Catedral da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista da catedral.

Catedral da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria é uma igreja neogótica localizada no centro de Moscou, na Rússia. Uma das duas únicas igrejas católicas da capital russa e a maior do país, [1] também serve como Catedral da Arquidiocese Católica Romana de Moscou.

Criação[editar | editar código-fonte]

A construção da catedral foi proposta pelo governo czarista em 1894, com a pedra fundamental sendo lançada em 1899 e a construção iniciada em 1901, terminando dez anos depois. Baseada em um projeto do arquiteto Tomasz Bohdanowicz-Dworzecki, ela foi influenciada pelo estilo da Abadia de Westminster e da Catedral de Milão. Com a ajuda de fundos de paróquias católicas na Rússia e dos Estados vizinhos, a igreja foi inicialmente consagrada como uma capela para a paróquia polonesa de Moscou, em 1911.

No rescaldo da Revolução Russa de 1917, o governo menchevique foi derrubado pelos bolcheviques e a Rússia tornou-se parte da União Soviética. Como a promoção do ateísmo de Estado foi parte de uma ideologia marxista-leninista comunista, o governo soviético ordenou que muitas igrejas fossem fechadas, incluindo esta, em 1938. Durante a Segunda Guerra Mundial, a catedral foi ameaçada de demolição, mas acabou usada para fins civis como armazém e albergue.[2] . Após a queda do comunismo, tornou-se uma igreja novamente em 1996 e foi elevada à catedral em 2002. Foi reconsagrada em 2005, depois de extensas renovações.

A catedral de três naves, construída a partir de tijolo vermelho, é a casa de cultos regulares da igreja em russo, polonês, coreano, inglês, francês, espanhol, arménio e latim, e também usada para concertos beneficentes com o uso de órgão e execução de música sacra.[3] A catedral integra uma biblioteca, o escritório editorial da revista católica russa O Mensageiro Católico - A Luz do Evangelho (em russo: Католический вестник - Свет Евангелия), bem como o escritório local para a organização humanitária Caritas. Seu órgão, o terceiro desde a construção da catedral, foi doado pela Münster Basel. A catedral é um edifício listado como patrimônio da Federação Russa e um monumento protegido.[4] [5]

Referências

  1. Organ "De Boni Arte" Charitable Foundation. Visitado em 30 de dezembro de 2011.
  2. О Храме (em russian) Official website of the church. Visitado em 30 March 2009.
  3. История кафедрального собора в Москве (em russian) Catholic.ru. Visitado em 30 March 2009.
  4. Kath. Kathedrale in Moskau verlegt Gottesdienste (em german) Priesterbruderschaft St. Pius X. Visitado em 27 December 2011.
  5. храм римско-католический (em russian) Министерство культуры Российской Федерации – Главный инофрматционно-Вычислителый центр. Visitado em 30 December 2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.