Celly Campello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Celly Campelo)
Ir para: navegação, pesquisa
Celly Campello
Informação geral
Nome completo Célia Benelli Campello
Também conhecido(a) como Celly
Nascimento 18 de junho de 1942
Origem Taubaté,  São Paulo
País  Brasil
Data de morte 4 de março de 2003 (60 anos)
Gênero(s) Rock and Roll
Instrumento(s) voz
Período em atividade 1958 - 1962
1976 - 1977

Célia Benelli Campello, cujo nome artístico era Celly Campello (São Paulo, 18 de junho de 1942Campinas, 4 de março de 2003[1] ) foi uma cantora e precursora do rock no Brasil. Também fez uma participação como atriz na novela Estúpido Cupido.

Depois de casada, passou a assinar Célia Campello Gomes Chacon.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida na capital paulista e criada em Taubaté, Celly começou sua carreira precocemente: dançou "Tico-Tico no Fubá" aos cinco anos numa apresentação infantil. Com seis anos cantou na Rádio Cacique em Taubaté, onde passou toda sua infância. Se tornou uma das participantes do Clube do Guri (Rádio Difusora de Taubaté). Estudou piano, violão e balé durante a infância.

Aos doze anos já tinha o próprio programa de rádio, também na Rádio Cacique. Aos quinze anos de idade (1958) gravou o primeiro disco, em São Paulo no outro lado do primeiro 78 rotações do irmão Tony Campello que a acompanhou em boa parte da carreira como cantora e atriz. Estreou na televisão no programa Campeões do Disco, da TV Tupi, em 1958. Em 1959 estreou um programa próprio ao lado do irmão Tony Campello, intitulado Celly e Tony em Hi-Fi, na Rede Record, o qual apresentou por dois anos.

A carreira explodiu em 1959 com a versão brasileira de Stupid Cupid, que no Brasil virou Estúpido Cupido. A música foi lançada no programa do Chacrinha e se tornou um sucesso em todo país no ano de 1959. Nesse mesmo ano participou do longa-metragem de Mazzaropi, Jeca Tatu.

Durante a vida gravou outros sucessos: Lacinhos Cor-de-Rosa, Billy, Banho de Lua, que lhe renderam inúmeros prêmios e troféus, inclusive no exterior, e lhe deram o título de Rainha do Rock Brasileiro.

Para tristeza de toda uma geração que se espelhou no trabalho, Celly abandonou a carreira no auge, aos 20 anos, para se casar e morar em Campinas. Foi em 1962, com José Eduardo Gomes Chacon, o namorado desde a adolescência. Com José Eduardo, com quem permaneceu casada até morrer, Celly teve dois filhos, Cristiane e Eduardo, e dois netos.

Celly vinha sendo cogitada para apresentar o programa Jovem Guarda (TV Record), ao lado de Roberto e Erasmo Carlos. Como abandonou a carreira, Wanderléa tomou seu lugar.

No início da década de 1970 tentou relançar a carreira: apareceu no Hollywood Rock, pioneiro festival de rock no Rio de Janeiro, se apresentado com o irmão Tony Campello. O evento foi filmado para o documentário Ritmo Alucinante, lançado no mesmo ano. Em 1976, foi trazida de novo ao sucesso graças a telenovela Estúpido Cupido (homônimo do grande sucesso, de 1959) na TV Globo, na qual gravou uma participação especial. Incentivada pelo sucesso da novela, tentaria retomar a carreira, chegando a gravar um disco e fazendo alguns espetáculos. Mas com o término da novela, voltou ao ostracismo.

Vítima de um câncer, Celly morreu em 3 de março de 2003, no Hospital Samaritano em Campinas.[2]

Em 2008, a emissora de televisão Rede Globo licenciou as canções "Banho de Lua" e "Broto Legal" para serem utilizadas como música incidental da novela Ciranda de Pedra; nenhuma das duas foi incluída no CD de trilha sonora da novela.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Na Odeon[editar | editar código-fonte]

  • 78 RPM n.º 14.328 de 06/1958 - Handsome Boy (Este foi o primeiro lançamento em 45 RPM da Odeon)
  • 78 RPM n.º 14.385 de 10/1958 - Devotion / O Céu Mudou de Cor
  • 78 RPM n.º 14.434 de 03/1959 - The Secret / Estúpido Cupido
  • 78 RPM n.º 14.490 de 07/1959 - Túnel do Amor / Muito Jovem
  • 78 RPM n.º 14.506 de 08/1959 - Tammy / Lacinhos Cor-de-rosa
  • 78 RPM n.º 14.592 de 03/1960 - Billy / Banho de Lua
  • 78 RPM n.º 14.632 de 06/1960 - Frankie / Não tenho Namorado
  • 78 RPM n.º 14.669 de 09/1960 - Mal-me-quer / Broto Legal
  • 78 RPM n.º 14.690 de 11/1960 - Vi Mamãe Beijar Papai Noel / Jingle-Bell Rock

(Obs: Todos estes 78 rotações tiveram edição também 45 RPM simples)

  • 78 RPM n.º 14.723 de 04/1961 - Hey Mama / Gosto de Você meu Bem
  • 78 RPM n.º 14.801 de 05/1962 - Canário / A Lenda da Conchinha

(Obs: Estes discos de 78 RPM tiveram edição também em compacto simples)

