Caxias (Maranhão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Caxias
"Princesa do Sertão"
"Terra das Águas Cristalinas"
Bandeira de Caxias
Brasão de Caxias
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1º de agosto
Fundação 5 de junho de 1836 (178 anos)
Gentílico caxiense
Prefeito(a) Leo Coutinho[1] (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Caxias
Localização de Caxias no Maranhão
Caxias está localizado em: Brasil
Caxias
Localização de Caxias no Brasil
04° 51' 32" S 43° 21' 21" O04° 51' 32" S 43° 21' 21" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008[2]
Microrregião Caxias IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Timon, São João do Soter, Teresina, Codó, Coelho Neto.
Distância até a capital 360 km
Características geográficas
Área 5 150,667 km² [3]
População 155 129 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 30,12 hab./km²
Altitude 66 m
Clima Tropical Af
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,673 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 738 456,031 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 5 009,33 IBGE/2008[6]
Página oficial

Caxias é um município do estado do Maranhão. É a quinta maior cidade do estado, com uma população de 155 129 habitantes e área de 5 150,667 km². A cidade pertence à Microrregião de Caxias e é entrecortada por um manancial composto do rio Itapecuru e seus afluentes. É um dos maiores centros econômicos do estado graças a seu grande desempenho nos setores da indústria e um importante centro político, cultural e populacional do estado do Maranhão.

A cidade de Caxias tem uma arquitetura herdada do século XIX e início do século XX no estilo português, ainda conservando boa parte de seu patrimônio histórico.

Caxias é conhecida como "terra das águas cristalinas", destacando-se como uma "cidade portadora de futuro", pois em seu entorno, gravitam muitos municípios sendo uma região entrecortada por um manancial composto do rio Itapecuru e seus afluentes, um riquíssimo lençol freático, muita vegetação e chuvas bem distribuídas ao longo do ano, favorecendo a indústria, o agronegócio e o turismo.

Praça Gonçalves Dias, Caxias Maranhão.
Igreja de São Benedito. Centro histórico de Caxias Maranhão.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 4º51'32" sul e a uma longitude 43º21'22" oeste, estando a uma altitude de 66 metros. Possui uma área de 5 224 km². Sua população estimada em 2009 era de 148 072 habitantes. A cidade é banhada pelo Rio Itapecuru, banhando quase toda extensão do município, além da sua sede, e pelo Rio Parnaíba a nordeste, além de possuir vários afluentes que cercam a cidade com diversos banhos naturais.

Delimitada, a atual área do município equivale somente a 45,45% da área original de 11 691 Km² de antes das emancipações de Timon, Aldeias Altas, Coelho Neto, Codó e São João do Sóter.

Caxias faz parte da região Meio-Norte. Fica mais próxima da capital do Piauí, Teresina, a apenas 66 quilômetros de distância. Fica a 360 quilômetros da capital do Maranhão, São Luís, a 656 quilômetros da capital do Ceará, Fortaleza, e a 838 km da capital do Pará, Belém.


Cultura[editar | editar código-fonte]

A cidade de Caxias tem uma arquitetura herdada do século XIX e início do século XX no estilo português, ainda conservando boa parte de seu patrimônio histórico.

Tem como seus filhos ilustres, poetas como Gonçalves Dias, Coelho Neto, Teófilo Dias, Vespasiano Ramos e outros artistas como César Marques, o escultor modernista Celso Antônio Menezes, o dramaturgo e criador do Teatro Profissional do Negro (TEPRON) Ubirajara Fidalgo, o idealizador da bandeira nacional Raimundo Teixeira Mendes, o senador e deputado federal Joaquim Antônio da Cruz,os comendadores da República Federativa do Brasil Salvador Moura e Alderico Silva, e o criador do Ministério da Agricultura João Christino Cruz entre outros.

Praça Vespasiano Ramos. Caxias Maranhão.

