cristã, dos seus mistérios, princípios e código moral. A catequese é normalmente feita por um ministro autorizado pela Igreja, que também pode ser leigo, como preparação de crianças para a confissão e à primeira comunhão.

Catequese (do latim tadio catechesis, por sua vez do grego κατήχησις, também derivado do verbo κατηχέω que significa "instruir a viva voz") é a parte principal do rito de iniciação cristã, em que a pessoa iniciada ouve o anúncio do Evangelho. Portanto, a catequese e as celebrações formam uma unidade no processo de iniciação a vida cristã. A pessoa é instruída para bem celebrar.

A palavra "catecismo" significa informar, instruir e ensinar, a viva voz, para distinguir do ensino realizado através da escrita, ou seja, através dos livros. Enquanto o ensino dos livros é feito individual e silenciosamente, a catequese (ou catecismo) é feita com a presença de um instrutor, ensinando a viva voz. Variações da palavra catequese aparecem, na Bíblia, na Carta aos Gálatas 6.6, a palavra "catequizando" significando aquele que está sendo instruído na palavra de Deus. Assim, em Lucas 1.4, se diz que Teófilo "foi catequizado".

Catequese narrativa[editar | editar código-fonte]

Uma catequese através de oficinas de arte: (música, dança, teatro, artes plásticas, poesia). Um trabalho realizado com o apoio de leigos e jesuítas. Uma catequese fundamentada na contação de histórias bíblicas. José de Anchieta no passado trabalhava muito com arte como um modo de iniciar os indígenas na experiência de fé cristã, era catequese narrativa. Este termo não é novo, tem sua inspiração na catequese mistagógica dos Padres da Igreja (santo Ambrósio de Milão, são Cirilo de Jerusalém e Tertuliano de Cartago).

Para conhecer um pouco da adkuef esfbshe sgiulh sitres 100 rte que estava presente no início das primeiras comunidades, conheça o tema arte paleocristã que faz uso da arte narrativa para fazer uma catequese narrativa, ou seja, uma catequese mistagógica atráves dos mosaicos, dos afrescos e das esculturas. Um outro tema é a arte presente na catacumba cristã, onde os traços são simples e trabalham basicamente com a simbologia bíblica do Velho e Novo Testamento.

A catequese é muito importante para converter e fortalecer a fé dos fiéis: como por exemplo, desperta nas crianças e jovens o desejo de seguir Jesus, acreditando na verdade e sabedoria de seus ensinamentos.

Lista de catecismos[editar | editar código-fonte]

Católicos[editar | editar código-fonte]

Protestantes[editar | editar código-fonte]

Evangélicos[editar | editar código-fonte]

As igrejas evangélicas, que no uso popular brasileiro remete mais às igrejas pentecostais e às neopentecostais que são a maioria, não usam catecismos, pois julgam ser coisas do catolicismo. Mas as igrejas protestantes históricas, como a Igreja Presbiteriana, fazem uso dos seus catecismos históricos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]