  • Compacto Simples n.º 7B-001 de 1960 - Estúpido Cupido / Banho de Lua
  • Compacto Simples n.º 7B-007 de 10/1961 - Trem do Amor / Flamengo Rock
  • Compacto Simples n.º DP-398 de 06/1968 - Hey! Ex-Amor / Bonnie e Clyde (Promocional)
  • Compacto Simples n.º 7B-317 de 08/1968 - Hey! Ex-Amor / Marquei Encontro com Você em Meus Sonhos
  • Compacto Simples de 1973 - Canário (com Tony Campello)
  • Compacto Simples de 1976 - Estúpido Cupido / Túnel do Amor
  • Compacto Duplo (45 RPM) "Estúpido Cupido" n.º BWB 1.084 de 08/1959
    • Estúpido Cupido / The Secret / Túnel do Amor / Muito Jovem
  • Compacto Duplo (45 RPM) "Broto Certinho" n.º BWB 1.131 de 04/1960
    • Querida Mamãe / Grande Amor / Banho de Lua / Frankie
  • Compacto Duplo (45 RPM) "A Bonequinha que Canta" de 10/1960
    • Mal-me-Quer / Broto Legal / O Meu Amor vai Passar / Só para Elisa
  • Compacto Duplo "Celly Campello" n.º 7BD-1006 de 10/1961
    • Hey Mama / Teddy / Flamengo Rock / Little Devil
  • Compacto Duplo "Celly Campello" n.º 7BD-1167 de 11/1968
    • Ao Meu Amor / Marquei Encontro com Você em meus Sonhos / Felicidade / Perdoa
  • Compacto Duplo "Anos 60" n.º 7BD-1359, de 07/1976
    • Estúpido Cupido / Lacinhos Cor-de-rosa / Banho de Lua / Broto Legal
  • LP "Come Rock With Me" n.º MOFB-3110 de 09/1959 (Mono)
  • LP "Broto Certinho" n.º MOFB-3162 de 04/1960 (Mono)
  • LP "A Bonequinha que Canta" n.º MOFB-3186 de 11/1960 (Mono)
  • LP "A Graça de Celly Campello e as Músicas de Paul Anka" n.º MOFB-3230 de 04/1961 (Mono)
  • LP "Brotinho Encantador" n.º MOFB-3257 de 10/1961 (Mono)
  • LP "Os Grandes Sucessos de Celly Campello" n.º MOFB-3288 de 05/1962 (Coletânea em Mono)
  • LP "Celly" n.º (S)MOFB-3543 de 06/1968 (Estéreo)
  • LP "Anos 60" n.º SC-10014 de 1973 (Coletânea com Reprocessamento Eletrônico - Fake Stereo)

Na Continental[editar | editar código-fonte]

Todos os Lançamentos em Estéreo

  • Compacto Simples de 1970 - Help! Vem me Ajudar / Pra Você Gostar de Mim (Taí)
  • Compacto Duplo n.º LD.33917 de 1971
    • Mar de Rosas / Estou Bem / Deixa Estar como Está / Oh! Mama

Na RCA Victor[editar | editar código-fonte]

Todos os Lançamentos em Estéreo

  • Compacto Simples n.º 101.0245 de 03/1974 - Onde Você For / Cada Dia Fica Mais Difícil não te Ter
  • Compacto Simples n.º 101.0398 de 05/1976 - Nosso Amor é Pra Sempre / A Casa das Cortinas Amarelas
  • Compacto Simples n.º 101.0472 de 1977 - Diga que eu Mando um Alô / A Estação
  • Compacto Simples n.º 101.0643 de 1978 - Estamos a Fim (Com Tony Campello) / Chovendo em meu Coração
  • Compacto Duplo "Estúpido Cupido" n.º 102.0156 de 1976
    • Estúpido Cupido - Banho de Lua / Cante / Diga que eu Mando um Alô / Nosso Amor é Pra Sempre
  • Compacto Duplo "Don't Cry for Me Argentina" n.º 102.0180 de 1977
    • Don't Cry for me Argentina / A Estação / Insisto, Amor / Só Entre Dois Amores
  • Compacto Duplo "Celly Campello" n.º 102.0229 de 1978
    • A Saudade / Dina / O Que eu Sinto por Você / Você me Fez Brilhar
  • Compacto Duplo "Celly Campello" n.º 102.0256 de 1979
    • Estamos a Fim (com Tony Campello) / Chovendo em Meu Coração / Voltei a Ser Feliz / Deixe o Amor Entrar
  • LP "Celly Campello" n.º 103.0184 de 11/1976
  • LP "Disco de Ouro", de 1981

Filmes[editar | editar código-fonte]

Músicas[editar | editar código-fonte]

  • Banho de lua
  • Billy
  • Broto certinho
  • Broto legal
  • Devotion
  • Estúpido cupido
  • Eu, você e o luar...
  • Flamengo rock
  • Gostoso mesmo é namorar
  • Grande amor
  • Marquei encontro com você em meu sonho
  • Handsome boy
  • Lacinhos cor-de-rosa
  • Muito jovem
  • Näo tenho namorado
  • O céu mudou de cor
  • Os mandamentos do broto
  • Querida mamäe
  • Querido cupido
  • Só para Elisa
  • Tammy
  • Tempo para amar
  • The secret
  • Túnel do amor
  • Vi mamäe beijar Papai Noel
  • Você Me Fez Brilhar

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]