Catolicismo no México

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IgrejaCatólica Emblem of the Papacy SE.svg
 México
Fachada da Catedral Metropolitana da Cidade do México, 2011.
Ano 2010
Santo padroeiro Nossa Senhora de Guadalupe[1]
Católicos 99.000.000
População 108.000.000
Presbíteros 16.234
Religiosos 5.641
Religioso 28.288
Arcebispo Norberto Rivera Carrera
Núncio Apostólico Christophe Pierre
Códice MX

O Catolicismo apostólico romano é atualmente a maior religião do México, influenciando fortemente na política e cultura da população em geral. O México, ao lado de Brasil e Estados Unidos (respectivamente), é o país de maior população católica romana no mundo. O Catolicismo foi introduzido no México através dos primeiros missionários que acompanhavam a missão de Hernán Cortés, em 1520. Quando Cortés conquistou a cidade asteca de Tenochtitlán, ordenou a derrubada dos templos que considerava profanos e sobre eles ergueu os primeiros templos cristãos.

O Catolicismo "popular" no interior e no sul do país está sob vigilância constante da Igreja, uma vez que mescla as crenças básicas da fé cristã com as manifestações espirituais da Mesoamérica, que por sua vez, não são reconhecidas pela autoridade papal. Um dos exemplos mais recorrentes é a veneração da Santa Muerte praticamente em todo o país.

A padroeira do México e das Américas é Nossa Senhora de Guadalupe, sendo esta também a aparição mariana mais venerada no continente americano (juntamente com Nossa Senhora de Aparecida, no Brasil). Anualmente, milhões de fiéis lotam a Basílica de Guadalupe na Cidade do México para a festa que lhe é rendida.

A Igreja Católica no México é parte da Igreja Católica Romana e está sob a autoridade do Papa, da Cúria Romana e da Conferência Episcopal Mexicana. Apesar de ostentar, desde o século XVI, a condição de religião dominante no país, a Igreja vêm passando por um processo de afastamento dos meios políticos. Porém, ainda é uma grande canalizadora da opinião geral no país.

Referências

  1. LORENZATO, J.R. Nomes, Nomes dos Santos e Santos Padroeiros. São Paulo. Palavra & Prece editora, 23 de dezembro de 2010. p.199

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.