Literatura[editar | editar código-fonte]

A Academia Caxiense de Letras (ACL) é um ponto de cultura do cenário caxiense e maranhense, também conhecida como "A casa de Coelho Neto". Fundada em 15 de Agosto de 1997, conta com 40 membros efetivos e realiza atividades de cunho educacional e cultural.

Contém um acervo de mais de 4 mil livros, dentre eles destaca-se uma coleção de 16 livros raros do escritor caxiense Coelho Neto.

A Academia realiza anualmente uma exposição de arte denominada Expoarte, evento que congrega todas as manifestações artistico-culturais da cidade, além de editar, publicar e lançar obras de seus membros.

Economia[editar | editar código-fonte]

Conta ainda com um polo industrial composto de vários setores produtivos, onde se destacam o segmento industrial de produção alimentícia, da construção civil, de bebidas, de minerais não metálicos, do vestuário e de cosméticos.

Educação[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Caxias vem despontando como um centro formador de profissionais de nível superior para todo o Maranhão. A cidade dispõe de três instituições de ensino superior privadas e duas públicas que ofertam diversos cursos como Medicina, Direito, Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia e Engenharia da Produção; Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Serviço Social, Engenharia Civil, Arquitetura, Análises e Desenvolvimento de Sistemas, Agronegócio, Letras, Gestão Hospitalar, Gestão Pública, Gestão de Recursos Humanos, Logística, Marketing, Matemática, Física, Biologia, Química, Geografia e História.

O curso de medicina da Universidade Estadual do Maranhão foi considerado pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - ENADE, como um dos melhores do Nordeste.

Política[editar | editar código-fonte]

O poder político em Caxias é representado pelo prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

Lista de prefeitos[carece de fontes?]
  • 1948 - 1950 - Eugênio Barros Filho
  • 1951 - 1955 - Severino Dias Carneiro Sobrinho
  • 1956 - 1960 - João Elzimar da Costa Machado
  • 1961 - 1966 - Numa Pompílio Baima Pereira
  • 1978 - 1983 - Aluísio de Abreu Lobo
  • 1984 - 1988 - José Ferreira de Castro
  • 1989 - 1993 - Sebastião Lopes de Sousa
  • 1994 - 1997 - Paulo Celso Fonseca Marinho
  • 1997 - 2000 - Eziquio Barros Filho
  • 2001 - 2004 - Márcia Regina Serejo Marinho
  • 2005 - 2008 - Humberto Ivar Araújo Coutinho
  • 2008 - 2012 - Humberto Ivar Araújo Coutinho
  • 2013 - Atual - Leonardo Barroso Coutinho

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Centro Histórico, Cangalheiro, Castelo Branco, Morro do Alecrim, Volta Redonda, Ponte, Trizidela, Vila Alecrim, Refinaria, São Francisco, Vila Lobão, Vila Arias, Pampulha, Residencial Constantino Castro, Nova Caxias, Conj. Cohab, Conj. Ipem, Residencial Sabiá, Caldeirões, Tamarineiro, Pequizeiro, Antenor Viana, Mutirão, Salobro, Fazendinha, João Vianna, Dinir Silva, Cabana da Serra, Campo de Belém, José Castro, Vila São José, Baixinha, Bacuri, Seriema, Galeana, Olho d'Água, Boa Vontade, Recanto dos Poetas, Pai Geraldo, Residencial Eugênio Coutinho, Itapecuruzinho, Bela Vista, DNER, Veneza, entre outros.

Universidades/Escolas Técnicas[editar | editar código-fonte]

Outdoor mostrando os alunos formandos do curso de Administração da Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão - Facema, no segundo semestre de 2012. Em Caxias Maranhão.
  • Universidade Estadual do Maranhão - Campus Caxias-MA
  • Faculdade do Vale do Itapecuru - FAI
  • Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão - FACEMA
  • Universidade Anhanguera-Uniderp/CEAD - Pólo: Caxias-MA/Matriz: Campo Grande-MS
  • Instituto Federal do Maranhão - (IFMA) Campus Caxias


Referências

  1. Resultado Final eleições 2012 no Maranhão. Página visitada em 13/01/2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Commons Categoria no Commons