Celso Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde setembro de 2012).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Celso Cardoso
Nascimento São Paulo
 Brasil
Ocupação jornalista e cantor
Nacionalidade  brasileiro(a)
Atividade 1987 - presente
Site oficial

Celso Cardoso é um jornalista e cantor brasileiro. Formado em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo, trabalhou como locutor nas rádios Diário FM, de Ribeirão Preto; 97 FM, Antena Um e Rádio Capital. Começou a trabalhar com jornalismo esportivo na TV Gazeta em outubro de 1991, primeiramente como produtor e narrador do telejornal Gazeta Nacional. Em 98, foi promovido a apresentador do Gazeta Esportiva, que continua a comandar, agora ao lado de Michelle Giannella. Também é apresentador e editor de esportes do Jornal da Gazeta. Ministra curso de locução na Faculdade Cásper Líbero. Trabalhou como comentarista do canal Esporte Interativo. Em 2009, lançou seu primeiro cd como cantor, o álbum "Deixa Acontecer".

Biografia Nascido em São Paulo, no dia 29 de junho de 1968. Iniciou carreira como locutor, aos 17 anos, gravando comerciais na Decson Publicidade, em Ribeirão Preto.

Em julho de 1987, foi contratado pela Rádio Diário FM, da mesma cidade. Aprovado no vestibular de jornalismo do Instituto Metodista de Ensino Superior, em 1988, voltou a São Paulo e se tornou locutor da Rádio 97 FM, de Santo André. Três meses mais tarde, foi convidado para trabalhar na Rádio Antena Um, onde permaneceu até 1993. Em 1990, entrou para a equipe de jornalismo da Rádio Capital AM onde atuou como locutor e repórter até outubro de 1991.

Em novembro do mesmo ano, foi contratado pela TV Gazeta, para produzir o Jornal Gazeta Nacional. Em 1992, o jornalista Celso Cardoso foi promovido para a reportagem e, em 1998, foi efetivado na apresentação do programa Gazeta Esportiva. Em 2000, assumiu a edição e apresentação da Editoria de Esportes do Jornal da Gazeta, ancorado pela jornalista Maria Lydia Flândoli. Foi Âncora do Programa Mesa Redonda Nova Geração, em 2002. Na Rádio Gazeta AM, participou da apresentação do programa Disparada no Esporte em 2005 e 2006.

Como professor, foi docente de prática de locução da Radioficina, em 1991 e no Senac, no período entre 1992 e 1998. Atualmente ministra o Curso de Locução para Telejornal na Faculdade Cásper Líbero, no Comunique-se e no Espaço WN, atividade que o jornalista concilia com a apresentação do programa Gazeta Esportiva, do Jornal da Gazeta e com a nova carreira de cantor.

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Na música, sua grande paixão, Celso Cardoso se destacou em 2008. Realizou 25 shows e cantou em palcos tradicionais de São Paulo como Crowne Plaza, Centro Cultural, Villaggio Café, Barracuda e Na Mata, entre outros. Em abril de 2009 lançou seu primeiro cd, o álbum "Deixa Acontecer", com produção do guitarrista Marcos Kleine. O trombonista Bocato e o baixista norte-americano Victor Rice fazem participações especiais. Bocato dá um ar sofisticado para a releitura de "Flores do Mal" (Barão vermelho) e Victor toca violoncelo em "O Pior Que Existe em Mim", música inédita do compositor carioca Leoni que assina outras três composições do álbum. Em "Deixa Acontecer", Celso também interpreta música inédita de Pit Passarell do Viper, além de apresentar uma parceria com Wayne Hussey (líder e vocalista da banda inglesa The Mission UK), em faixa que dá título ao cd. Wayne compôs a música especialmente para o primeiro trabalho musical de Celso Cardoso, a quem coube escrever a letra. O álbum de estreia também apresenta releituras de hits de Cássia Eller ("Nós") e Golpe de Estado ("Noite de Balada"). Nos shows, Celso está acompanhado da banda "Os Impossíveis" (Marcos Kleine/guitarra, Mingau/baixo e Caio Mancini/bateria) .

Referências

  • Biografia Celsocardoso.com.br. Página visitada em 2 de agosto de 2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.